O Plano Geral de Urbanização de Sintra e a especulação imobiliária - resultados

Pensão Bristol - Vila Velha
A Vila Velha está a tornar-se um sítio confrangedor para qualquer amigo de Sintra. Há edifícios com história, desventrados e embargados outros deliberadamente fechados sem obras, a aguardar que a especulação imobiliária e o tempo façam os seus efeitos...

A Casa da Gandarinha, o Hotel Netto são dois exemplos, e desde 2006, a “recuperação” embargada da Pensão Bristol - transformada neste momento num enorme bloco de betão e agora, devido a uma decisão do Tribunal Administrativo e Fiscal de Sintra sem licenciamento camarário para a recuperação, que foi declarado nulo.

A decisão condenou ainda a autarquia por "litigância de má-fé", nomeadamente pelo desconhecimento demonstrado das regras do Plano Geral de Urbanização de Sintra. Sendo a decisão de 1ª instância, pode-se imaginar o que irá acontecer no futuro.

Pensão Bristol - Vila Velha
A autarquia Sintrense que decidiu recentemente alienar património de Sintra no centro histórico, não tem feito o que deve para defender e gerir o tesouro que tem nas mãos, deixando que Sintra se torne uma Vila cheia de ruínas.

Hotel Netto-Vila Velha
Infelizmente, há sérios sinais que indicam que a especulação imobiliária e os interesses particulares, possam vencer esta guerra contra a história de Sintra e os que pretendem a preservação de um património, ainda classificado com “Património da Humanidade.”

Casa da Gandarinha -Vila Velha

Nota: O embargo da obra , foi desencadeada por uma queixa do vereador Baptista Alves (CDU), que alertou que o aumento da área de construção admitido no projecto, em pleno centro histórico de Sintra, e na área classificada como património mundial pela UNESCO, violava o plano de Groer.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Visita à Casa Branca nas Azenhas do Mar

Frutas da Região - Pêra " Lambe-os-dedos" II

Os cedros também se abatem na Serra de Sintra