sábado, janeiro 31, 2015

Convento do Carmo em Colares

Convento do Carmo Collares1926.jpg
Foto do Arquivo Municipal de Sintra -Convento do Carmo 1926


O Visconde de Juromenha, descreve em 1838 na “Cintra Pinturesca” o local onde se encontra instalado o Convento do Carmo:
“Acha-se o Convento edificado em hum sitio ameno, em huma planície na raiz da Serra, e sobranceiro á Villa de Collares, cercado de frondoso arvoredo. Gosa ao perto da aprazível vista da varsea, casas de campo, pomares, e quintas revestidas de copados arvoredos, e mais longe de logares, e casaes, terminado o horizonte de hum tão variado e deleitavel painel o occeano, cujas vagas prateadas se estão vendo em distancia quebrar naquellas praias.



Tem a Igreja a porta para o poente e está assentada em hum Adro, no fim do qual se lê em letras maiusculas:


O Bispo D.Fr.Christovão Moniz, Religioso do Carmo, sagrou esta Igreja até este logar no anno de 1528." O Convento de Santa Ana do Carmo em Colares foi o terceiro convento da ordem Carmelita fundado em Portugal, mas o segundo convento fundado em Sintra.

Em 1457, Frei Constantino Pereira fundou este novo convento, Frei João de Santa Ana e os outros frades da ordem dos Carmelitas Calçados, transferem-se de Janas onde se encontravam desde 1436 para o novo local, entre Gigarós e o local denominado Boca da Mata, em plena serra de Sintra.
 
Após a extinção das Ordens Religiosas decretada por Joaquim António de Aguiar em 1834, o convento foi abandonada pelo seus ocupantes, encontrando-se em bom estado de conservação, sendo actualmente uma propriedade particular, com a denominação de Quinta do Carmo.

Fontes:

-Obras de José Alfredo da Costa Azevedo- II
-Cintra Pinturesca -Visconde de Jurumenha


sexta-feira, janeiro 30, 2015

IV Ciclo de Conferências sobre Raul Lino

Casa Branca/Azenhas do Mar
Colóquio  sobre Raul Lino |
IV Ciclo de Conferências do Colóquio Nacional sobre Raul Lino

Data: 4 e 5 de Fevereiro

Local: Hotel Tivoli Palácio de Seteais e Centro Cultural Olga Cadaval

Organização: IADE em Parceria com a C.M. Sintra


O I ciclo teve lugar a 3 e 4 de Abril no Palácio de Seteais, o II ciclo a 25 e 26 de Junho na Casa dos Penedos, o III ciclo aconteceu no Paço Real da Vila de Sintra e no Museu Arqueológico de São Miguel de Odrinhas a 17 e 18 de Outubro e o IV ciclo de Inverno tem lugar no Palácio de Seteais e no Centro Cultural Olga Cadaval a 4 e 5 de Fevereiro de 2015.

Mais informação em:http://bit.ly/1ups4tE



Post relacionado:
http://riodasmacas.blogspot.pt/2014/07/visita-casa-branca-nas-azenhas-do-mar.html

quinta-feira, janeiro 29, 2015

Ver de novo as pegadas dos Dinossauros da Praia Grande

PGPegadas28012015blog.jpg
A Câmara Municipal de Sintra terminou no final do ano passado a reabilitação do acesso sul à Praia Grande, onde existem pegadas de dinossauro do período Cretácico que se encontram marcadas nos rochedos.
O caminho encontrava-se em mau estado  há longos anos, com pedras e terras desmoronadas, o que impossibilitava a observação das pegadas.
PGpegadas28012015bblog.jpg


«Da Sintra que foi descobrindo e conhecendo ao longo da vida ,Galopim de Carvalho assume que "há um recanto pelo qual nutre um carinho especial talvez por ser o sítio pelo qual mais lutei".O lugar de que fala com emoção é uma enorme lage quase vertical, situada no topo sul da Praia Grande , onde se podem observar pegadas de dinossáurios.Até porque não há muitos lugares como este em Portugal,lugares onde tenham ficado tão bem marcados os rastos desses répteis que viveram há muitos milhões de anos.»

