domingo, janeiro 31, 2016

Visões de Colares

"Colares recebeu hoje pelas 12h15, a visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima às Dioceses Portuguesas." a explicação encontrada no  blog Notícias de Colares.

Sexta-feira  (29/01/2016),na Várzea de Colares a meio da manhã.

sábado, janeiro 30, 2016

Porque hoje é Sábado...

garça29012016.blogjpg.jpg
Fotos em 29/01/2016 no rio das Maçãs/Várzea de Colares

Acolheu o rio das Maçãs há algum tempo duas Garças-Reais - vicissitudes da vida (e da morte), determinaram que actualmente só exista uma das aves. Garça que se integrou satisfatóriamente na vivência diária de um bando de patos-reais que ali tem o seu habitat.
Ontem e hoje  tivemos oportunidade de verificar o seu regresso ao rio na procura do seu sustento. Foi na rotina diária desta bela ave, na Várzea de Colares, que tivemos a oportunidade de a fotografar ontem.

Foto de 29/01/2016
garça29012016D.blogjpg.jpg
Foto em 29/01/2016
garça29012016Gblog.jpg
Foto em 29/01/2016
garça29012016Jblog.jpg
Foto de 29/01/2016

quinta-feira, janeiro 28, 2016

Os Diamantes são eternos... ( II )

Acompanhando nos últimos anos as intervenções musicais dos Diamantes Negros - surge agora no seu 52º aniversário a oportunidade de publicar algumas fotos inéditas, em modo "Making of", dos bastidores e momentos de ensaio, na preparação -  sempre muito profissional nas diversas participações musicais, de um dos mais antigo grupo musical português ainda em actividade. Hoje publicamos alguns momentos da preparação do grande concerto de 2014, no  C.C.Olga Cadaval na passagem dos 50º Aniversário dos Diamantes em 2014.
ComissãoDN20131025eblog.jpg
Tudo começou aqui nesta comissão organizadora
MakinoffrotulosDNblog.jpg
A impressão dos rótulos da edição especial "Diamantes 50" do vinho da Cooperativa Regional de Colares
Adega20012014bblog.jpg
O transporte das preciosas garrafas com o néctar de Colares, por uma equipa  bastante competente
MakingofOlgaCadavalb20140609bnmmvvblog.jpg
Um primeiro olhar para o palco
MakingofOLgaCadaval2nmncmblog.jpg
Contacto com os instrumentos musicais no ensaio do som
MakingofOlagaCadavalDSC08722blog.jpg
Troca de impressões antes do ensaio Geral
MakingofOLgaCdaval20140609hblog.jpg
Ensaio Geral no dia anterior ao concerto
MakingofOlgaCadavalUntitled-1blog.jpg
A espera  nervosa para a entrada no palco no dia do grande concerto

Post relacionado:
"Os Diamantes são eternos" - Concerto do C.C.Olga Cadaval em 10 de Maio de 2014
http://riodasmacas.blogspot.pt/2014/05/os-diamantes-sao-eternos.html

Sobre o Novo Plano de Pormenor da Praia Grande




A Câmara de Sintra deliberou na última terça-feira submeter à Assembleia Municipal a versão final do Plano de Pormenor da Praia Grande (PPPG) e prevê concluir, até ao Verão, um novo parque de estacionamento no acesso à zona balnear.


O novo parque  de estacionamento vai ser construído num terreno junto ao Hotel Arribas, arrendado pelo município, e terá dois acessos: Um pela estrada que liga a Almoçageme e outro pela via de acesso à frente marítima, que vai manter a circulação rodoviária mesmo durante a época balnear.
O novo parque de estacionamento para 160 veículos, previsto num terreno arrendado por cerca de 15.000 euros ao ano, permitirá condicionar o parqueamento na frente de praia, a requalificar no âmbito da proposta do PPPG, que abrange uma área de 99 hectares (ha), na freguesia de Colares.
Foto de 2 de Fevereiro de 2014

A reestruturação viária incluirá uma rotunda para inversão do sentido de trânsito e um parque de estacionamento público, com 382 lugares para ligeiros e quatro lugares para autocarros, segundo a proposta do plano. A alteração, no entanto, "manterá a circulação rodoviária na frente da praia", , explicando  Basílio Horta, que o abandono da intenção de proibir o acesso automóvel visa facilitar a deslocação de pessoas mas também para não prejudicar os concessionários da praia.

