terça-feira, março 31, 2015

Ecovias de Sintra

Roteiro Ecovias de Sintra.jpg

http://pt.activesintra.com/ecovias.html

A Câmara de Sintra apresentou  as Ecovias de Sintra, uma iniciativa desenvolvida com o projecto Ecovias de Portugal, no âmbito do lançamento da marca "ActiveSintra", e que pretende promover o turismo de natureza em bicicleta, fornecendo roteiros georreferenciados em GPS. Trata-se de um conjunto de duas rotas, divididas em quatro percursos, num total de 60 quilómetros "de caminhos e estradas de reduzido tráfego automóvel" entre o centro histórico, a Praia das Maçãs, as Azenhas do mar e a Praia do Magoito.

Via blog "Tudo sobre Sintra"
http://www.tudosobresintra.com/2015/03/autarquia-lanca-roteiro-das-ecovias-de.html#more

segunda-feira, março 30, 2015

Notas sobre o Vinho de Colares

ApesagemdasUvasnaAdegaRegionaldeColaresSData.jpg

“O genuíno Vinho de Colares é um vinho de mesa de previlegiada compleição, produzido com as uvas da casta Ramisco, cultivado exclusivamente nos terrenos de areia solta de origem terciária situados na região de Colares de cujo antigo concelho adoptou o nome.”
In "O Vinho de Colares" –1938

OsViticultores eseus familiaresnaVindioma.jpg

A Carta de lei, de 18 de Setembro de 1908, determinou que "os vinhos produzidos na freguesia colareja e nos terrenos areentos das freguesias de São Martinho e de São João das Lampas fossem tidos como vinho do tipo regional de Colares".

*Fotos do Arquivo Municipal de Sintra, não datadas.

domingo, março 29, 2015

Uma acção de sensibilização da GNR numa escola de Sintra

TVIimagesUB9JX8FH.jpg

A "acção de sensibilização"  da GNR, aconteceu no dia 23 de Fevereiro na Escola Secundária de Santa Maria, na Portela de Sintra, sede do agrupamento Monte da Lua, conforme  descreve o jornal Público:

"No meio da escola há militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) com cães treinados na detecção de estupefacientes. Passam pelos átrios, entram nas salas de aulas. Os animais cheiram mochilas e outros pertences dos alunos.
(...)
A alguns deles é pedido que abram as malas. É uma rusga? Não, trata-se de uma 'acção de sensibilização e prevenção da toxicodependência', respondem a GNR e a directora do agrupamento de escolas do Monte da Lua, em Sintra."
Adianta também o jornal, que "muitos jovens desta escola são ainda menores. Os pais só foram avisados da operação depois de esta se ter realizado".

http://www.publico.pt/sociedade/noticia/o-dia-em-que-a-gnr-entrou-nas-salas-de-aula-com-caes-1690630

E no blog "Tudo sobre Sintra":
http://www.tudosobresintra.com/2015/03/o-dia-em-que-gnr-entrou-nas-salas-de.html

Créditos:
Foto TVI

sábado, março 28, 2015

Porque hoje é Sábado...

MUSA004032015bhblog.jpg
AOS AMIGOS

Amo devagar os amigos que são tristes com cinco dedos de cada lado.
Os amigos que enlouquecem e estão sentados, fechando os olhos,
com os livros atrás a arder para toda a eternidade.
Não os chamo, e eles voltam-se profundamente
dentro do fogo.
— Temos um talento doloroso e obscuro.
Construímos um lugar de silêncio.
De paixão.

de Lugar
Herberto Hélder

23/11/1930 - 23/03/2015

A morte de um Poeta:
http://riodasmacas.blogspot.pt/2015/03/a-morte-de-um-poeta.html
*Foto:Pormenor do interior do antigo Casino de Sintra

quinta-feira, março 26, 2015

Notícias da Quinta da Ribafria

A notícia boa e a notícia má
Ribafria10052014e.blogjpg.jpg

A boa notícia
A Quinta da Ribafria vai  abrir ao público no dia 25 de Abril com um programa de animação e uma exposição de escultura de Laranjeira Santos, adianta o Jornal da Região, na última edição (25 a 31 de Março).

Jornal da Região:
https://drive.google.com/file/d/0B6Dt2bqkL0hybG1qazRzdnVyZ1k/view?pli=1

Ribafria10052014fblog.jpg

A má notícia

Ribafria10052014mblog.jpg
Também informa  o Jornal da Região, que a "autarquia vai avançar, ainda com um concurso para adaptação dos imóveis para uma unidade hoteleira de luxo.
(...)
A ideia é transformar (a Ribafria) num belíssimo Grande Hotel, aproveitando as antigas instalações do IPSD, que devem dar cerca de 30 quartos e o próprio palácio até um máximo de 50 quartos" segundo informou ao Jornal da Região, Rui Pereira, vereador da cultura da autarquia sintrense.

*Foto baixo relevo a lembrar escultura de cariz medieval na capela-mor do palácio.
RibafriaP10052014.jpg

Sobre a Quinta da Ribafria
"A histórica quinta no Lourel, cuja casa e torre foram edificadas no século XVI, pertenceu à família Mello e foi vendida em 1988 à Fundação Friedrich Naumann, através do IPSD, devido a condicionalismos para investimentos germânicos no exterior. A fundação alemã retirou-se de Portugal na década de 1990 e os dois terrenos que compõem a propriedade, no total de 13,3 hectares, acabaram vendidos a uma sociedade imobiliária de João Vale e Azevedo, ex-dirigente do Benfica.
O IPSD conseguiu a anulação judicial da venda, alegando que Vale e Azevedo tinha efectuado "negócio consigo próprio", em vez de transferir a quinta para o seu verdadeiro dono, a fundação alemã. O Instituto Português do Património Arquitetónico (IPPAR) recusou, em 2001, exercer o direito de preferência sobre a Ribafria - opção legal nos imóveis classificados -, mas a Câmara de Sintra aproveitou para comprar a quinta por 2,1 milhões de euros."
in jornal Público/Fugas

Ribafria10052014cblogjpg.jpg

Uma visita à Quinta da Ribafria em 10 de Abril de 2014
http://riodasmacas.blogspot.pt/2014/08/visita-quinta-da-ribafria.html

...e o Hotel Netto na Vila Velha (na actualidade)
http://riodasmacas.blogspot.pt/2015/02/debate-sobre-os-20-anos-de-sintra-como.html

RibafriaP310052014blog.jpg
As armas dos Ribafria no páteo interior

quarta-feira, março 25, 2015

Festival do Mexilhão na Praia das Maçãs


 Foto:Mexilhões na Praia das Maçãs em 2009

Praia das Maçãs recebe em Abril, pela segunda vez o Festival do Mexilhão, desta vez com animação musical.

Festival do Mexilhão abril 2015.jpg

terça-feira, março 24, 2015

A morte de um poeta

Poeta10563035_10204883933632579_355614773822715390

Texto no Diário Digital com Lusa:
http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=765470

Considerado um dos maiores poetas portugueses, Herberto Helder, que morreu segunda-feira aos 84 anos, deu a sua última entrevista em 1968 e recusou o Prémio Pessoa na década de noventa, rejeitando quase sempre o mediatismo literário.

"Herberto Helder Luís Bernardes de Oliveira nasceu a 23 de novembro de 1930 no Funchal, ilha da Madeira, no seio de uma família de origem judaica.
Aos 16 anos viajou para Lisboa para frequentar o liceu, tendo posteriormente ingressado na Faculdade de Direito de Coimbra.
Em 1949, mudou para a Faculdade de Letras, onde frequentou o curso de Filologia Romântica, que não chegou a concluir.
De regresso a Lisboa, passou a viver "por razões pessoais" numa 'casa de passe' e começou a trabalhar na Caixa Geral de Depósitos e posteriormente como angariador de publicidade.
Em 1954, data da publicação do seu primeiro poema, em Coimbra, regressou à Madeira, onde trabalhou como meteorologista.
Quando regressou a Lisboa, em 1955, frequentou o grupo do Café Gelo, formado por figuras como Mário Cesariny, Luiz Pacheco, Hélder Macedo, João Vieira e António José Forte.
Trabalhou como delegado de propaganda médica e redator de publicidade durante três anos e em 1958 publicou o seu primeiro livro, “O Amor em Visita”.
Nos anos seguintes viveu em França, Holanda e Bélgica, como operário, empregado numa cervejaria, cortador de legumes, empacotador de aparas de papel e policopista, tendo mesmo vivido na clandestinidade em Antuérpia, onde foi guia de marinheiros no submundo da prostituição.
Regressado a Portugal em 1960, tornou-se encarregado das bibliotecas itinerantes da Fundação Calouste Gulbenkian, profissão que o fez percorrer vilas e aldeias do Baixo Alentejo, Beira Alta e Ribatejo.
Foi para Angola em 1971, trabalhar numa revista. Como repórter de guerra, sofreu um grave acidente e esteve hospitalizado três meses.
Regressou a Lisboa e partiu novamente, agora para os Estados Unidos, em 1973, ano em que publicou “Poesia Toda”, reunindo a sua produção poética até à data, e fez uma tentativa falhada de publicar “Prosa Toda”.
A Portugal, voltaria só depois do 25 de Abril, já em 1975, para trabalhar na rádio e em revistas, como meio de sobrevivência, tendo sido editor da revista literária Nova, de que se publicaram apenas dois números.
Da sua poesia, escreveu o crítico literário e responsável pela primeira edição brasileira da poesia de Herberto Helder publicada no Brasil, em 2000, Jorge Henrique Bastos, que o poeta “impulsiona a viva encantação das palavras [e que] o abalo que a sua poesia provoca é um dos mais profundos que a literatura de língua portuguesa já sofreu”.
Já neste século, o poeta voltou a editar pela Porto Editora, nomeadamente a sua poesia completa em "Poemas completos", obra que segue a fixação empregue na edição anterior, "Ofício cantante", e inclui os esgotados "Servidões", que foi considerado pela crítica literária como o livro do ano em 2013, e "A morte sem mestre", o livro de inéditos escrito em 2013 e publicado em 2014, numa edição limitada.
Herberto Helder morreu na segunda-feira aos 84 anos na sua casa em cascais e segundo fonte familiar haverá uma cerimónia fúnebre privada apenas para a família."

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=765470

segunda-feira, março 23, 2015

Notas sobre Pelourinho de Colares II

Pelourinho2vaultimage.jpg

Várias fotos antigas do pelourinho de Colares chegaram até aos nossos dias - hoje publicamos mais um interessante registo (1926) do Arquivo Municipal de Sintra.

"Na exiguidade espaço da praça colarense que se concentram os edifícios e instituições indispensáveis à máquina administrativa do concelho (de Colares*) e da justiça. A casa da câmara e a cadeia ficaram no "castelo", ou seja, na estrutura de origem medieval, e, para isso, ter-se-ão procedido, talvez logo em 1516, a melhoramentos vários.
(...)
Ter-se-á, igualmente edificado em frente à Casa da Câmara, o elegante pelourinho ou «forca» - como é designado na gíria popular - que ainda hoje, domina o centro da pequena  "praça", símbolo de poder e de jurisdição e local de punição de criminosos. Desconhece-se, no entanto, se o pelourinho mantém a sua localização primitiva, porquanto duas das pedras do degrau inferior da plataforma - e prolongando-se sob a mesma - consistem em fragmentos de uma inscrição datável do seculo XVII, indicando que sofreu ulteriores trabalhos de beneficiação, embora em data incerta."

in "Colares"/Maria Teresa Caetano

*Nota do blog sobre o antigo Concelho de Colares extinto em 24 de Outubro de 1855, em consequência de Reforma Administrativa de 1834.
**Notas sobre o Pelourinho de Colares:
http://riodasmacas.blogspot.pt/2015/01/notas-sobre-o-pelourinho-de-colares.html
***Castelo de Colares:
http://riodasmacas.blogspot.pt/2009/04/o-castelo-de-colares.html

domingo, março 22, 2015

A noite do Baile das Camélias

CameliasSUS21032015Fgblog.jpg
Na abertura do Baile das Camélias 2015, os presidentes e o vereador da CMS
CameliasSUSc21032015blog.jpg
A Sociedade União Sintrense teve ontem mais um momento alto com a realização pela 74ª edição do tradicional Baile das Camélias, numa sala decorada com  extrema dedicação com a flor que  dá o nome à festa; as Camélias. Abrilhantada pelo conjunto musical, Vice-Versa  e com a lotação esgotada, como acontece sempre  ao longo dos anos nesta realização da Sociedade União Sintrense.
CameliasSUSPP21032015blog.jpg
. A tradição da noite das Camélias remonta a 19 de Março de 1941, quando um grupo de sintrenses decidiu organizar esta festa. Na época havia grande rivalidade entre os jardineiros das quintas, e a noite das camélias era preparada pelos trabalhadores das quintas existentes em Sintra que queriam exibir as flores mais bonitas. Por isso e após a festa, decorria o baile dos jardineiros.
CameliasSUSP21032015Blog.jpg
 