no "Parque Paratequero" edição do «Pedra da Lua/Público
PGPegadas280120154blog.jpg
As pegadas das arribas da Praia Grande terão entre 145 a 100 milhões de anos (Cretácico inferior).
PGPegada928012015blog.jpg

Informação CMS:
"A reabilitação incluiu, numa fase primária a remoção de pedras e terras desmoronadas nos degraus e na via pública, reparação dos degraus e remoção dos pilaretes metálicos existentes que se encontravam oxidados e degradados.
O material substituído, por razões de boas práticas ambientais, é de plástico compósito 100% reciclado, derivado da reutilização de sacos de plástico e resíduos de plástico diverso.
A obra, iniciada em julho e terminada no final de outubro de 2014, teve um custo de cerca de 20 mil euros."
http://www.cm-sintra.pt/pegadas-de-dinossauros-na-praia-grande
Foto antiga da escadaria da Praia Grande

Foto antiga da Praia Grande- Sintra 365 degraus Co
A escadaria com os 365 degraus, com  crianças da Colónia de Férias da CUF, que existia perto -Foto retirada do FB de Oceanberg

quarta-feira, janeiro 28, 2015

Mucifal antigo

Mucifal

A pequena aldeia de Mucifal fica situada na margem direita do Rio das Maçãs (Ribeira de Colares), no Parque Natural de Sintra - Cascais. É uma zona ainda bastante rural, às portas da cidade de Lisboa. A sua Capela, e Largo, são de destacar, tendo ao lado o Mercado. O Largo do Mucifal - Largo Nossa senhora das Dores - é conhecido por visitantes e população dos arredores, pelas festas que aí se organizavam durante o Verão. A aldeia fica perto das praias e é um local agradável para um passeio.
Texto encontrado aqui:
http://www.guiadacidade.pt/pt/poi-mucifal-23863


Acaminho dos Vinhais Mucifal1926.jpg
A caminho dos Vinhais 1926 (foto do arquivo Municipal de Sintra)
Saloios em traje popular durante a vindima na regi
Páteo da casa de um lavrador -Mucifal 1926 (foto do Arquivo Municipal de Sintra)


Posts relacionados com Mucifal antigo:
http://riodasmacas.blogspot.pt/2007/03/capela-de-nossa-senhora-das-dores-no.html
http://riodasmacas.blogspot.pt/2008/10/o-dia-da-inaugurao-do-posto-escolar-do.html
http://riodasmacas.blogspot.pt/2009/02/historias-dramaticas-na-praia-das-macas.html
http://riodasmacas.blogspot.pt/2006/08/o-segredo-do-ltimo-ferreiro-do-mucifal.html
http://riodasmacas.blogspot.pt/2009/06/luzes-do-mucifal.html

terça-feira, janeiro 27, 2015

Filme "Barros Queirós, uma figura moral da República" no Palácio Valenças

A Animacroma Filmes e a Alagamares promovem no dia 12 de Fevereiro pelas 18h, no Palácio Valenças, em Sintra (Vila), a apresentação e projecção do filme de Miguel Ferraz, “Barros Queirós, uma figura moral da República”.
Barros-Queiroz-2.jpg
Ver mais aqui:
http://www.alagamares.com/12-de-fevereiro-filme-sobre-barros-queiroz-no-palacio-valencas/

segunda-feira, janeiro 26, 2015

O 51º Aniversário dos Diamantes Negros


DiamantesNegrosduetto250129015d.blogjpg.jpg
Realizou-se no domingo, um Almoço-convívio para celebrar a passagem de mais um aniversário dos Diamantes Negros.
Corria o ano de 1964, quando a primeira  actuação de um novel conjunto  sintrense, ocorreu na Sociedade União Sintrense no dia 25 de Janeiro desse ano.
DiamantesNegrosduetto250129015qblog.jpg
Durante o convívio, os Diamantes como não podiam deixar de fazer, animaram os muitos amigos presentes, com uma actuação musical com a qualidade e repertório que nos habituaram.
DiamantesNegrosduetto250129015vblog.jpg
Durante 2014, ano que a banda sintrense comemorou os 50 anos da sua fundação, as comemorações culminaram com um  grande concerto no C.C. Olga Cadaval, a 10 de Maio e  em 20 de Setembro a actuação nas festividades de Nossa Senhora do Cabo espichel em S.Pedro de Sintra .
DiamantesNegrosduetto250129015.opblogjpg.jpg
Na sua primeira apresentação no dia 25 de Janeiro de 1964, a constituição dos DIAMANTES NEGROS era a seguinte:
Carlos José Paulo Santos (Caínhas) -Álvaro José Silvestre, Carlos Alberto Rodrigues e Carlos Henriques, (Xixó).

