terça-feira, novembro 18, 2008

O Projecto turístico nas falésias do Pego no Parque Sintra-Cascais como PIN foi retirado, mas os promotores vão pedir o seu licenciamento à CMS

Foto do blogue "Em defesa do PNSC"

O empreendimento entre a Adraga e a Praia Grande nas falésia do Pego fez surgir nas últimas horas alguma informação na comunicação social com algum desenvolvimento - aqui fazemos um apanhado com os links para as notícias mais importantes:

Blogue "Em defesa do Parque Natural Sintra-Cascais"
«O projecto do Empreendimento do Pego, inicialmente pensado nos anos 60, abrange a área de dunas fósseis entre a Praia da Adraga (Almoçageme) e a Praia Grande (Rodízio).
Trata-se de uma área de Pinhal Litoral, actualmente considerada como Habitat da Rede Natura 2000 e classificada pelo novo Plano de Ordenamento do PNSC (de 2004) como Zona de Protecção Parcial do tipo I.»

Diário Digital
«O projecto só não foi oficialmente chumbado porque o promotor o retirou entretanto», confirmou à Lusa o ministro do Ambiente, Nunes Correia, adiantando que isso aconteceu «pouco antes da tomada de posição formal», quando o parecer negativo já circulava pelos serviços do Ministério do Ambiente. O governante reconheceu que a retirada do projecto como PIN - uma «via verde» para acelerar investimentos - não impede o promotor de vir a pedir o licenciamento junto Ministério da Economia, que tutela o turismo, mas mostrou-se tranquilo quanto ao futuro.»

Diário de Noticias
«Um megaprojecto turístico com quase mil camas no Parque Natural de Sintra-Cascais (PNSC), entre as praias Grande e da Adraga, foi candidato a Potencial Interesse Nacional (PIN) e retirado no dia 3, em vésperas do chumbo do Ministério do Ambiente. O promotor do megaprojecto turístico, o grupo Vila Galé, disse que vai entregar "em breve" um pedido de licenciamento do empreendimento na Câmara de Sintra.»

Sem comentários: