Climas Sintrenses

Photobucket

A capa da Ilustração Portuguesa de 1912, com a imagem da Praia das Maçãs, no tempo em que o Farol do Cabo da Roca com o seu "rugido cavo e roufenho," nos avisava da presença do nevoeiro na nossa costa.

Praia das Maçãs "ocupada" pelo nevoeiro no dia de ontem
PMacas21082010f
Foto de 21-08-2010


Céu pouco nublado, temporariamente nublado por nuvens altas, e
apresentando-se geralmente muito nublado nas regiões do litoral
a norte do Cabo Raso onde há possibilidade de ocorrência de
precipitação fraca.
Vento em geral fraco (inferior a 20 km/h) do quadrante oeste,
tornando-se moderado (20 a 30 km/h) a partir da tarde no litoral
oeste a sul do cabo Carvoeiro e nas terras altas.
Neblina ou nevoeiro matinal.
Descida da temperatura máxima nas regiões Norte e Centro,
em especial no litoral.

ESTADO DO MAR
Costa Ocidental: Ondas de noroeste com 1 a 1,5 metros.
Temperatura da água do mar: 16/19ºC
Costa Sul: Ondas de sueste com 1 metro.
Temperatura da água do mar: 23ºC

Actualizado a 21 de Agosto de 2010 às 6:9 UTC

Intituto de Meteorologia

Comentários

Fatyly disse…
A capa da ilustração está girissima...outros tempos:)

A tua foto está sensacional!

Ontem o sol abriu mas recolheu-se às 14h e a neblina era tanta que molhava:) e não foi preciso regar porque as flores agradecem esta humidade. Mas na volta parei nesse muro e perguntei ao vento...onde pára a praia e o mar? heheheheheheh porque não se via nadica de nada:)))))
Ao passar por Gouveia...ora, ora o sol andava por lá:)

Um abraço com votos de um bom domingo
Anónimo disse…
E, porque é que a Roca já não toca nem emite luz?
Os bombeiros também já não tocam a fogo, desastre etc., vão-se perdendo coisas que faziam parte do quotidiano que eram bem tipicas.
pedro macieira disse…
Os nevoeiros parece que este ano voltaram em força. E a associação dos nevoeiros ao farol do Cabo da Rocas é inevitável nas nossas memórias.
Abraços

Mensagens populares deste blogue

Visita à Casa Branca nas Azenhas do Mar

Frutas da Região - Pêra " Lambe-os-dedos" II

Os cedros também se abatem na Serra de Sintra