segunda-feira, novembro 30, 2009

As Casas Encantadas de Maria Gabriela Llansol em Sintra

Maria Gabriela Llansol -1931-2008

"Em 1984, de regresso a Portugal a escritora foi viver para uma vivenda no Banzão (Colares), chamada Toki Alai. No jardim havia um ateliê , que é um dos lugares importantes da sua obra.Chamou-lhe a "casa da saudação".*


Casa saudac%3F%3Fa%3F%3Fo%20copy
**
Em 1994 Maria Gabriela Llansol e Augusto Joaquim mudam-se para Sintra.
Este sábado o jornal "Expresso" inclui, no suplemento "Actual" uma reportagem sobre a segunda casa de Sintra de Gabriela Llansol, hoje Espaço Llansol.

Expresso28112009

"No final dos anos 90, um grupo de leitores e professores de literatura iniciou um programa de encontros informais, em jeito de seminário, para estudar a obra de Maria Gabriela Llansol.No início, a escritora manteve-se um pouco distante, mas progressivamente foi-se integrando e ocupando o centro do grupo, aceitando falar sobre a sua escrita.Foi precisamente desses encontros que nasceu o Espaço Llansol."
*Expresso (Actual)de 28/11/2009
O Espaço Llansol - A mutação da casa


Créditos:
Slide :"O espaço Llansol -A mutação da casa"aut. João Barrento
*Texto do "Actual" do Expresso de 28/11/2009, reportagem de António Guerreiro e fotos de Duarte Belo
** Foto da "casa da saudação" encontrada- aqui

domingo, novembro 29, 2009

Colares Antigo

colaresoval2
Colares, vilazinha de 3819 hab., pitorescamente sit. num dos contrafortes da serra, é um dos mais aprazíveis centros de excursão desta região paradisíaca.

Garagem: Frederico Costa (à entr. da vila). - Gasolina: José Mª Chaves - Alquilarias: várias - Hotel: Falcata (modestíssimo). - Durante a temporada estival alugam-se algumas casa mobiladas, sendo, porém, mister tratar do arrendamento com grande antecedência. - Restaurante (na Várzea): Camarão -Bilh. post. ilus.: Agostinho, Lda.; Baptista - Corr. e tel. - Não há iluminação pública. - Boas águas potáveis. - Teatro: Minerva. - Romaria de 14 a 16 de Agosto.
Guia de Portugal -Lisboa e arredores- Raul Proença - Ed. da Bibl. Nac. de Lisboa 1924

sábado, novembro 28, 2009

Concerto na Igreja Matriz de Colares

Photobucket

Este Sábado pelas 18H00, na Igreja Matriz de Colares

Integrado nas comemorações do 118º aniversário da Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares - actuação conjunta do Coro ARDECORO (Maestro Pedro d´Orey) e de um Grupo de Músicos da Banda dos B.V. de Colares(Maestro Fernando Cosme Moreira).

sexta-feira, novembro 27, 2009

Quinta do Carmo II

Photobucket
"A pouca distância do Convento do Carmo, naquela agreste e encantadora posição da nossa Sintra, a que o próprio Lord Byron, inimigo fidagal dos portugueses, chama «a mais bela da Europa», estava a cruz que impressionou Herculano"
Bulhão Pato

"Quando na posse do Conde de lavradio estiveram no Carmo, durante uma excursão de oito dias realizada a pé, através da montanha, Bulhão Pato, o marquês de Sabugosa e Alexandre Herculano, que ali compôs uma das mais belas poesias A Cruz Mutilada."
No "Guia de Portugal Lisboa e arredores" de Raul Proença em 1924

quinta-feira, novembro 26, 2009

Telhados de Sintra III

Degradação (actualizada) de uma casa de Sintra

Photobucket
Fotos de 23 de Novembro de 2009
Photobucket

Desde 2006, este blogue acompanha com tristeza os efeitos desastrosos da degradação deste imóvel na Estefânia de Sintra. Imóvel (propriedade privada), que entrou agora em fase de pré-ruína, com o desabamento de parte do telhado. Sinal da política de preservação do património edificado nesta Sintra,
Património Mundial...