"Os artistas tinham orgulho em vir ao Baile das Camélias, e os cartazes eram muitas vezes feito por artistas que vinham a titulo gracioso, pelo prazer de estarem presentes num baile tão famoso, onde a beleza da decoração do Salão estava em sintonia com os vestidos elegantes das senhoras, e dos melhores fatos apresentados pelos cavalheiros. A afluência era enorme, para se chegar do salão ao bar, chegava a levar-se mais que uma hora. Hoje isso não seria possível por quebra visível das mais elementares normas de segurança, com excesso de pessoas dentro de um espaço fechado, felizmente nunca sucedeu nada nem mesmo num dia em que faltou a Luz mais de duas horas e ninguém arredou pé e à luz de coutos (velas) dentro do maior civismo tudo se resolveu."
É deste modo que Carlos José Santos - Caínhas,  testemunha um acontecimento, em que muitas vezes participou também como baterista dos Diamantes Negros.

sábado, março 21, 2015

Porque hoje é Sábado...


 **

Equinócio da Primavera

Da noite a aragem tépida refrescando vem
surpreender as luzes que, interiores, se apagam
lentamente, uma após outra, como em madrugada
ao longe as luzes de outra margem - rio
descido pelas águas tenuemente crespas,
sombras passando, e escorre matutina,
ainda sem brilho, a vibração das águas,
enquanto rósea apenas de uma aurora ausente,
a crista das montanhas reverdece.

Por sobre a plácida e pensante aragem física
das vibrações diurnas, de amarguras,
vilezas vistas e traições sonhadas,
notícias de jornal e desafios,
guerra eminente ou, mais que dolorosa,
cravada nas imagens de uma paz sombria,
perpassa a noite véus de primavera,
glicínias que amanhã estarão floridas,
e folhas verdes, muito frágeis, tenras,
e o azular-se o mar, o distanciar-se o céu
na crua luz que juvenis sorrisos,
braços ligeiros de alegria funda,
devora lentamente, e as rugas ficam...
- ao longe as luzes de outra margem, rio
onde a noite se esconde até à morte.

 

in Pedra Filosofal (1950) - Jorge de Sena

*A Primavera começou na  sexta-feira  (20/03/2015), no hemisfério Norte, onde se inclui Portugal. Habitualmente, a passagem do inverno para a Primavera ocorre a 21 de Março, mas o facto de o planeta Terra ser uma esfera imperfeita não permite que o movimento de rotação seja sempre idêntico e este ano a mudança antecipou-se.
**Foto Praia Grande

 

sexta-feira, março 20, 2015

Quinta da Regaleira entre os 250 jardins mais notáveis do Mundo

regaleira2.jpg
Os jardins da Quinta da Regaleira constam da lista dos 250 jardins mais notáveis do mundo, apresentados no livro “The Gardener's Garden”, numa edição da britânica Phaidon Press dedicada ao universo dos jardins.
Regaleira9051373759_274c32335e_z.jpg

O Parque de Serralves, no Porto, o jardim do Palácio dos Marqueses de Fronteira, em Lisboa, a Quinta do Palheiro, no Funchal e o Parque Terra Nostra, nas Furnas são os outros quatro jardins portugueses  incluídos no livro “The Gardener´s Garden” e no qual constam também oTaj Mahal, na Índia, os Kew Gardens, em Inglaterra, os jardins de Versalhes, em França, jardins do Alhambra, em Espanha,  a High Line de Nova Iorque, nos EUA e ainda o sítio de Roberto Burle Marx, no Brasil, entre outros

Regaleira8168153991_5c6a60a049_c.jpg


Referência sobre a Quinta da Regaleira in “Guia do Viajante , em Portugal e suas colónias em Africa” de 1907:
“..Seguindo a estrada (de Collares) , do lado esquerdo fica a Quinta da Regaleira, que , além da sua excellente agua, reputada a melhor de Cintra, tem uma vista admirável, e possue bellezas naturaes ,muito apreciaveis; as suas modernas construcções , em estylo manuelino, são dignas de se admirarem.A Quinta da Regaleira, póde ser visitada todos os dias, com permissão do Sr, Dr. Carvalho Monteiro.”

(Ortografia e acentuação conforme o original)

quinta-feira, março 19, 2015

Roteiro Fotográfico dia Mundial da Água, no Museu Arqueológico de Odrinhas

Museu2015sem nome.png

 
Dia 22 de Março – Comemoração do Dia Mundial da Água

Roteiro Fotográfico: «AQVAE SACRVM»

O Museu Arqueológico de São Miguel de Odrinhas irá realizar no próximo dia 22 de Março, Domingo, no âmbito do Dia Mundial da Água, um roteiro fotográfico intitulado «AQVAE SACRVM».

Este evento, dirigido ao público em geral, tem como objectivo a valorização e divulgação dos monumentos e sítios arqueológicos do Concelho de Sintra que, de alguma forma, se relacionam com a temática da água, nas suas múltiplas vertentes: religiosa, utilitária, paisagística, etc..

Para este passeio escolhemos cinco importantes sítios arqueológicos, todos de época romana: a Barragem das Águas Livres, a Fonte de Armês, a Villa de São Miguel de Odrinhas, a Ponte da Catribana e – a terminar – o Santuário consagrado ao Sol, à Lua e aos Oceano.

O roteiro será guiado por um técnico do Museu que fará a apresentação histórico-arqueológica de cada sítio. Seguidamente os participantes serão convidados a registar fotograficamente o momento.

Ainda para assinalar este dia festivo será realizado um passatempo de fotografia para os participantes, premiando de forma simbólica as três melhores fotografias deste dia, escolhidas por um júri afecto ao Museu.
 
Dia 22 de Março – Das 10.00 às 17.30 Horas
Público-alvo: Público em geral.
Acesso: Gratuito – mediante marcação.
 
Mais informações e/ou marcações:
Departamento de Cultura, Juventude e Desporto – Divisão de Cultura
Museu Arqueológico de São Miguel de Odrinhas
Telef. 21 960 95 20
Email. dcul.masmo.divulgacao@cm-sintra.pt  
Foto e Texto M.A.S.M.O

quarta-feira, março 18, 2015

Alterações na circulação do trânsito na Vila Velha a partir de amanhã

CMSmapa.jpg

Pela necessidade de fazer circular a informação que só hoje tivemos conhecimento, transcrevemos na íntegra o texto da CMS, sobre as novas medidas que irão  a partir de amanhã, alterar a circulação de trânsito no centro histórico.

"O trânsito no Largo Dr. Gregório de Almeida está em fase de reordenamento, através da implementação de um sentido único de circulação de veículos, entre o entroncamento da Rua Visconde de Monserrate com a Volta do Duche até à Praça da República, de forma a melhorar a mobilidade de veículos e peões na Vila de Sintra, a partir do dia 19 de março.
Esta alteração na circulação do trânsito traduz-se numa melhoria da mobilidade e aumento da área disponível para circulação pedonal com mais conforto e segurança dos peões, criação de paragem de transportes públicos e ordenamento do estacionamento junto ao pelourinho.
A intervenção da Câmara Municipal de Sintra insere-se no plano de recuperação e revitalização do espaço público, considerando a mobilidade e o aumento da segurança rodoviária uma prioridade fundamental na conceção das políticas de atuação na rede viária.

A intervenção vai decorrer em três fases dependente das condições atmosféricas:
  • 18 de março (19h00): Recuperação do pavimento junto ao pelourinho;
  • 19 de março (período da manhã): Implementação de sentido único, aumento do espaço destinado a peões e reordenamento da interseção da Rua Visconde de Monserrate com a Volta do Duche;
  • 20 de março: Pintura do estacionamento e paragem de transportes públicos.

Transportes públicos: 
A partir do dia 29 de março vai ser reforçada a oferta de transportes públicos:
  • Camioneta 434 vai  circular entre as 9h15 e as 19h50 com uma frequência de 15 minutos;
  • Camioneta 435 vai a circular entre as 9h45 e as 18h45 com uma frequência de 25 minutos;
  • Camioneta 403  vai ter um aumento de 10 circulações por dia."

Brumas do Monte da Lua

PPena17032015.blogjpg.jpg
Palácio da Pena envolto nas brumas sintrenses - durante a manhã de segunda-feira 17 de Março 2015
PPena170320152PBCCblog.jpg

No “Guia do Viajante em Portugal e suas colónias em Africa". Ed.Empresa Nacional de Navegação-1907:

“O Castello da Pena foi primitivamente um convento, da ordem de S.Jeronymo, fundado em 1503, por El-Rei D.Manuel, em memória do tempo em que alli passou esperando a frota de Vasco da Gama, no regresso da India.Era esse convento uma espécie de prisão, para onde eram mandados os frades d’aquella Ordem, quando comettiam faltas.De architectura godo-arabica, está construído em um dos mais elevados cabeços da serra. Foi em 1841, que D.Fernando,avô do actual monarcha, mandou transformar o convento em palácio, reedificando uma parte do edificio que tinha sido attingida pelo terramoto de 1755.
Nota para visitantes:
Edificio da Pena-visita-se todos os dias e a toda a hora sem bilhete , só o parque e a egreja.Para vêr o palacio, é necessário um bilhete da Administração da Caza Real. Estando S.S.M.M. reinantes, que alli permanecem durante algum tempo da estação de verão , só é permitido vêr o parque. "

*Nota do blog :Acentuação e ortografia conforme o original

terça-feira, março 17, 2015

Azenhas do Mar

AzenhasdoMar.jpg
Foto de  Arquivo Municipal de Sintra (1929?)