DiamantesNegrosduetto250129015blog.jpg
http://riodasmacas.blogspot.pt/2014/05/os-diamantes-sao-eternos.html
http://riodasmacas.blogspot.pt/2014/09/diamantes-negros-em-spedro-de-sintra.html

domingo, janeiro 25, 2015

Momentos de biodiversidade em Colares

Passaro24012015blog1.jpg
A sorte de ter como vizinhança um pequeno arbusto florido quase todo o ano, e muito procurado pelos seres que permitem que o verde se mantenha nesta pequena porção do planeta. Fotos obtidas  na tarde do  último Sábado (ontem), com muito sol (de Inverno).

Borboleta2015blog.jpg
O sol e o verde essencial à vida
Abelhazangao24012015blog.jpg
Sinais da biodiversidade


Abelha4012015blog.jpg
O zangão, a abelha, o pássaro, a borboleta...
Zangao24012015kblog.jpg
A polinização de Inverno

Abelha40120151aablog.jpg
Fotos no Mucifal/Colares - Fotos em 24/01/2015

sábado, janeiro 24, 2015

Porque hoje é Sábado...

Tudo está vazio e morto
Na abalada dos caminhos
Nas árvores do campo absorto
Há pássaros ocos nos ninhos
Ninguém viu Jesus no Horto
E os homens estão sozinhos

José Afonso/Cantar de Novo/1970
porquehojeeSabPraidaAguda.jpg
Foto:Praia da Aguda/Sintra

sexta-feira, janeiro 23, 2015

Recuperação do Palácio Nacional e Jardins de Queluz

A Parques de Sintra Monte-da-Lua, (PSML), iniciou em Janeiro com as intervenções necessárias para a recuperação do Palácio Nacional e Jardins de Queluz, com um investimento global de cerca de 2,8 milhões de Euros. Estas incluem, no Palácio, a recuperação de fachadas, cantarias, vãos, coberturas, a revisão das infraestruturas de energia e comunicações, bem como a proteção contra descargas atmosféricas, o sistema de videovigilância, a ligação dos esgotos à rede pública e ainda a requalificação do piso térreo, inacabado desde a reconstrução após o incêndio de 1934, para a disponibilização de uma cafetaria, auditório e espaço de apoio para eventos, naquele que é um dos Palácios Nacionais mais procurados para este efeito. No que respeita aos jardins, cujas intervenções estão ainda sujeitas a apreciação por parte da Direcção Geral do Património Cultural, os projectos previstos abrangem a recuperação do Jardim de Malta, a reconstituição do Jardim Botânico, e ainda a recuperação da Cascata, bosquetes e caminhos, a revisão e melhoria do sistema de águas (tanto ao nível das fontes, tanques e lagos, como da rega) e novas plantações para proteger as vistas de quem se encontra no interior do Jardim.
Fonte :  texto adapt. da PSML

quinta-feira, janeiro 22, 2015

Notas sobre o Pelourinho de Colares

ArquivoPelourinhovaultimage.jpg
Pelourinho de Colares no largo da escola primária.
Data 1926               