"Elevada a Paisagem Cultural do património da Humanidade durante a 19ª sessão do Comité da UNESCO, ocorrida em Paris a 6 de Dezembro de 1995, Sintra é um imenso livro aberto cheio de imagens do passado emolduradas numa Natureza fascinante"
*Encontrado numa brochura editada pela CMS

quarta-feira, novembro 25, 2009

Rio das Maçãs

Photobucket
"(...)As fontes árabes tais como as portuguesas até ao séc XVI, evidenciam a importância que então detinha, na região, o denominado Rio de Colares ou das Maçãs. sabe-se hoje que, na Antiguidade, existia um esteiro navegável que ocupava todo o vale entre a actual Praia das Maçãs e o Banzão. No período islâmico tal esteiro não estava ainda completamente assoreado, pois em Colares encontrámos e escavámos silos dessa época que continham numerosas conchas de moluscos que apena vivem em águas salobras e relativamente paradas. Aliás, o profundo e rápido assoreamento da costa portuguesa a meio da respectiva fachada atlântica é um fenómeno que sobrevem a partir do séc.XV, como está já largamente estudado e comprovado. A foz do Rio de Colares e o esteiro que a continuava e ligava ao mar, formavam então uma enseada que proporcionava à nossa região um verdadeiro porto e lhe estreitava os laços quotidianos com o Oceano, de uma forma que hoje nos custa a compreender privados que estamos, desde há séculos, dessa estrada natural de penetração.(...)"

*No "O Foral Afonsino de Sintra- Alguns contributos para a sua renovada interpretação e respectivo enquadramento histórico"
da autoria de José Cardim Ribeiro, Director do Museu Arqueológico de Odrinhas

terça-feira, novembro 24, 2009

Vinhos de Colares

Vinhos de Colares

"Os vinhos de Colares têm uma inimitável história desde a fundação da nacionalidade, perpetuada até aos nossos dias. As cepas plantadas em zonas arenosas e marítimas necessitam de grandes cuidados no seu cultivo, levando a pequenas produções, acarinhadas pelo esforço do trabalho manual de viticultores, empenhados em manter uma actividade genuinamente enraizada na cultura regional do nosso Concelho."


Texto da Adega Regional de Colares

segunda-feira, novembro 23, 2009

Casas de Sintra III

Photobucket

AltpPenedo2

No alto do Penedo, talvez a aldeia mais típica da Serra de Sintra, existe uma construção de linhas modernas, orientada em toda a sua frente para o Oceano Atlântico.
Casa da autoria da Arquitecta Leonor Duarte Ferreira, e residência do músico Mário Laginha.

AltoPenedo3
A razão da escolha deste fabuloso local para a construção da casa é descrita , em 2006, numa edição do PNSC "Parque Paraque Tequero":

"A atracção que Mário Laginha sente por aquela zona * é tão grande, que acaba de comprar um terreno no Penedo, onde, com Francisca está a construir a sua morada definitiva, uma casa de onde se vê a serra e o mar. Num lugar ainda mais dentro da serra."

* Anteriormente Mário Laginha vivia no Mucifal.
Nota : Esta casa já foi anteriormente publicada no blogue "Arrumário"

domingo, novembro 22, 2009

O Rancho de Colares

VinhoColaresFINALRevista "Ilustração" Nº262 de 16 de Novembro de 1936
Photobucket
Revista "Ilustração" nº262 de 16 de Novembro de 1936

Legendas das últimas fotos da página da "Ilustração":
1-Os ranchos do Termo de Lisboa,Setubal e Colares bailando em frente do palácio do Município .As raparigas, ou ataviadas nas suas saias rodadas com barra vermelha, lenço azul desmaiado e botas de cordavão, ou com os seus lenços escarlates e chambre caído por fora da saia de riscas várias ao jeito saloio bailam alegremente com os rapagões de blusão de chita aos quadradinhos e barrete de borla.
2-A actriz Célia Mendes vestida à moda de Colares com a blusa florida, avental e botinas, conduzido à cabeça o cesto simbólico das vindimas que são o orgulho da nossa querida Terra. Esta festa faltava em Portugal que é o País do Vinho.

