Hotel , na Quinta de Santa Theresa, em S.Pedro de Penaferrim pode violar Plano de Sintra.



Segundo jornal, Público de hoje, “ A Câmara de Sintra poderá aprovar um hotel com 80 quartos para uma quinta,(...) situada em plena zona tampão de protecção ao perímetro classificado património mundial pela UNESCO, pertencente ao conjunto das quintas históricas de Sintra."

Comentários

Lua disse…
Parabéns pelo blog! É sempre bom saber que há mais apaixonados por Sintra! Eu adoro a Praia das Maçãs. As minhas férias sempre foram passadas aí!
pedro macieira disse…
Obrigado pelo comentário, espero que a minha intervenção através do blog, seja útil, e que ajude os que pretendem que esta região continue a ser o melhor sítio do Mundo.
Azenhas disse…
Pedro, temos de dar uso às coisas.
proteger só para proteger, vaio cabar por virar degradação.

Relembro o alto da praia da aguda.
Gostamos mais de ver as ruinas no parque de estacionamento, ou quando tinha lá o restaurante a funcionar com um nadador salvador lá em baixo na praia?

Acho bem o hotel, dando uso às coisas e retendo o turismo que nos visita, que depois vai jantar e comprar souvenirs, do que o turista que depois volta para lisboa e cascais.
Claro que respeitando a casa antiga, a traça do local, as arvores e jardins, etc...

Aquele abraço.
pedro macieira disse…
Concordo que se dê uso às coisas, mas com regras, os exemplos que conheço é que se utilizam vários subterfugios, para as não cumprir com prejuízo da grande maioria, é ver o que aconteceu na Estefãnia quando uma recuperação de um prédio, passou rápidamente a demolição, e hoje é um buraco embargado, é ver a mansão do comendador Justino, em Colares construída sob embargo, não cumprindo o próprio projecto entrado na Câmara......é ver a apetência pela orla maritima dos "patos bravos" , para utilizar esses espaços, que são do domínio público, para utilização de resorts com beneficio imediato das sua carteiras, não considerando claro o problema da conservação do meio ambiente, e o respeito pelo bom gosto e essencialmente pelas pessoas que por cá vivem........bem para comentário é um pouco longo, mas devemos de certeza de ter opiniões comuns sobre estes aspectos de conservação do património, em relação à Aguda , eu também me lembro do restaurante e tenho pena daquilo que se ~vê actualmente, não tenho (por enquanto informações sobre a razão daquela situação), espero investigar, mas ainda em um comentário , sobre um post de umas ruínas na Prai das Maçãs, me "diziam" que elas tem mais de 32 anos!!! como é que se compreende?

Cumprimentos
Pedro Macieira

Mensagens populares deste blogue

Visita à Casa Branca nas Azenhas do Mar

Frutas da Região - Pêra " Lambe-os-dedos" II

Os cedros também se abatem na Serra de Sintra