sábado, março 31, 2012

Carlos Vizeu 1925 - 2012

CarlosVizeu
O artista plástico Carlos Vizeu faleceu no dia de ontem, sendo o seu funeral amanhã domingo.


Carlos Vizeu, nasceu em Lisboa em 1925, onde terminou o curso da Escola António Arroio e o Curso de Escultura da Escola Superior de Belas Artes.
Enquanto aluno de escultura foi discípulo, entre outros, dos Mestres Costa Mota (sobrinho) e Leopoldo de Almeida. Foi aluno dos Mestres Trindade Chagas, Lino António e Paula Campos, em aguarela, e aprendeu medalhística com o Mestre João da Silva.
A sua primeira exposição teve lugar em 1947, tendo sido muito bem recebido pela crítica e pelo público.
Em 1950 instala o seu atelier na serra de Sintra onde, dando largas à sua imaginação, cria milhares de peças que se encontram espalhadas um pouco por todo o mundo. Torna-se então ponto de visita obrigatória de turistas e estudantes das mais diversas escolas e idades. As exposições sucedem-se, tanto em Portugal como no estrangeiro.
Foi professor de cerâmica durante 28 anos na Escola do Centro de Reabilitação de Alcoitão, no curso de Terapêutica Ocupacional e tem dado, com alguma frequência, cursos de cerâmica e escultura no seu atelier de Casas Novas, em Almoçageme.
Em Portugal são às centenas os painéis de cerâmica em lugares públicos, as esculturas e ainda as medalhas de bronze.
De todos os seus trabalhos, revestem-se de especial importância para o Concelho de Sintra os painéis cerâmicos que foram elaborados para o Palácio Valenças, em 1959 e em 2003.
Em 2002 a Autarquia Sintrense agraciou-o com a Medalha de Ouro de Mérito Municipal.

CarlosVizeu2Link
Créditos:
-Biografia retirada do site do atelier Carlos Vizeu
-Agradecimento ao Restaurante Adega das Azenhas, pela disponibilização da foto de Carlos Vizeu e da peça do autor.

Porque hoje é Sábado...

Acordai /acordai / homens que dormis / a embalar a dor /dos silêncios vis/ vinde no clamor / das almas viris / arrancar a flor / que dorme na raíz. (…) e acordai depois das lutas finais / os nossos heróis que dormem nos covais/ Acordai!

Acordai!, Fernando Lopes Graça/José Gomes Ferreira




Reedição de vídeo, publicado no início do ano, porque hoje é sábado, e o tema continuar actual - num país com um povo adormecido.

sexta-feira, março 30, 2012

A propósito do início do Rally de Portugal 2012

TAP71

A propósito do Rally de Portugal 2012, que começou ontem com uma Super Especial de Abertura, na Praça do Império em Lisboa, publicamos uma foto do 5º Rally TAP, com Jean Pierre Nicolas/Jean Todt vencedores desse ano, com um Renault Alpine 1800, na passagem pelo Cacém em 1971 - altura que Sintra desempenhava um papel importante na animação desta prova.

Na foto a imagem do Cacém em 1971, com o antigo túnel, hoje substituído, assim com o todo o Cacém de baixo pela intervenção do programa Polis.


Alpinerenaullta11029032012

Ontem na prova inicial do Rally de Portugal, esteve presente no grupo de clássicos, um Renault Alpine, carro de competição histórico com muitos admiradores ainda hoje.

Rally29032013
O vencedor da etapa de Lisboa foi Petter Solberg (Ford Fiesta RS WRC) foi o mais rápido na especial, que completou em 2.57,1.

quinta-feira, março 29, 2012

Ir ao Teatro

Photobucket
Chão de Oliva / Centro de Difusão Cultural em Sintra
Rua Veiga da Cunha, 20 - 2710-627 Sintra
Tel.: 21 923 37 19 - Fax: 21 923 14 46
T.M. 91 926 32 56
e-mail: chaodeoliva@chaodeoliva.com
Site: www.chaodeoliva.com
NewImagehistoria
A alegre história de Portugal em 90 minutos (m/6 anos)

Fazendo jus ao espírito aventureiro e heróico de povo português, presente em todos os acontecimentos que culminaram na construção do Reino de Portugal e na sua constituição posterior como País e Estado independente, a Companhia do Teatro Bocage (Lisboa) seleccionou 75 personagens representativos da História de Portugal, num enredo e dinâmica imparáveis.

