OITO ANOS DEPOIS!

Comentários

Anónimo disse…
esta Obamania cansa, se aa América não existisse, o Mundo sobreviveria?
pedro macieira disse…
Caro anónimo,
Alguém disse "que os cidadãos do Mundo deveriam poder votar nas eleições para o presidente americano", tal é a importância daquele lugar para o nosso mundo de hoje.
O mundo sobreviveria, se o sistema económico/financeiro não dependesse dos EUA, o mundo sobreviveria se o gerar da guerra e da paz neste nosso mundo não dependesse dos EUA...A própria Europa agora uma União, tem uma total dependência económica dos EUA, no mercado de capitais, nas transacções comerciais, nos empregos gerados pela multinacionais americanas,etc,etc
Último exemplo, a crise que nos afecta agora e com que nós portugueses vamos amargar nos próximos anos, começou na politica imobiliária nos EUA...e eu não tenho nenhuma casa lá!

Obama é talvez depois do caos mundial deixado por Bush, uma pequena esperança que este nosso mundo seja um pouco melhor.

Um abraço
Anónimo disse…
Obama é o mesmo que Bush, a administração pouco muda, é só um nome apenas. Nenhum homem tem o poder que damos a Obama. Não é Obama que faz o Mundo, somos nós.
pedro macieira disse…
Caro anónimo,
Considerar que Obama é o mesmo que Bush, parece-me que é distorcer um bastante a realidade.Guantanamo o símbolo do terrorismo de estado criada pela adm.Bush, vai terminar com Obama.O Iraque país soberano invadido e destruído por Bush, vai com Obama começar a retirada das forças invasoras americanas.O liberarismo económico defendido pelo neo conservadores de Bush, causador da grande crise económica que hoje atravessamos, foi criticado por Obama chamando-lhes de "gananciosos".
O Aquecimento global do planeta terra, que Bush recusando a assinar o protocolo de Kioto, e considerando que primeiro que o Mundo estava o desenvolvimento dos EUA, é completamente posto em causa por Obama.
Para terminar Obama é negro, num país em que Martin Luther KIng foi assassinado em 1968, por lutar contra a descriminação racial.
Obama, fica para a história como o primeiro presidente negro dos EUA, 60 anos depois dos negros não poderem ir a restaurantes frequentados por brancos, e serem obrigados a sentarem-se nos bancos traseiros dos autocarros públicos.
Eis aqui algumas diferenças que faz com que Obama e os seus colaboradores para a maioria dos observadores tenha uma imagem de pessoas preocupadas em resolver os problemas catastróficos deixados pela politica de Bush, e portanto merecerem a minha confiança, mesmo não sendo um homem de esquerda.
Um abraço
Anónimo disse…
Os colaborades de Obama são os camarada Bill e Hilary , ou seja os Bilary como já os chamam. Um que viesse depois de Bush resolveria tudo, Guantanamo, Iraque, crise, Planeta... a ver vamos, há 4 anos pela frente, mas que há um grande hype á volta da Obamomania... há!
Caro Pedro, nem sou a favor de Bush , nem de Obama, sou a favor de ter os pés na terra. E ser negro? Em nenhum páis não africano, há tantos negros em cargos de relevo como nos EUA. Não tem nada a ver ser negro, apenas a "populaça" é que dá relevo a esse aspecto.
pedro macieira disse…
Caro anónimo,
No país da Ku Klux Klan, que nos dias de hoje ainda congrega 50000 a 8.000 aderentes ser negro faz toda a diferença.Obama é o 44º presidente eleito nos E.U.A: e único negro, como diz num país em que existem muitos negros e mestiços em quadros superiores, mas nenhum deles nunca foi um potencial candidato á presidência.

Considera que os colaboradores de Obama são os camaradas Bill e Hillary, e para si parece-me que isso é um handicap. Ora como sabe o sistema partidário americano é constituido essencialmente por dois partidos: Os Republicanos (Bush) e os Democratas, Obama,Hillary ,Bill Clynton) partidos que alternam o poder nos EUA -é completamente natural que Obama do partido democrata se associe aos elementos democratas, assim com Bush se aliou aos seus correligionários partidários republicanos e no caso á ala mais conservadora e reacionária do partido.
O que faz a diferença de Obama é que chamou para secretário da defesa o republicano que o Bush tinha nomeado....aqui também uma grande diferença.

Não havendo posições partidárias de esquerda e de direita como aqui na europa, as diferenças ideológicas são menos acentuadas, mas mesmo que fossem menos acentuadas as posições de Obama e Bush o que não é o caso, ser negro e eleito para Presidente de uma nação racista no passado e ainda no presente faz como já escrevi toda a diferença.
Um abraço de novo
Anónimo disse…
a discussão pode-se alargar... há mais democratas para além dos Billary, os EUA não são racistas, a Europa sim.
Um abraço

Mensagens populares deste blogue

Visita à Casa Branca nas Azenhas do Mar

Frutas da Região - Pêra " Lambe-os-dedos" II

Os cedros também se abatem na Serra de Sintra