Foto do Arquivo Municipal de Sintra
http://arquivoonline.cm-sintra.pt/
A Villa de Collares pertence ao concelho de Cintra e está situada 30 Kms ao NO. de Lisboa, muito proxima do Oceano. É povoação antiquissima e anterior á fundação da monarchia, não se sabendo o nome que tinha na antiguidade. Sobre a sua denominação de Collares, conta-se entre outras histórias, a de uma moura, que empenhou os seus collares preciosos para edificar n’aquelle sitio um formoso castello.
Entre os habitantes corre a tradicção de que umas ruinas que existem proximas do pelourinho, e que se vêem na gravura que publicamos, são os restos da tal edificação mandada fazer pela moura.
Nós não cremos em tal, porque essas ruinas não teem vestigios de edificação mourisca, além de nos parecer a historia dos collares, pouco auctorizada para dar o nome á villa. Acreditamos muito mais no esplendido vinho e nas magnificas fructas que Collares produz, no seu bello clima e na sua ridente paizagem que nos encanta. D.João I para recompensar os serviços de D.Nuno Alvares Pereira, deu a villa de Collares a este varão, logo depois da batalha de Aljubarrota, dadiva que passou aos seus descendentes, depois á infanta D.Beatriz, mãe de el-rei D.Manuel, entrando na posse do Estado por morte d’esta senhora.

Revista "Occidente", 21 de Novembro de 1886

*Ortografia e pontuação conforme o original

O pelourinho de Colares,foto  actual (2009)
http://arquivoonline.cm-sintra.pt/




Ainda a questão dos pelourinhos, abordada em post anterior . José alfredo de Azevedo, (Obras de José Alfredo de Azevedo –IV)relativamente à substituição do pelourinho de Sintra na Vila,transcreve um testemunho oral, obtido por Mena Jr, que descreve a forma como era o pelourinho destruído:

“O pelourinho era muito alto, acabava em bico, onde tinha um ferro aguçado com quatro palmos , aproximadamente de altura.A columna era retorcida muito parecida com a janella do Paço da Villa que dá para o pateo de entrada.A meio da columna havia uma moldura em volta d’ella, onde estava fixe uma argola de ferro.Na base tinha três degraus.O bico da parte de cima do pelourinho era muito parecido como do pelourinho de Colares.O pelourinho estava ao cimo da Calçada do Rio do Porto, na Praça Velha, em frente do muro do cemitério da Misericórdia.”

Foto:Pelourinho de Colares


Este testemunho vem apoiar a tese de que a réplica do pelourinho que hoje existe em Sintra não corresponde ao original que foi destruído em 1854.

segunda-feira, janeiro 19, 2015

Números/resultados da Parques de Sintra Monte da Lua

Foto:Parque de Monserrate



 "Durante o ano de 2014 os parques e monumentos sob gestão da Parques de Sintra registaram quase dois milhões de visitas (1.928.000), representando uma subida de cerca de 13% relativamente ao ano anterior. Destes, o Parque e Palácio Nacional da Pena manteve-se como aquele que recebe maior número de entradas (889.000), o que o torna num dos locais mais visitados do país, com uma subida de aproximadamente 14% em relação ao ano anterior.


  Assim, Parque e Palácio Nacional da Pena, Palácio Nacional de Sintra, Palácio Nacional de Queluz, Castelo dos Mouros, Parque e Palácio de Monserrate, Convento dos Capuchos, Chalet da Condessa d’Edla e Quintinha de Monserrate, que em 2013 tinham recebido cerca de 1.708.000 visitas, apresentaram mais uma vez valores superiores e mantiveram a curva ascendente de número de visitas aos parques e monumentos sob gestão da Parques de Sintra. Em 2014 a proporção relativa às nacionalidades foi de cerca de 86% de estrangeiros e 14% de portugueses, revelando um aumento na percentagem de visitantes nacionais. De entre os visitantes estrangeiros destacam-se os de nacionalidade espanhola (16%) e francesa (14%), sendo também digno de nota o aumento de turistas russos e chineses."


Local Visitas em 2014
Parque e Palácio Nac. da Pena 889.000
Palácio Nac. de Sintra 445.000
Castelo dos Mouros 307.000
Palácio Nac. de Queluz 132.000
Parque e Palácio de Monserrate 93.000
Convento dos Capuchos 33.000
Chalet da Condessa d’Edla 25.000
Quintinha de Monserrate 4.000

Texto PSML

domingo, janeiro 18, 2015

Naufrágio do "Santa Maria dos Anjos" - quinto dia

PG18012015blogb.jpg

Foi retirada do mar durante este domingo na Praia Grande, uma  rede de pesca de grandes dimensões, que pertencerá  ao "Santa Maria dos Anjos" - embarcação naufragada na quarta-feira  ao largo da Praia das Maçãs.



Posts relacionados sobre o naufrágio do "Santa Maria dos Anjos":
14/01/2015
  http://riodasmacas.blogspot.pt/2015/01/o-naufragio-do-santa-maria-dos-anjos_14.html
15/01/2015
http://riodasmacas.blogspot.pt/2015/01/o-naufragio-do-santa-maria-dos-anjos_15.html
16/01/2015
http://riodasmacas.blogspot.pt/2015/01/naufragio-do-santa-maria-dos-anjos.html
17/01/2015
http://riodasmacas.blogspot.pt/2015/01/naufragio-do-santa-maria-dos-anjos_17.html

sábado, janeiro 17, 2015

Naufrágio do "Santa Maria dos Anjos"

Este Sábado, foram retomadas as buscas (com um dispositivo mais leve), pelos cinco pescadores do "Santa Maria dos Anjos", embarcação que naufragou ao largo da praia das Maçãs - neste quarto dia após naufrágio, não foi  ainda encontrado nenhum dos corpos.

Caxinas17923603_dqh4K.jpg
O "Santa Maria dos Anjos" foto de Markus Luske



Texto via blog "Caxinas de "lugar a Freguesia":
http://caxinas-a-freguesia.blogs.sapo.pt/cinco-pescadores-das-caxinas-368151
Cinco pescadores das Caxinas desaparecidos após naufrágio em Sintra.
«Os naufrágios voltam a assombrar a comunidade piscatória da Póvoa de Varzim e Vila do Conde. Na madrugada desta quarta-feira, a embarcação “Santa Maria dos Anjos” naufragou ao largo de Sintra. O barco tinha a bordo 6 tripulantes, um dos quais conseguiu nadar até à costa e dar o alerta. Os restantes estão desaparecidos.
O JN Online avança que os 5 pescadores desaparecidos são das Caxinas, um deles ucraniano mas residente nesta comunidade.
Em comunicado, a Marinha Portuguesa informa: “o Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa, em articulação com o Capitão do Porto de Cascais e a Força Área Portuguesa, encontra-se a coordenar uma operação de busca e salvamento dos tripulantes da embarcação de pesca “Santa Maria dos Anjos”, com 11 metros, que terá afundado nesta madrugada nas proximidades da Praia das Maçãs, com 6 tripulantes a bordo”.
Na altura do alerta, foram logo disponibilizadas, segundo mesmo comunicado, “a Corveta Batista de Andrade da Marinha Portuguesa, um EH-101 da Força Aérea Portuguesa e duas embarcações das estações salva-vidas de Cascais e Ericeira, que com a colaboração da embarcação de pesca “Fruto da União” continuam a efetuar buscas junto de destroços entretanto encontrados que tudo indica pertencerem à embarcação de pesca afundada”. Entretanto o perímetro das buscas foi alargado e agora vai desde a Praia do Magoito até à Praia Grande, numa extensão de cerca de três quilómetros.
O sobrevivente, de 26 anos, foi transportado para o Hospital Amadora-Sintra em situação estável e já teve alta. Deverá regressar a casa ainda hoje.
O barco “Santa Maria dos Anjos” saiu de Peniche na noite de terça-feira e dirigia-se para Cascais, para a pesca do linguado. O naufrágio terá ocorrido por volta das 03h da madrugada.
Em declarações à Sic Notícias, José Festas, presidente da Associação Pró-Maior Segurança dos Homens do Mar, revelou que ainda é “prematuro apontar causas para o acidente”, mas garante: “o mestre era experiente. Era uma embarcação minimamente equipada para a navegação”. O barco está registado em Olhão.»
 
PMBVC15012015blog.jpg
Posts relacionados:
14/01/2015
  http://riodasmacas.blogspot.pt/2015/01/o-naufragio-do-santa-maria-dos-anjos_14.html
15/01/2015
http://riodasmacas.blogspot.pt/2015/01/o-naufragio-do-santa-maria-dos-anjos_15.html
16/01/2015
http://riodasmacas.blogspot.pt/2015/01/naufragio-do-santa-maria-dos-anjos.html

Horário de Inverno 2015 do Eléctrico da Praia das Maçãs

Electrico2014Colaresblog.jpg
Paragem em Colares/
horarioInverno2014.jpg
*Horário via blog "Tudo sobre Sintra"


sexta-feira, janeiro 16, 2015

Naufrágio do "Santa Maria dos Anjos" - terceiro dia de buscas

PMKamov16012015blog.jpg
Mau tempo, vento forte e chuva dificultaram resultados, no terceiro dia de buscas dos  5 pescadores do "Santa Maria dos Anjos".Até ao final do dia não houve resultados mais uma vez.
PMDestroços16012015blog.jpg
Novos destroços nas arribas entre a  Praia das Maçãs e Azenhas do Mar (Mindelo), devolvidos pelo mar.
PMCorveta16012015cblog.jpg
A corveta  Batista  de Andrade, enfrentou hoje um mar com ondas alterosas.
PMCorveta16012015blog.jpg
Fotos das 16h00 de 16/01/2014
PMHeliKamov16012015blog.jpg
Hoje a presença de um Heli Kamov da Protecção Civil, nas buscas pelas falésias entre a Ericeira  e a Praia Grande.
PMKamov16012015hblog.jpg
Post relacionados:
http://riodasmacas.blogspot.pt/2015/01/o-naufragio-do-santa-maria-dos-anjos_14.HTML
http://riodasmacas.blogspot.pt/2015/01/o-naufragio-do-santa-maria-dos-anjos_15.html

quinta-feira, janeiro 15, 2015

Naufrágio do "Santa Maria dos Anjos"- segundo dia de buscas

PMBVC15012015pblog.jpg
Recomeçaram hoje de manhã as buscas para  encontrar os 5 pescadores que desapareceram ontem de madrugada após naufrágio do "Santa Maria dos Anjos",  perto da Praia das Maçãs.
PMCorveta115012015blog.jpg
Hoje com  vento, chuva e forte ondulação, participam  nas buscas a corveta  Batista de Andrade e um helicóptero EH-101 Merlin da Força Aérea Portuguesa.
PMHeli15012015.dfblog.jpg
Fotos das 12h00 do dia 15 de Janeiro de 2015

PMHeli15012015blog.jpgHelicóptero EH-101 Merlin participando nas buscas, que  decorrem entre a Praia Grande e a Praia da Aguda.
PMTVS15012015blog.jpg
O Parque de estacionamento  da Praia das Maçãs tem sido a sala de imprensa, para todos os órgãos de comunicação que acompanham o trágico acontecimento.

quarta-feira, janeiro 14, 2015

O naufrágio do "Santa Maria dos Anjos"

PM14012015blog2.jpg

Cinco pescadores  continuam  desaparecidos na sequência de um naufrágio  do "Santa Maria dos Anjos", embarcação de 12 metros - o acidente ocorreu na madrugada desta quarta-feira ao largo da Praia das Maçãs. Um  sexto pescador sobreviveu conseguindo nadar até à praia e dado  o alarme.


PM14012015blogac.jpg


A embarcação "Santa Maria dos Anjos"  tinha saído de Peniche e dirigia-se para Cascais. As buscas  decorrem entre a Praia Grande e a Praia da Aguda. A tripulação é de Vila do Conde e Póvoa de Varzim.
No local esteve hoje um helicóptero da Força Aérea, elementos da Marinha, GNR e os bombeiros de Colares e de Almoçageme.


PMBVColaresPPPblog.jpg
Amanhã logo que a luz do dia permita serão retomadas as buscas.
PMBVColaresP14012015blog.jpg
Fotos das 16h00
PM14012015blogAd.jpg
Na Praia das Maçãs alguns destroços dos "Santa Maria dos Anjos" que o mar transportou até ao areal
PM14012015blogabb.jpg