Rancho de Colares que na 1ª Festa da Vindimária (1936) foi galardoado com o prémio do "Cacho Dourado".

Photobucket
Desfile do Rancho de Colares na baixa de Lisboa, na Festa da Vindimária.
Foto publicada no Jornal de Sintra de 11 de Junho de 1937

Post relacionado- O Rancho Folclórico de Colares

sábado, novembro 21, 2009

Festival de Marionetas em Sintra

Marionetes
LinkSintra vai ser palco da segunda edição do Festival Internacional de Marionetas de Sintra (FIMS),
De 22 de Novembro a 19 de Dezembro, no Auditório António Silva no Cacém.
Programa e contactos -aqui

sexta-feira, novembro 20, 2009

Árvores de Colares III

Photobucket

Sem os Plátanos...não era a mesma coisa!!!

Destaque

A próxima intervenção da Estradas de Portugal nos Plátanos de Colares, continua a ser tema na blogosfera e na imprensa. Hoje destacamos o blogue "A Sombra Verde" que analisa a próxima intervenção da E.P. em Colares, com grande preocupação quanto ao futuro daquelas centenárias árvores.


Photobucket
"Espero estar profundamente enganado mas, por situações anteriores, antevejo que esta intenção não augure nada de positivo para este património natural."

Ler post do "A Sombra Verde"-aqui

Ver também- Árvores de Portugal

quinta-feira, novembro 19, 2009

Adega Regional de Colares

Photobucket
Photobucket
"Fundada em 1931 a Adega Regional de Colares reune actualmente mais de 50% da produção da região e mais de 90% dos produtores. É, por este motivo uma instituição cooperativa de grande importância social para o nosso Concelho."
Texto da Adega Regional de Colares

terça-feira, novembro 17, 2009

Árvores de Colares II ( Actualizado)

PhotobucketA resposta (de ontem) do Departamento de Comunicação das Estradas de Portugal sobre o caso dos Plátanos de Colares:
"(...) A Estradas de Portugal informa que a Av. C. Linhares e Lima é um troço da EN375 no centro de Colares. Esta via está ladeada de grandes plátanos os quais em ocasiões de intempérie já provocaram danos a utentes da via (na maioria veículos estacionados), a que a EP respondeu com o pagamento das indemnizações apuradas.

Assim, quer na EN375, quer em todas as estradas da rede a cargo da EP na Serra de Sintra, são alvo de uma acção que a Empresa empreendeu este Outono a nível de poda e abate de algumas árvores, no âmbito da segurança e manutenção da estrada.

Está prevista a intervenção em cerca de 572 árvores de grande porte (poda, tratamento fitosanitário, ou no limite o abate). A referida campanha iniciou-se no passado mês de Outubro e, prevê-se a sua conclusão até ao final do corrente ano.

A operação sobre as árvores não determina nenhum condicionamento da estrada (por tempo e data marcantes), a menos da inibição de uma das vias e apenas por algumas horas do dia.

Os pequenos constrangimentos que possam surgir têm carácter temporário, uma vez se instalam apenas onde há uma ou mais árvores a intervir, ao longo dos 35 km das estradas em causa.

Não está previsto no curto/médio prazos qualquer outra intervenção na EN375, que não aquelas que correspondem às operações correntes de manutenção da estrada (danos no pavimento, desobstrução dos órgãos de drenagem, (re)marcação horizontal, reposição da sinalização vertical, etc)."

Actualização da informação da "Estradas de Portugal" - 18/11/2009, 0H15m

Esclarecimentos adicionais sobre a última informação publicada da EP:

"A Estradas de Portugal informa que os 17 plátanos marcados na EN375 no centro de Colares serão alvo de um ensaio de diagnóstico de solidez dos troncos e pernadas, por meio de Resistógrafo, de modo a avaliar a existência de um eventual risco de queda de alguma das árvores em causa.