Azenhas do Mar - "Povoação assente nas arribas e que desce, na mais caprichosa assimetria, até ao rés-da-água, nas faldas dum pequeno promontório. O local é muito frequentado pelos artistas, devido aos seus inesgotáveis temas pitorescos."
Raul Proença/Guia de Portugal/1924

segunda-feira, março 16, 2015

Modelo do Eléctrico da Praia das Maçãs em escala reduzida

IMG_6878.JPG
O Eléctrico da Praia das Maçãs, de João Trigo, em escala reduzida -  modelo com grande realismo,  um longo trabalho iniciado em 2011, e que agora quatro anos após, está dado como concluído.
Tivemos ao longo do tempo algum acompanhamento deste projecto, e é com satisfação que vemos agora o final de um meticuloso trabalho que  reproduz  de forma extremamente realista, um transporte centenário, que ainda hoje é uma imagem de marca de Sintra.
IMG_6868.JPG
Pormenores do  modelo do eléctrico amarelo da Praia das Maçãs
IMG_6881.JPG
"Neste momento, já só me falta afinar a parte debaixo da base, onde vão passar os cabos e onde ficará o interruptor das luzes. Mas o eléctrico, está Pronto!... " escreve João trigo no seu blog.
IMG_1268.JPG
Foto em fase anterior 2 de Março de 2012 - modelo já iniciado em 2011

João Trigo que tem como hobby diversos trabalhos  de grande perfeição em escala reduzida, escreve  no seu blog TTriganices, ao terminar este excelente modelo:
"Aos anos que os meus Amigos conhecem esta peça, por acabar! Sei que demorou, mas não tinha prazo...não lhe peguei durante uns anos...andei à procura de soluções...andei a rever fotos e quando passo por um, estive (continuo) atento ...Os materiais, são os que tinham as formas que precisava, vão desde o fio de cobre, madeira, cola branca, super cola, cartão, cápsulas de remédios, foles de canetas...O que interessa são as formas das peças. Foi todo feito à mão, sem recurso a nenhuma CNC, ou impressora 3D! O desenho que tinha do Museu, deu para tirar as medidas da peça e algumas distancias entre bancos, rodas, alturas, com muito pouco detalhe (segue alguma escala!). A escala, torna-se difícil de confirmar porque foi feito um pouco a olho!"

Posts relacionados:
http://triganices.blogspot.pt/2012/04/electrico-praia-das-macas.html

http://triganices.blogspot.pt/2011/06/electrico-praia-das-macas.html

http://ttriganices.blogspot.pt/2014/12/electrico-praia-das-macas-terminado.html?showComment=1426441160885

domingo, março 15, 2015

Baile das Camélias na Sociedade União Sintrense

BailedasCamélias2015.jpg
O  Baile das Camélias vai realizar-se em Sintra, no dia 21 de Março. Esta tradicional iniciativa,  que pretende dar as boas vindas à Primavera, decorre na Sociedade União Sintrense, em plena Vila de Sintra.
baile-camelias-300x200.jpg
Foto  do tradicional Baile das Camélias encontrada aqui:
http://www.noticiasgrandelisboa.com/2012/03/23/noite-das-camelias-em-sintra/

sábado, março 14, 2015

Notícias de Sintra Património Mundial da UNESCO, na categoria de Paisagem Cultural

Arvore13.3.2015.12h PROTEGIDA.jpg
Foto de dia 13 de Março de 2015, às 12h30m/Sintra,Estefânia/ Foto de sintrense