Texto e encenação: Mauro Toledo
Direcção de Actores: Hélder Chaínho
Interpretação: Fábio Ventura | Tiago Peralta | Zé Pedro Ramos
Operação de Luz, Som e Voz Off: Leone Lacerda
Figurinos: Hugo F. Matos
Inspirado nos livros de:
Manuel Pinheiro Chagas e António Gomes de Almeida
Espectáculo em parceria com Bertrand Editora
Ilustrações Cenário: Artur Correia
Ilustração Cartaz: Ruben Patrício
Fotografia: João Carrilho
Produção: Cª do Teatro Bocage
no Teatro Bocage, sito na Rua Manuel Soares Guedes, 13-A, em Lisboa em:

Março - Dia 31 às 16:00, e

Abril – Dias 14, 21, 25 e 28 às 16:00.


Photobucket
QUANDO?
25 de Abril a 30 de Setembro de 2012
Sextas* e Sábados às 17h
Domingos às 11h e às 17h**
Feriados às 17h
*o espectáculo realiza-se às sextas-feiras a partir de 29 de Junho (inclusive) e até 31 de Agosto (inclusive).
**o espectáculo realiza-se aos domingos também às 17h, a partir de 3 de Junho (inclusive).
O espectáculo não se realiza dia 24 de Junho.

Disponível durante a semana para escolas e grupos organizados, sob consulta e marcação através de geral@byfurcacao.pt ou do tel. 938 598 247.
**
ONDE?
Jardim da Quinta da Regaleira
Rua Barbosa du Bocage, 5
2710 Sintra



quarta-feira, março 28, 2012

Incêndio no Cacém (Actualizado)

IncendioSintra27032012e
Foto de arquivo de auto tanque dos BV de Agualva-Cacém no incêndio de ontem em Sintra

Notícia TVI:
Um incêndio com duas frentes activas está esta tarde a consumir mato na zona do Pinhal dos Vieiras, em Agualva-Cacém (Sintra), estando a ser combatido por 40 bombeiros apoiados por 15 viaturas, informaram os bombeiros.

O comandante dos bombeiros de Agualva-Cacém, Luís Pimentel, disse à agência Lusa que «várias habitações já estiveram em risco, mas os bombeiros conseguiram controlar a situação» e afastar as chamas das residências.

O incêndio tinha duas frentes activas às 16:15, está a consumir mato junto ao campo de futebol do Atlético do Cacém.

Actualização no blogue "Tudo sobre Sintra" com fotos -aqui

terça-feira, março 27, 2012

Incêndio na Portela de Sintra

IncendioSintra27032012if

Hoje, cerca das 14 horas, deflagrou um incêndio numa colina em frente ao Tribunal de Sintra, em zona de mato, que obrigou ao corte de combóios da linha de Sintra.

Às 17h00 o incêndio já se encontrava dominado. Para o combate a este incêndio estiveram presentes várias corporações do Concelho.
IncendioSintra27032012gf

IncendioSintra27032012djpgf
IncendioSintra27032012bf

Ponte do Vinagre

Photobucket
Aguarela de Bruno Bradell, da ponte do Vinagre, um dos locais mais bonitos da Freguesia de Colares - ponte que funciona como represa no Verão, criando com as águas do rio das Maçãs, um enorme lago, ladeando a histórica Quinta do Vinagre.

Photobucket

*Agradecimentos a Bruno Bradell, pela oportunidade que nos deu de publicar o seu excelente desenho - de um local que visitamos muito frequentemente.

segunda-feira, março 26, 2012

Incúria à solta na Vila Romana de Santo André em Almoçageme

"O mau estado da vedação desta estação deve-se a um acidente de viação. O Museu já providenciou junto da Câmara Municipal de Sintra a reconstrução da mesma, a qual deverá estar concluída até final da próxima semana."
Informação do Museu Arqueológico de São Miguel de Odrinhas em 16 de Março de 2012

SantoAdre25032012
Foto de ontem 25 de Março de 2012

A estação Arqueológica da Vila Romana de Santo André em Almoçageme encontra-se em estado de abandono - facto que denunciámos em 15 de Março, obtendo na altura a informação que referimos na parte inicial do post.