Na proposta do PPPG está ainda previsto que entre o entroncamento com a Estrada do Rodízio e uma nova rotunda sejam criados mais 109 lugares de estacionamento público ao longo da via, além de um parque privado com 80 lugares de apoio à Praia Pequena.

A autarquia prevê ainda o prolongamento da marginal até ao Bar do Fundo, com pavimento em calçada, e um passadiço em madeira a ligar à escadaria de acesso junto à jazida de pegadas de dinossáurios.
Bar do Fundo, até onde a autarquia pretende prolongar a marginal da Praia Grande

Fonte Jornal Público

Ler notícia integral no jornal Público:
https://www.publico.pt/local/noticia/camara-de-sintra-avanca-com-plano-de-pormenor-e-estacionamento-na-praia-grande-1721444

quarta-feira, janeiro 27, 2016

Olhares para o Monte da Lua

PalaciodaPena26012016CBPblog.jpg
Legenda da foto: Dia  25 de Janeiro 2016, dia de sol, com  o tradicional nevoeiro a envolver o Monte da Lua - permitindo captar a imagem que publicamos.



 Monte da Lua, foto de sexta-feira 11 de Julho de 2014 

Monte da Lua
"Na Antiguidade Clássica ficou conhecida por Promontorium Lunae ou Monte da Lua, pela forte tradição de culto astrolátrico dedicado á Lua, desde os tempos da pré história até á dominação romana, prosseguindo ao longo dos séculos com a igreja medieval condenando repetidamente o uso de amuletos em forma de Lua. Esses cultos atingiram grande vigor na Serra de Sintra que se estende e termina no Cabo da Roca marcando o ponto mais ocidental do continente europeu. "

Fonte:
http://vitriolassociacaolusofona.blogspot.pt/2013/01/monte-da-lua-ou-serra-de-sintra.html




segunda-feira, janeiro 25, 2016

O 52º Aniversário da já mítica Banda Sintrense

"Estávamos em Janeiro do ano de 1964. Era presidente da  Sociedade União Sintrense José Lima Magalhães,(antigo guarda redes do Hockey Club de Sintra, Campeão do Mundo e da Europa) e é na sala da SUS que se estreia um novo conjunto musical: os DIAMANTES NEGROS.

Na sua primeira apresentação no dia 25 de Janeiro de 1964, a constituição dos DIAMANTES NEGROS era a seguinte:
Carlos José Paulo Santos (Caínhas) -Álvaro José Silvestre, Carlos Alberto Rodrigues e Carlos Henriques, (Xixó).

Em 1966, já os DIAMANTES NEGROS tocavam no famoso Baile das Camélias o “She loves You”.
Nesses anos, também no Palácio de Valenças, eram entregues os prémios do Rally das Camélias, sempre organizado pelo 
" Clube Arte e Sport", que trazia às noites de Sintra milhares de adeptos daquele desporto motorizado, onde por diversas vezes os DIAMANTES NEGROS estiveram presentes. "
*Fonte: Carlos José Santos (Caínhas)

Aniversário no C.C. Olga Cadaval em 2014
"No Centro Cultural Olga Cadaval, os Diamantes Negros manter-se-ão, comos intérpretes, fiés  ao seu eclético espírito musical e assim interpretarão, além de temas em portugês, daquele que foi o seu único single gravado em 1965, música francesa, inglesa e americana. Evocarão os Beatles, Shadows, bee Gees, Otis Reding e muitos outros"

 Escrevia -se isto na folha de sala, do concerto de  Maio de 2014 -e foi isso que aconteceu numa sala lotada, com o público em pé a ovacionar os músicos  que há 52 anos, alegram musicalmente as gentes do Concelho de Sintra.









