Estranhas obras na área do Parque Natural Sintra Cascais

PARQUE NATURAL SINTRA CASCAIS

O Decreto-Lei n.º 8/94, de 11 de Março, criou o Parque Natural de Sintra - Cascais considerando que a faixa litoral de Cascais à foz do Falcão, no extremo nordeste do concelho de Sintra, zona de grande sensibilidade pelas suas características geomorfológicas, florísticas e paisagísticas, estava sujeita a intensa pressão urbana e consequente degradação carecendo de intervenções apropriadas. Parte da Área integra a Lista de Sítios do Património Mundial na categoria de “Paisagem Cultural”.

Depois da saga da Mansão do Comendador em Colares, construída nos últimos anos sob embargos camarários em área protegida do PNSC, encontramos actualmente outra obra em remodelação que não dignifica o local. Local esse onde alguém (?) decidiu perpetuar a sua veia artística, criando ali mais um atentado ao bom gosto - a denominada “Cascata de Almoçageme”.

Mais à frente saindo das Azenhas do Mar a caminho de Fontanelas, outro atentado à paisagem:
Um parque (?) de merendas, com um enorme impacto ambiental e de gosto mais do que duvidoso. Mármores,cores garridas e muitos azulejos...também em área protegida do Parque Natural Sintra Cascais.

Será que estes conceitos estéticos enriquecem o litoral Sintrense?



-Saber mais sobre o PNSC-pressionar


Comentários

Isto está a ficar lindo! Eu nem coloquei a imagem actual no meu último "post" para fazer o contraste, que sem querer, realça o mesmo que este seu, aspectos urbanísticos e quejandos. Realmente nem sei, nem entendo o que se passa. Quer dizer sei, mas já não comento! Limito-me a amarelar o sorriso.
Anónimo disse…
Aquele "monumento" instalado entre Fontanelas e as Azenhas é de um mau gosto tão extraordinário, que uma pessoa olha e não acredita!
Na Praia das Maçãs, onde a zona do rinque foi arranjada (e ainda bem), também não se resistiu à tentação de pôr uns bibelôs bem à vista.
Enfim, cubramos resignadamente o assunto com um naperon e uma jarrinha com rosas de plástico...
pedro macieira disse…
Estes três exemplos de mamarrachos, que provocam "ruído" na paisagem sintrense, não deviam existir, considerando que estão dentro de uma área protegida do PNSC. A existência destes casos só demontra a ineficácia do PNSC,e da própria CMS em obras em que a sua intervenção deveria ser activa.Se as pequenas infracções são detectadas , porque é que nestes casos existe alheamento?
Anónimo disse…
O que me parece mais grave é que o dito "parque das merendas" à saída das Azenhas do Mar tenha sido construido pela Junta de Freguesia de S.João das Lampas.

Será que lhe foi favorável o parecer do P.N.S.C. ou terá estado dele isento?
e..r.

Mensagens populares deste blogue

Visita à Casa Branca nas Azenhas do Mar

Frutas da Região - Pêra " Lambe-os-dedos" II

Os cedros também se abatem na Serra de Sintra