Ontem 25 de Março, (fotos que publicamos hoje), a situação era exactamente a mesma que encontrámos anteriormente, o que demonstra por parte da Câmara Municipal, Junta de Freguesia de Colares, e do próprio Museu a importância que atribuem a este local, considerado de grande interesse arqueológico, como em 2008, era referido pelo jornal Público:

"Como o terreno é camarário, será possível, a a par da escavação, restaurar os pavimentos de mosaicos descobertos e ficar a saber como é que se articulava no território a “villa romana mais a ocidente do império” e a relação com o antigo santuário do Sol e da Lua (séc II-III), que se presume ter existido nas proximidades, tanto mais que se encontrou uma pequena estátua de júlia Domna, mulher do imperador Séptimo Severo."
SantoAdre25032012a
Foto de ontem 25 de Março de 2012

domingo, março 25, 2012

PERIFERIAS

Photobucket
Chão de Oliva / Centro de Difusão Cultural em Sintra
Rua Veiga da Cunha, 20 - 2710-627 Sintra
Tel.: 21 923 37 19 - Fax: 21 923 14 46
T.M. 91 926 32 56
e-mail: chaodeoliva@chaodeoliva.com
Site: www.chaodeoliva.com

sábado, março 24, 2012

Porque hoje é Sábado...

Photobucket
Fotos de Hugo Correia/Reuters - Agressão ontem no Chiado pela PSP da fotojornalista da France Press em Portugal, Patrícia Melo


Soneto Presente

Não me digam mais nada senão eu morro
aqui neste lugar dentro de mim
a terra de onde venho é onde moro
o lugar de que sou é estar aqui.

Não me digam mais nada senão falo.
E eu não posso dizer. Eu estou de pé.
De pé como um poeta ou um cavalo
de pé como quem deve estar quem é.

Aqui ninguém me diz quando me vendo
a não ser os que eu amo os que eu entendo
os que podem ser tanto como eu.

Aqui ninguém me põe a pata em cima
porque é de baixo que me vem acima
a força do lugar que fôr o meu.

J.C.Ary dos Santos/

sexta-feira, março 23, 2012

Noite das Camélias na Sociedade União Sintrense

Photobucket

Crónicas da Vizinhança VI

Gaivota2012bMEC3
"Há uma gaivota , a que chamam romanticamente a Coxa, que vai ao mercado da Praia das Maçãs todos os dias à uma da tarde. Excepto à segunda-feira, quando fecha. Vai lá buscar uma sardinha ou um carapau que as peixeiras e os peixeiros lhe dão. Como recompensa, dá duas voltas majestádicas ao parque de estacionamento.
Ao contrário dos seres humanos, que andam bem ou mal mas não podem voar, a Coxa anda mal mas voa bem.(...)"
*Da Crónica diária do Público "Ainda Ontem" do MEC

Créditos:
*Crónica de Miguel Esteves Cardoso, publicado no jornal Público de 20/03/2012 – com os meus agradecimentos ao MEC, pelos textos que escreve sobre esta bela região e o de ontem, "O fascismo com asas", que assim, me permitiu publicar a foto da Gaivota Coxa...

quarta-feira, março 21, 2012

Greve Geral

rossioPerspectivaGreveGeral2012

Artigo 21.º
Direito de resistência
Todos têm o direito de resistir a qualquer ordem que ofenda os seus direitos, liberdades e garantias e de repelir pela força qualquer agressão, quando não seja possível recorrer à autoridade pública.

(...)

Artigo 57.º
Direito à greve e proibição do lock-out
1. É garantido o direito à greve.
2. Compete aos trabalhadores definir o âmbito de interesses a defender através da greve, não podendo a lei limitar esse âmbito.
3. A lei define as condições de prestação, durante a greve, de serviços necessários à segurança e manutenção de equipamentos e instalações, bem como de serviços mínimos indispensáveis para ocorrer à satisfação de necessidades sociais impreteríveis.
4. É proibido o lock-out.

*Na Constituição da República Portuguesa

PERIFERIAS na Casa de Teatro de Sintra

Photobucket


Photobucket


Chão de Oliva / Centro de Difusão Cultural em Sintra
Rua Veiga da Cunha, 20 - 2710-627 Sintra
Tel.: 21 923 37 19 - Fax: 21 923 14 46
T.M. 91 926 32 56
e-mail: chaodeoliva@chaodeoliva.com
Site: www.chaodeoliva.com

terça-feira, março 20, 2012

Prova de Ciclismo em Colares

BobeirosColaresciclismo18032012

Decorriam no último domingo as cerimónias de comemoração do 122º aniversário dos Bombeiros de Colares, e ao mesmo tempo um pelotão de cento e trinta ciclistas, participantes na Prova de Abertura de Veteranos, criava em Colares uma agitação inusitada - nas duas passagens que faziam parte da prova (um circuito de 46 kms a ser percorrido por 2x (à excepção dos Vet.C, apenas 1 volta), criando alguns contratempos no trânsito domingueiro.