C.C.Olga Cadaval 2014

Fotos do concerto de Sábado 10 de Maio de 2014 no C.C. Olga Cadaval



Hoje a já mítica banda musical sintrense, actualmente com nova formação celebra o 52ª Aniversário!

domingo, janeiro 24, 2016

Aumento de 15,85% em 2015 de visitantes aos parques e monumentos de Sintra

PalaciodaPena23012016P2blogjpg.jpg
Foto de ontem ao fim do dia (23/1/2016) do palácio mais visitado do País

"Em 2015, e pela primeira vez num mesmo ano, os parques e monumentos sob gestão da Parques de Sintra registaram mais de dois milhões de visitas (2.233.594), representando uma subida de 15,85% relativamente ao ano anterior. À semelhança de outros anos, o Parque e o Palácio Nacional da Pena foi o polo que recebeu um maior número de entradas, ultrapassando pela primeira vez 1 milhão de visitas (1.082.736) Torna-se, assim, o Palácio mais visitado do país, com uma subida de 21,85% em relação a 2014.

 No ano transacto a proporção relativa às nacionalidades foi de cerca de 87,35% de estrangeiros e 12,65% de portugueses, sendo que os países com maior expressão em termos de visitas foram o Reino Unido (19,25%), França (13,24%), Portugal (12,65%) e Espanha (11,43%)."
Fonte PSML
 
PalacioPena21012016Bblog.jpg
Foto em 22/01/2016 com o Palácio da Pena envolvido por denso nevoeiro

sábado, janeiro 23, 2016

Homenagem a Raúl Martins na Associação de Idosos e Reformados do Mucifal

Via FB de Maria Henriqueta Louro:

" Hoje foi dia de recordar o nosso amigo Raúl!! A Associação dos "menos" jovens do Mucifal festeja o seus 15 anos e também homenageou o Raúl Martins (mucifalense a tempo inteiro, actor,musico,colaborador dos bombeiros etc etc)"

E acrescentamos nós, um bom vizinho e amigo!


Foto de Maria Henriqueta Louro

Actuação do Grupo Coral da Associação de Reformados do Mucifal na comemoração do 15º Aniversário da Associação.


Foto de Maria Henriqueta Louro

Porque hoje é Sábado...


Exposição Fotográfica 'Nas Brumas de Sintra' nos Paços do Concelho até 29 de Fevereiro. Todos os dias das 9.00 às 18.00h entrada livre

sexta-feira, janeiro 22, 2016

O regresso dos Serões Musicais no Palácio da Pena

 O ciclo “Serões Musicais no Palácio da Pena” está de volta para a segunda edição, a decorrer no  Salão Nobre, entre os dias 14 de fevereiro e 4 de março, com início às 21h00.
A ligação de D. Fernando II à música esteve presente ao longo da vida do “rei-artista”. No ano em que se assinalam 200 anos do nascimento do monarca, a Parques de Sintra e o Divino Sospiro -
O serão “Quadros da Natureza” abre este ciclo de música romântica no domingo, dia 14 de fevereiro, com um concerto que junta o Quarteto de Cordas de Matosinhos a Pedro Vares (contrabaixo) e António Rosado (piano).



Centro de Estudos Musicais Setecentistas de Portugal (DS-CEMSP) voltam a levar ao Palácio Nacional da Pena um repertório romântico muito próximo das sonoridades que lá se terão ouvido no séc. XIX, com direção artística de Massimo Mazzeo.
 
 
Fotos na apresentação em 23/01/2014, do restauro completo do Salão Nobre do Palácio da Pena


 
 

quinta-feira, janeiro 21, 2016

Postal de Sintra


MU.SA - Museu das Artes de Sintra

Espaço museológico, que se encontra no antigo Casino, junto ao Centro Cultural Olga Cadaval, tem ainda uma zona para fotografia, uma Livraria Municipal e uma Galeria Municipal onde são apresentadas exposições temporárias de artistas nacionais e estrangeiros.