A intervenção que está prevista para estas árvores é a de apenas podá-las e só será outra no caso do diagnóstico de solidez a realizar vier demonstrar que a árvore apresenta "deficiências" estruturais tais que a sua poda se venha a manifestar insuficiente para se evitar o risco de queda. Portanto, o abate de qualquer uma destas 17 árvores só será equacionado em última e derradeira instância.

Na eventualidade de se verificar necessário o abate de alguma destas árvores, a EP irá avaliar a possibilidade de se proceder à sua substituição."

Textos da Estradas de Portugal por gentileza de Luís Galrão

Ler também:
- Diário de Notícias de 18/11/2009 -Plátanos abatidos só "em última instância"
-Site Árvores de Portugal:
Photobucket
"Houve uma altura em que extinta Junta Autónoma de Estradas (JAE) plantava árvores nas bermas dos nossos itinerários rodoviários. Esse tempo , obviamente já lá vai e a sua sucessora,a Estradas de Portugal (EP), olha as árvores como um empecilho."
Ler mais em Árvores de Portugal -Aqui e Aqui

-Alagablogue (Alagamares) -Plátanos de Colares-Marcados para Morrer?
-Correio da Manhã-Colares teme abate Plátanos

Photobucket

segunda-feira, novembro 16, 2009

Árvores de Colares (Actualizado)

"A marcação, há uma semana de 17 plátanos junto à adega regional de Colares, em Sintra, está apreocupar moradores e ambientalistas, que teme o abate das árvores."
Diário de Notícias de 17/11/2009

Fotos de hoje (17/11/2009) dos centenários Plátanos de Colares, esperando que não sejam para memória futura...

Photobucket
Há uns dias Colares acordou com os plátanos em frente à Adega Regional de Colares com marcações a vermelho. Tem sido este blogue contactado por pessoas preocupadas pelo futuro daquela fileira de árvores que fazem parte da imagem de Colares.
Aguardando confirmação da informação por parte da Junta de Freguesia de Colares, a marcação das árvores decorrerá de um processo de análise da sua resistência mecânica, para posterior poda.

Continuaremos a acompanhar este processo, divulgando aqui todas as novas informações que nos forem chegando.

Actualização às 17H25m

Da Junta de Freguesia de Colares recebemos a seguinte informação:

"Vimos por este meio confirmar a informação dada por V.Exª no seu blogue , informando que há muito que esta Junta de Freguesia faz pressão junto da Estradas de Portugal para que sejam efectuadas podas, quer na referida artéria, quer noutras ao longo de Colares. Já ocorreram dois acidentes com semi-reboques devido aos mesmos terem de sair da sua faixa de rodagem (ramadas dos plátanos viradas para a faixa de rodagem)"
Photobucket

Ver também:
- Blogue Cidadania Cascais -Ainda os plátanos em Colares
-Blogue Cidadania Cascais-Como é que a CM Sintra permite e/ou promove isto?
-TVI24 - Plátanos de Sintra «safam-se» de abate
-Blogue Tudo Novo a Ocidente -Os Plátanos da Várzea de Colares
-Blogue Estupefacto -Presidente da Junta de Colares garante que não vai abater árvores
-Parlamento Global -Plátanos do centro de Colares vão ser radiografados (Lusa)
-Blogue Ave-do-Arremedo-«Plátanos marcados preocupam»
-Portugal Diário -Plátanos de Sintra «Safam-se» de abate
-Diário de Notícias-Plátanos "marcados" preocupam
-Público -EP intervém e-m 572 árvores junto a estradas de Sintra
-Blogue Casa da Claridade -Quanto vale uma árvore?
-Blogue Casa de Ariadne - É incrível!!!
-Blogue Coraline-Help...Plátanos em Colares:(((

O Casal da Serrana II

Photobucket

O Casal da Serrana em Eugaria, construído por Luís Keil, filho de Alfredo Keil teve um outro ilustre morador - Bernardo Marques, pintor, ilustrador, publicitário e cronista. Os seus trabalhos encontram-se publicados desde 1921, no periódico ABC, Ilustração Portuguesa, ABC a Rir, O Século, A Batalha, Diário de Lisboa, e a partir de 1929 encontram-no a colaborar no Diário de Notícias na crónica satírica "Os Domingos de Lisboa", colabora também para a Ilustração, o Sempre Fixe, a Contemporânea e Imagem, publicações emblemáticas da época.
Photobucket
Gravura publicada na revista "Contemporânea" de Outubro 4-5-6 de 1922

Bernardo Marques 1898-1962

Bernardo Marques ilustrou também a capa de "A Selva" de outro amigo de Sintra, o escritor Ferreira de Castro.
Photobucket

sábado, novembro 14, 2009

Porque hoje é Sábado

Photobucket
Há 75 anos foi lançado o primeiro conjunto de carrinhos em miniatura da marca britânica "Dinky Toys". Terão sido os modelos da "Dinky Toys" que deram origem ao gosto pelas miniaturas automóveis e ao seu coleccionismo, tornando-se brinquedos de referência.
Em 1952 começaram a ser vendidos em caixas individuais. Em 1956 surgiu no mercado outra marca britânica de miniaturas automóveis a "Corgy Toys", com diversas inovações nos modelos, obrigando a "Dinky Toys" a fazer alterações nas suas miniaturas.
Em 1979 os "Dinky Toys" deixaram de ser fabricados, tendo os direitos passados para a "Matchbox", que mais tarde passou para as mãos da "Mattel".
Um grande leilão de mais de 400 modelos Dinky Toys decorreu ontem e hoje em França (Bourges), para comemorar a efeméride.

Alagamares

cimg0158-1
Foto Alagamares

A Alagamares elegeu ontem os órgãos sociais para o próximo biénio.
À Alagamares desejo as maiores felicidades na prossecução do trabalho na defesa do Património de Sintra e da Cultura.

sexta-feira, novembro 13, 2009

Casas de Sintra

Photobucket
Tendo aceite o difícil desafio lançado por ZM do blogue Arrumário, de publicar casas de Sintra de arquitectos contemporâneos, após ter publicado um post sobre a casa de Pancho Guedes, "Casal dos Olhos" na Eugaria - inicio hoje, este ciclo (não respeitando integralmente a lista proposta), por uma casa que acho bem inserida num local sensível como as Azenhas do Mar e que já tinha publicado aqui em 2006, agora actualizada com novas fotos.
Um projecto do arquitecto João Ribeiro de Carvalho dos anos 90.
CasaAzenhasdoMar3 copy
"Implantada arrojadamente não entra em conflito com o que o rodeia , porque a zona já é rochosa e ventosa, relação perfeita dos materiais usados pela sua duração e beleza.
Ângulos soberbos desta construção oferecem-na ao mar, evidenciando a ampla zona dedicada à piscina. À esquerda e em baixo a pérgula e o "barbecue".À direita, a piscina , a sua localização privilegiada permite usufruir de uma excelente vista para o mar. constante em todas as áreas da casa. Ao fundo, sensual, a escultura em mármore de João Sotero."
Texto de Cristina Cordeiro e Teresa Marques na "Pública Magazine" nº178 de 1/8/93

CasaAzenhasdoMar
Foto publicada no "Público Magazine" Nº178 de 1/8/1993-foto de João Luis Dória

quinta-feira, novembro 12, 2009

A visita do Presidente Óscar Carmona à Adega Regional de Colares

AdegaColares1935
O Presidente Óscar Carmona ao centro de chapéu e à esquerda na foto, Alberto Totta da direcção na altura da Adega Regional de Colares, na visita feita a Colares em Outubro de 1935

AdegaColares21935
"Foi na última quinta-feira que o sr. General Carmona, a quem muito interessam todas as manifestações do trabalho nacional, visitou a Adega Regional de Colares, o mais perfeito organismo da sua especialidade entre nós, decisiva demonstração de quanto pode uma acção enérgica ao serviço de uma boa causa.