Até 12 de Março de 2015, era assim que dois plátanos viviam  neste local e incomodavam a CMS -agora (por enquanto, até hoje), só existe o que está em primeiro plano...não havia mesmo necessidade!!!
Arvores4102014blog.jpg
Alternativa:
Anular um ou dois estacionamentos do lado esquerdo da rua -permitindo assim alargar o passeio onde viviam aqueles dois plátanos, talvez desde data anterior ao  formato do arruamento que existe nos nossos dias e que faziam parte do património arbóreo de Sintra - que nós todos herdámos e deveríamos preservar a todo o custo.
Nota-se pela atitude da autarquia que mudaram as pessoas mas a sensibilidade com tudo que não seja cimento é a mesma.

sexta-feira, março 13, 2015

Os 70 anos dos Transportes Aéreos Portugueses


TAPng4021169.jpg

Companhia aérea de bandeira nasceu em 1945.
A companhia aérea TAP comemora no próximo dia 14 de Março, 70 anos.
TAPCarataz29062013blog.jpg
Cartaz exposto no Museu do Ar em Sintra

"Após o fim da Guerra, o governo português, através do Secretariado de Aeronáutica Civil, tomou a iniciativa de organizar a aviação civil no país, publicando, em 14 de março de 1945, a Ordem de Serviço No.7. O documento assinalou a criação da Secção de Transportes Aéreos, que passou a ser designada com o nome de “Transportes Aéreos Portugueses”. A nova empresa aérea – com controle governamental - teve como fundador o General Humberto Delgado (diretor do Secretariado), compondo sua equipe o primeiro tenente aviador Joaquim Trindade dos Santos (Chefe da Seção), o capitão piloto aviador Luís Tedeschi Bettencourt (adjunto do Chefe e mais tarde Diretor dos Serviços Técnicos) e Benjamim Fernando Fonseca de Almeida (Piloto-Chefe)."
Retirado de "
TAP Portugal 65 anos - Asas dos Descobridores"
03/2010 (Daniel R.Carneiro, Aviation On Line)
TAPng4022656.jpg
Foto antiga na pista do aeroporto da Portela em Lisboa
TAP29062013blog.jpg
Legenda: Fardamentos da ainda transportadora aérea portuguesa TAP, no Museu do Ar em Sintra

Photobucket
 Antigo cartaz publicitário da TAP**

Photobucket Despedida  do último  Airbus A310 da TAP em Sintra, BA1/Granja do Marquês,  em 25 de Maio de 2008
Tap2012Blogue 
A TAP em 2015 na rota sobre Colares...

“Porque é tempo de decisões difíceis, porque a crise financeira é grave, porque não podemos perder nem desperdiçar o que temos, porque um bom negócio para alguns não pode prejudicar o que é de todos, recusamos estas privatizações e apelamos energicamente à manutenção da TAP e da ANA como empresas públicas”.

De um  manifesto de 50 economistas, contra as privatizações  da ANA e da TAP
 
*Recorde-se que os franceses da Vinci venceram a privatização da ANA em Dezembro de 2013, tendo oferecido 3,08 mil milhões de euros. Na corrida estava também a Fraport, que ofereceu 2.442 milhões de euros, o consórcio dos argentinos da Corporación América, que propôs 2.408 milhões, e a Zurich, que fez uma proposta de 2.000 milhões-ver+ aqui
Créditos.
**Cartaz da TAP- encontrado no blogue Restos de Colecção
Saber mais sobre a história da TAP-aqui


Post relacionado:
http://riodasmacas.blogspot.pt/2008/05/aeronostalgia-no-domingo-em-sintra.html
 

quinta-feira, março 12, 2015

Postal do Mucifal com moldura

JoseFernandesBadajozMucifal07032015bbblog.jpg
Através de um artigo publicado no "Jornal de Sintra", nº2578 de 24 de Fevereiro de 1984, assinado por Helena Santos, recordamos esta figura do Mucifal:

“José Fernandes Badajoz é uma figura de prestígio na poesia popular portuguesa cantada há quase cinquenta anos.As suas poesias foram parcialmente publicadas no terceiro volume da antologia «Poetas Populares».
(...)
Apesar da escassa publicação de textos e discos do autor, a figura de poeta, cantor e camponês tem estado presente ao longo dos anos, na vida do Mucifal e na animação de aldeias, vilas e cidades do País.
(...)
Cinco canções obtiveram êxito na Rádio nos anos quarenta e continuam a ser cantadas como «O Cavador», «O Rasmisquinho»,«Os Santos Populares» e a «Santa Velhinha».
(...)
O prestígio de José Fernandes está também profundamente enraizado na sua personalidade, tendo vindo a realizar uma opção de vida bastante rara que permite a prática de ideais humanos como a fraternidade, a união com a Natureza, a simplicidade, a paz individual e social possiveis para quem os sabe escolher.(...)”