Pequeno historial do Casino de Sintra
Era no Casino que se realizava os ensaios do Orfeão de Sintra, que chegou a ter duzentos elementos Foi seu regente o maestro Luís Silveira. O Orfeão de Sintra também terminou precocemente em 1926 ou 1927.

O Casino de Sintra foi fundado por Adriano Júlio Coelho, construído sob projecto do arquitecto Norte Júnior, em 1922-24, como Casino durou pouco, posteriormente foi ocupado durante alguns anos por um Liceu, também como local de projecção de filmes, mais tarde pela Repartição de Finanças de Sintra, e nos últimos anos pelo Museu de Arte Moderna, onde esteve até 2006 em exposição parte da colecção Berardo e actualmente  pelo MU.SA.

Fotos em 9 de Janeiro de 2016
Posts relacionados:
 

quarta-feira, janeiro 20, 2016

Avisos Sintrenses

ManiferbColaresB19012016 copy.jpg
Ontem em Colares, um alerta para os perigos  da contaminação ambiental na aplicação de herbicidas e pesticidas nos produtos agrícolas que todos consumimos.
ManiferbColaresCblog19012016 copy.jpg
A mensagem "entregue" à vereação camarária
ManiferbColaresDblog19012016 copy.jpg
Fotos em Colares em 19/01/2016
ManiferbColares19012016blog copy.jpg


"Os problemas decorrentes da utilização de herbicidas são a contaminação ambiental e o surgimento de ervas resistentes.
Todos os herbicidas são tóxicos para os seres humanos em alguma medida. Existem também herbicidas naturais."
Wikipédia

Post relacionado:
Abelhas ameaçadas por pesticidas:
http://riodasmacas.blogspot.pt/2016/01/as-abelhas-ameacadas-por-pesticidas.html

terça-feira, janeiro 19, 2016

Sintra ficou mais pobre

Maria Almira Medina 1920 - 2016
Triste notícia para Sintra , o falecimento de Maria Almira Medina, ontem em sua casa - na poesia e nas artes plásticas, é uma figura incontornável da cultura sintrense.

parquemedina2
Na visita que foi feita ao Chalet em 2008, Maria Almira Medina declamando um poema feito de propósito para aquele momento

Photobucket
 Na poesia Maria Almira Medina e um conjunto vasto de poetas populares, na celebração dos 35 anos do 25 de Abril de 1974 , aconteceu na União Mucifalense com poesia e canções de Zeca Afonso, em Abril de 2009.





Notas sobre o Parque da Pena

 Parque da Pena
Em colaboração com o Barão de Eschwege e o Barão de Kessler, D. Fernando II (reg.1853-1855)  definiu o plano e projecto do Parque que viria a envolver o Palácio da Pena. Aproveitando o terreno acidentado, a fertilidade do solo e a singularidade climática da serra, manda plantar um imenso arvoredo, originário de regiões distantes, enquadrando, bem ao gosto romântico da época, ruínas, pavilhões e pequenas construções para criar ambientes diversos e cenários de inigualável beleza natural.A intervenção botânica na serra foi de grande envergadura, já que a imagem profundamente arborizada da serra de Sintra, que hoje conhecemos não correspondia, de modo algum, à realidade na segunda metade do século XIX. Além de espécies florestais europeias, foram introduzidas muitas outras originárias de regiões distantes. Foi o caso das sequóias e túlias da América do Norte, das araucárias do Brasil e da Austrália, das criptomérias do Japão e dos cedros do Líbano. Construiu-se assim, um ambiente natural de rara beleza e de enorme importância científica que, seguramente muito contribuiu para a classificação de Sintra, pela Unesco como Património da Humanidade.
Fonte PSML