O problema dos vinhos de Colares arrastava-se sem solução anos após anos e improfícuos e baldados se tornaram todos os esforços empregados em o resolver. E foram muitas as tentativas feitas, esbarrando sempre contra inexpugnáveis barreiras que inconfessáveis e ilegítimos interesses cimentavam.

À frente deste movimento destacou-se sempre o maior e mais dedicado paladino de Colares, o Dr. Brandão de Vasconcelos cuja memória é venerada em toda a região(...)"
Na revista "Ilustração" nº232 de 1 de Setembro de 1935

quarta-feira, novembro 11, 2009

Dia de S.Martinho

Photobucket

No dia de S.Martinho vai à adega e prova o teu vinho.
(Provérbio Popular)
-Mais provébios populares sobre o dia de S.Martinho-aqui

terça-feira, novembro 10, 2009

Quando os bólides subiram pela primeira vez a Rampa da Pena

Photobucket
Organizada pela Comissão de Iniciativa de Sintra, com a colaboração técnica do Automóvel Clube de Portugal foram disputadas as corridas da I Rampa da Pena, tendo afluído grande número de concorentes nas duas catergorias (sport e corrida).
As provas decorreram com regularidade, havendo no entanto, a lamentar o desastre sucedido ao sr. Henry Rugenori que, chocando com um poste, fracturou um braço.
As quatro gravuras que publicamos representam fases dessa prova audaciosa.
A taça "Comissão de Iniciativa" coube a Eduardo Ferreirinha, vencedor absoluto da categoria "Corrida" e da I Rampa da Pena.
O vencedor absoluto da categoria "Sport" foi Diogo Passanha que ganhou a taça "Câmara Municipal de Sintra".

na revista "Ilustração " nº254 de 16 de Julho de 1936

A Rampa da Pena, nos anos 70 -aqui

segunda-feira, novembro 09, 2009

A Comemoração do Dia Europeu do Enoturismo

Photobucket
Ontem decorreu em Colares, organizado pela Câmara Municipal de Sintra, a Comemoração do Dia Europeu do Enoturismo.

Participámos no Passeio Pedestre - numa extensão aprox. de 10Km, com locais de passagem no Alto do Banzão, Pinhal da Nazaré e Janas- incluiu uma visita à Adega Regional de Colares e à Vinha Moderna da Fundação Oriente.

O passeio pedestre terminou nas Caves Visconde de Salreu em Colares, (que tem neste momento , a exposição dos "100 Anos da Região Demarcada de Colares -1908-2008"), com uma prova de vinhos de Colares.


* Desenho da Adega Regional de Colares

domingo, novembro 08, 2009

Palácio da Pena

Photobucket

"(...)O Palácio da Pena transporta-nos às épocas passadas, porque a mobília que guarnece as suas salas, o revestimento das sua paredes, tudo quanto lá existe está mais ou menos em perfeita harmonia com o edifício, o que dá uma ideia muito perfeita do passado.
O Parque da Pena que cerca o Palácio é um modelo do género; contém as plantas mais esquisitas e grande parte delas vivem ali à força de cuidados, resistindo triunfantemente ao clima contrário a muito delas. Se além disto considerarmos as dificuldades e enormes despesas que foi mister fazer para conseguir transformar aquelas penedias num jardim perene de verdura e de flores, teremos uma prova eloquente de quanto pôde arte sabiamente aproveitada pela riqueza.(...)"

Na Revista "Occidente" nº254 de 11 de Janeiro de 1886

sexta-feira, novembro 06, 2009

Casal da Serrana

Photobucket
Na Eugaria, a 150 metros da casa de Pancho Guedes, encontra-se o "Casal da Serrana", já publicado aqui, em Maio de 2007. O filho de Alfredo Keil, Luis keil construíu aqui na falda da serra de Sintra, a casa a que deu o nome da mais conhecida ópera de seu pai - A Serrana.