Helena Santos

Post relacionado:
http://riodasmacas.blogspot.pt/2008/12/dia-de-festa-no-mucifal.html

quarta-feira, março 11, 2015

Salão de Galamares

AlagamaresSalo07032015blog.jpg

"Existe em Galamares, entre Sintra e Colares, um cineteatro, inaugurado em 1916 por iniciativa do Visconde de Monserrate, onde durante décadas se realizaram récitas, festas e sessões de cinema. Até Viana da Motta aí tocou em 1923, numa iniciativa destinada a obter receitas para a electrificação da estrada de Sintra a Colares.
Com pinturas e murais de António Graça, Júlio Fonseca e Garibaldi Martins, artesãos ao serviço do visconde, foram recorrentes as récitas onde pontificav...am Guilherme Oram ou Eduardo Frutuoso Gaio, o conjunto de saxofones da Sociedade União Sintrense ou o Cynthia Jazz e Os Mexicanos. Depois de um período de apagamento nos anos 70 e 80, sob impulso de galamarenses como Edgar Azevedo ou António Jorge Manata ressurgiu em 1979, tendo nos anos 90 tido o renascido Grupo Desportivo e Cultural de Galamares destaque no ciclismo e no atletismo, onde se destacou por exemplo, na conquista da I Maratona Popular de Badajoz, em 1996.
Mercê do esforço da população, desde então se tem vindo a reabilitar na traça original o dito salão, com o brilho e arte de então, confluindo também nessa tarefa a colaboração da Escola Profissional de Recuperação do Património de Sintra. A 24 de Junho de 2012, finalmente irá reabrir esse espaço mágico, devolvido à população e em prol da cultura e associativismo locais."
 

Texto de Fernando Morais Gomes/autor do Blog Reino de Klingsor
http://reinodeklingsor.blogspot.pt/2012/06/ainda-sobre-o-salao-de-galamares.html

Post relacionado (A reabertura do Salão de Galamares):
http://riodasmacas.blogspot.pt/2012/06/reabertura-do-salao-de-galamares.html

AlagamaresSalaoC07032015blog.jpg
http://riodasmacas.blogspot.pt/2015/03/alagamares-10aniversario.html

terça-feira, março 10, 2015

Praia Grande em obras de requalificação

PG09032015blog.jpg
Praia Grande, foto de 9 de Março de 2015
A Câmara Municipal de Sintra iniciou as obras de requalificação da Praia Grande
 
A intervenção consiste na correcção dos estragos no manto de enrocamento, passeio, escadas, rampas, muros e infraestruturas de iluminação pública e de drenagem para aumentar o grau de protecção contra o risco de galgamento oceânico e melhorar a qualidade ambiental e urbana, e assim acolher de forma sustentável e atractiva as actividades económicas e sociais associadas à frente de praia, cumprindo os regulamentos do Parque Natural Sintra Cascais e do POOC Sintra-Sado, o Plano de Praia e o Plano de Pormenor da Praia Grande.
A requalificação da área, no valor de cerca de 585 mil euros, é um projecto elaborado em articulação com a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e no seguimento da candidatura ao Programa Operacional Temático de Valorização do Território do QREN. 
Texto CMS(alterado pelo blog para a ortografia antiga)
http://www.cm-sintra.pt/camara-de-sintra-inicia-obras-na-praia-grande

Posts relacionados:
http://riodasmacas.blogspot.pt/2015/01/ver-de-novo-as-pegadas-dos-dinossauros.html
http://riodasmacas.blogspot.pt/2014/09/a-praia-grande-continua-surpreender.html



segunda-feira, março 09, 2015

Bombeiros Voluntários de Colares

125º Aniversário
5753006268_90a52c23a4_z_zpsc96e22b4.jpg
1890 -2015
7283519760_f9eaaba97d_n.jpg

" (...)É facto provado que a Associação dos Bombeiros Voluntários de Colares, a primeira a ser criada no Concelho de Sintra, iniciou serviços operacionais em 9 de Março de 1890, com a inauguração da sua “Estação de Incêndios”, embora os seus primitivos Estatutos só tivessem sido aprovados por Alvará do Governo Civil de Lisboa datado de 22 de Junho de 1892."
Fonte: BV de Colares

*Fotos do Auto-Comando Willis, AQ-03-70, inaugurado a 11 de Março de 1984, designado por "Poeta Cavador" em homenagem a José Fernandes Badajoz.