segunda-feira, janeiro 18, 2016

O Preventório de Colares

“Lá em baixo na Várzea de Colares, em pleno seio da Natureza, embalado pelo cachoar, suave ou agreste, do rio das Maçãs, fica o Preventório de Colares. Solarenga habitação, outrora remanso de brasonadas famílias, ela é na hora actual, a concepção da mais simpática organização preventiva da tuberculose na infância.(...) Tem o aspecto de paço medievo. Sólida arquitectura.O escadório, e a varanda corrida as gárgulas, colunatas e pilastras, tudo evoca docemente, misteriosamente, o passado poderio que morreu com seu brasão. (...)”
(Jornal de Sintra nº257 de 1938, artigo da autoria de A.B.)
Photobucket
Quinta do Vinagre:"(...) e o grande pátio assombreado por seculares plátanos que todos os anos no Outono, enchem o chão e recobrem o tanque dos leões com a mancha doirada das suas folhas perdidas."
Legenda da foto retirada daqui

No início do Sec.XX existiu em Colares uma instituição que dava apoio a menores do sexo feminino, numa altura em que a tuberculose era a grande ameaça e denominava-se "Preventório de Colares", tinha como impulsionadora D. Isabel Morais Sarmento. Segundo dados publicados no "Jornal de Sintra" nos primeiros nove anos da sua existência o Preventório teria apoiado para cima de trezentas crianças,” filhas de tuberculosos “necessitados da zona de Colares.
O Preventório de Colares debateu-se desde o seu início,(1926) com problemas de ordem financeira. Para fazer face a essas necessidades, frequentemente organizava festas de angariação de fundos. Como curiosidade e demonstrativa da importância que estas festas tinham para a região de Colares, o facto da Companhia Sintra-Atlântico ter um serviço especial que era mencionado com os respectivos horários no anúncio da festa de recolha de fundos, "
Sempre pronta a corresponder aos desejos do publico, estabeleceu um serviço especial de carreiras de eléctricos”



"A favor do Preventório de Colares"

Pressionar imagem para ampliar
Anúncio de festa de angariação de fundos para o Preventório, no "Jornal de Sintra" em 1938.

 
"Realiza-se este ano,(ontem , hoje e amanhã) no vasto recinto da Adega Regional de Colares, a terceira festa de caridade em favor do Preventório de Colares.A primeira foi há três anos, num pinhal sob nevoeiro, perto do marulho do mar.A segunda festa, muito mais linda, foi levada a efeito no Banzão silente e umbroso.Para a terceira foi escolhido o mesmo local e é de esperar que as experiências anteriores contribuam este ano para os resultados ainda mais belos."
 
 

Photobucket

Em meio do virgiliano vale de Colares existe esta quinta que conserva todo o perfume das nossas antigas casas fidalgas.
Deve grande parte do seu encanto à feliz e já rara circunstância de estar ainda na posse da nobre familia que em tempos idos a construiu e que é hoje representada pela sr.ª D. Maria José Dick Bandeira Nobre, actual proprietária da Quinta do Vinagre onde sempre residiu.
São de aspecto senhorial o portão de entrada e o grande pátio assombreado por seculares plátanos que todos os anos pelo Outono, enchem o chão e recobrem o tanque dos leões com a mancha doiradas das suas folhas perdidas. Algumas salas ainda agora iluminadas pela frágil graça de antigos lustres de Veneza que pendem de tectos lindamente desenhados no puro estilo rococó. Animada foi outrora esta quinta, principalmente no séc.XVIII, quando a sociedade galante da côrte - e não raro a própria Magestade - aqui vinham em alegre divertimento pelas tarde de estio para gozar a beleza bucólica destas paragens.

Revista "Ilustração" nº70 de 16 de Novembro de 1928


-História do imóvel
O Palacete onde existiu o Preventório de Colares, foi construído no século XVI por D.Fernando Coutinho, Bispo de Silves pertenceu até princípios do século XX a D.Maria José Dik Bandeira Nobre, veio a ser adquirido mais tarde pelo Conde de Mafra que o vendeu à familia Schumberger.Hoje denomina-se Quinta do Vinagre
 

Posts relacionados:
--O Preventório de Colares-pressionar