Ciclismomeiamaratona18032012

Ciclismomeiamaratona18032012bddjpg
A categoria com maior número de competidores foi a de veteranos A, na qual se impôs Nuno Vicente (BTT Seia). Luís Machado (Viveiros Vítor Lourenço/Sintra CC) foi o melhor veterano B e João Marques (Munditubo/SGR Ambiente/Paio Pires) bateu os restantes veteranos C.

segunda-feira, março 19, 2012

122º Aniversário dos Bombeiros Voluntários de Colares II

Photobucket


Com o hastear de bandeiras perante a formatura geral da corporação, foi a forma como a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Colares, encerrou no domingo, as comemorações do 122º aniversário, seguido de uma sessão solene com atribuição de medalhas.

BombeirosvColares18032012cf

Photobucket

Photobucket

domingo, março 18, 2012

Apelo urgente do Conselho Português para os Refugiados (CPR)

Photobucket
O Conselho Português para os Refugiados (CPR) apela aos portugueses para participarem numa campanha de recolha de alimentos e artigos de primeira necessidade visando fazer face à crise, sem precedentes, que atravessa.

Deste modo, pedimos que nos entreguem os seguintes alimentos:

• Salsichas (excepto de porco – tendo em conta que muitos muçulmanos não comem esta carne)
• Conservas e enlatados (atum, sardinhas, etc.)
• Arroz
• Batatas
• Massas
• Leite e produtos lácteos
• Vegetais
• Fruta
• Ovos
• Óleo
• Margarina

Outros artigos de primeira necessidade:

• Fraldas
• Leite para bebé
• Papas para bebé
No Centro de Acolhimento para Refugiados do CPR encontram-se, actualmente, a residir cerca de 92 pessoas, das quais algumas mulheres grávidas, muitas crianças e idosos.

O CPR, única Organização Não Governamental para o Desenvolvimento a trabalhar em Portugal exclusivamente com requerentes de asilo e refugiados, viu-se obrigado a suspender, desde o final da semana passada, todos os apoios de emergência à população refugiada por falta de verbas e aguarda resposta urgente do governo para prosseguir a sua missão.


OS REFUGIADOS NÃO TÊM FAMILIARES NEM OUTRAS REDES DE APOIO EM PORTUGAL.

OS REFUGIADOS NÃO PODEM REGRESSAR AO SEU PAÍS DE ORIGEM, POIS CORREM RISCO DE VIDA.


Entregas nas seguintes moradas:

Conselho Português para os Refugiados (SEDE)
Av. Vergílio Ferreira, Lt. 764, Lj.D
1950-339 Lisboa
Tel: 21 831 43 72
(croquis - http://www.refugiados.net/mapas/cpr_chelas.html)
(de 2ª a 6ª feira, das 9h30 às 18h00)

ou

Centro de Acolhimento para Refugiados (CAR)
Rua Senhora da Conceição
Bairro dos Telefones
2695-854 Bobadela LRS
(croquis - http://www.refugiados.net/mapas/car_el.html)
Tel: 21 994 34 31
(Todos os dias - mesmo fins de semana - das 9h30 às 19h00)

Para mais informações:
Mónica Frechaut: monica.frechaut@cpr.pt
Tel: 96. 381 16 09

sábado, março 17, 2012

Porque hoje é Sábado...

PMacasMarco2012f

Fundo do Mar

No fundo do mar há brancos pavores,
Onde as plantas são animais
E os animais são flores.

Mundo silencioso que não atinge
A agitação das ondas.
Abrem-se rindo conchas redondas,
Baloiça o cavalo-marinho.
Um polvo avança
No desalinho
Dos seus mil braços,
Uma flor dança,
Sem ruído vibram os espaços.

Sobre a areia o tempo poisa
Leve como um lenço.

Mas por mais bela que seja cada coisa
Tem um monstro em si suspenso.

Sophia Mello Breyner Andersen

*Foto Praia das Maçãs

sexta-feira, março 16, 2012

Vila Romana de Santo André em Almoçageme em estado de abandono

Photobucket

Photobucket

Ontem publicámos um alerta, para o estado em que se encontra uma vedação, da estação arquelógica da Villa Romana de Santo André em Almoçageme (ocupada entre os finais do século II e o V),há várias semanas, como comprova as fotos que publicamos -o Museu arqueológico de São Miguel de Odrinhas, face a um meu contacto na sua página do Facebook, deu-me a seguinte informação:

"O mau estado da vedação desta estação deve-se a um acidente de viação. O Museu já providenciou junto da Câmara Municipal de Sintra a reconstrução da mesma, a qual deverá estar concluída até final da próxima semana."

Não se entende que a Câmara Municipal, Junta de Freguesia e o próprio Museu arqueológico de São Miguel de Odrinhas tenham permitido esta situação ao longo de várias semanas, num local sensível em que a intrusão de estranhos e o risco de destruição de um património daquele valor esteja sem qualquer protecção.

O Projecto da Villa Romana de Santo André,visto pelo jornal Público em 2008

Extracto de um artigo do “Jornal Público” de 28/09/2008 da autoria de Luís Filipe Sebastião

"Projecto prevê reconstituição arquitectónica
Gostava de passear numa villa romana?

A reconstituição virtual de uma villa romana é viável graças ao avanço tecnológico, mas em Almoçageme os arqueólogos pretendem ir mais longe e recriar arquitectonicamente parte dos edifícios. Esse é o sonho do director do MASMO, Cardim Ribeiro, que salienta: “É um projecto de interessse público”, que vai permitir escavar “ em continuidade e de forma integral”, sem interrupções, a estação arqueológica.
Como o terreno é camarário, será possível, a a par da escavação, restaurar os pavimentos de mosaicos descobertos e ficar a saber como é que se articulava no território a “villa romana mais a ocidente do império” e a relação com o antigo santuário do Sol e da Lua (séc II-III), que se presume ter existido nas proximidades, tanto mais que se encontrou uma pequena estátua de júlia Domna, mulher do imperador Séptimo Severo."(...)

De um post publicado no RiodasMaçãs em 2008

quinta-feira, março 15, 2012

Destruído o monumento megalítico de Pego Longo (Belas)

Photobucket

Foto e texto de uma notícia da Rádio/Jornal Ocidente -Aqui

Vila Romana de Santo André em Almoçageme em estado de abandono
Photobucket
Fotos de hoje 15/03/2012
Photobucket

Post publicado em 2008, no Rio dasMaçãs, quando os técnicos do Museu arqueológico de São Miguel de Odrinhas (MASMO),tinham retomado as escavações para redescobrir a antiga Villa Romana ocupada entre os finais do século II e o V. Aqui.

Hoje, conforme mostram as fotos, a estação arqueológica está votada ao abandono com as vedações derrubadas, (há bastante tempo), permitindo o roubo e destruição daqueles importantes vestígios arqueológicos - depois da anta de Pego Longo irá perder-se em Almoçageme o que resta do seu ancestral passado.

quarta-feira, março 14, 2012

Parque de Monserrate Paraíso para Fotógrafos

Photobucket
Retirado do blogue "Tudo Sobre Sintra"


A 5ª edição do International Garden Photographer Of The Year (IGPOTY), principal concurso internacional de fotografia de jardins, que contou este ano com 16.000 participantes, premiou nesta edição dois portugueses: Fábio Claudino (“Morning in the Garden”, Menção Honrosa na categoria Beautiful Gardens, com uma imagem captada no Parque de Monserrate) e Henrique Souto (“Quince”, 1º lugar na categoria Bontiful Earth).

A foto do um fotógrafo português Fábio Claudino premiada com Menção Honrosa, foi obtida no Parque de Monserrate, feita durante um workshop de fotografia no Parque de Monserrate, orientado por Henrique Souto. Entre 15 a 29 de Outubro de 2011.

A foto premiada aproveita o cenário natural do próprio jardim, com a luz Outonal do momento. O instantâneo premiado tem aspectos fotograficamente interessantes, e daqui envio os meus parabéns ao vencedor.
Existe nesta foto a coincidência de eu próprio,também em Setembro de 2011, ter obtido uma foto no mesmo local e também com a mesma luz Outonal - publicada no RiodasMaçãs em 7 de Outubro de 2011.
Donde se pode concluir que Sintra e neste caso o Parque de Monserrate, é um autêntico paraíso para fotógrafos.

Monserrate07092011f
@riodasmaçãs-foto obtida em Setembro de 2011

Exposição de Camélias no Palácio da Vila

Photobucket

"Até Abril, os parques, quintas e jardins de Sintra são animados pelas graciosas flores das “japoneiras”, sendo estas o ex-libris do Inverno sintrense, motivo para bailes e festas. A introdução de Camélias em Sintra (Parque da Pena) e o gosto pelo cultivo de variedades no século XIX deveu-se fundamentalmente a D. Maria II e a D. Fernando II. Muitas destas variedades foram batizadas com nomes de membros da Família Real, em reconhecimento e como forma de divulgação das Camélias em todo o país, sobretudo no Norte, onde o clima era também favorável ao seu cultivo. Assim, encontramos rainhas, ‘Dona Maria II, Rainha de Portugal’ (1865, vermelha – cor de cereja), ‘Dona Maria Pia, Rainha de Portugal’ (branca virgem com riscas de carmesim); princesas: ‘Princeza D. Amelia’ (1865, branca pura), ‘Princeza Real’ (1865, vermelha – cor de cereja com manchas brancas); os infantes: ‘Dom Carlos Fernando (Príncipe Real)’ (1865, cor de rosa delicado), ‘Infante Dom Augusto’ (1865, cor de rosa com riscas brancas); e os reis e imperadores: ‘Dom Pedro V, Rei de Portugal’ (1872, branca pura com marcas e riscas cor de rosa), ‘Dom Pedro, Imperador do Brazil’ (1865, branca com riscas carmesim), e não faltando a Condessa d’Edla (1872, branca pura)."

Texto retirado daqui

Photobucket
Horário:
17 de março - 14h30 - 17h30
18 de março - 10h - 17h30
Entrada livre nos jardins do Palácio Nacional de Sintra

terça-feira, março 13, 2012

O torreão das Azenhas do Mar

Torreao52012f

Um leitor do blogue, sugeriu-me que tentasse obter informações sobre um torreão existente num alto de uma colina nas Azenhas do Mar. Torreão construído num local que permite observar uma enorme parte de Costa até ao Cabo da Roca.

As primeiras informações que conseguimos recolher, indicam que aquele torreão, terá sido construído nas extensas terras da família de Luís Augusto Colares, e em épocas ancestrais seria uma referência para quem do mar observava a costa. Posteriormente terá sido usado como adega. Hoje é uma ruína, em terrenos agrícolas, de onde se desfruta uma panorâmica única naquele lugar.
Houve quem indicasse que em tempos teria sido um posto da Guarda Fiscal.


Torreao22012f

toreao32012f

segunda-feira, março 12, 2012

Um Ano Depois

Manifpfinal
Lisboa, 04 fev (Lusa) -- A manifestação de 12 de março do ano passado, que encheu a Avenida da Liberdade, em Lisboa, sobressai no balanço feito à agência Lusa pelos quatro fundadores do movimento "Geração à Rasca", que comemora um ano no domingo.
Apesar de terem originado a maior concentração popular ocorrida nas últimas décadas em Portugal e congratularem-se com isso, o grupo de amigos que se conheceram na faculdade faz um balanço em tom negativo do que aconteceu no país desde que, a 05 de fevereiro de 2011, deram o tiro de partida do movimento com a abertura da respetiva página na rede social Facebook.
João Labrincha, um dos fundadores, diz que o 12 de março foi "uma espécie de canto de cisne da democracia", já que as pessoas pensaram que ao ir para rua deixariam claro que queriam uma mudança, mas acabaram por "perceber que não foram ouvidas e foram completamente ignoradas" pelos políticos, que "fizeram o contrário do que lhes pediam".

domingo, março 11, 2012

A Festa do 7º Aniversário da Alagamares

. AAniversarioMusicaZAfonso5
O 7º aniversário da Alagamares foi comemorado no Sábado, com um espectáculo, no ginásio do Sintrense.

AAniversarioFernandomGomes2
Fernando Morais Gomes, Presidente da Alagamares

Neste aniversário, a Alagamares decidiu homenagear três nomes da Cultura e Cidadania:
Filomena Oliveira
Fernando Sousa
Jorge Telles Menezes

AAniversarioPremio

AAniversarioPremio2

AAniversarioPremio3

As intervenções em Artes performativas estiveram a cargo de:
Vanessa Muscolino
Susana C. Gaspar
Orbesirindo (Rui Mario,Pedro Hilário Rui Zilhão)

AAniversariomusica

Na parte final do espectáculo, foi prestado uma merecida homenagem a Zeca Afonso, no ano que perfaz 25 anos do seu desaparecimento, através de vários temas interpretados por Vitor Sarmento e Jorge Jordan.

AAniversarioMusicaZAfonso2