Mensagens

A mostrar mensagens de Fevereiro, 2011

Motocross no Mucifal

Imagem
Realizou-se ontem mais uma prova de motocross no Mucifal. Estivemos lá e registámos alguns momentos deste espectacular desporto motorizado.

Em busca do Raio Verde

Imagem
Fim de tarde em Fevereiro de 2011, na Praia Grande "É aí (Praia Grande), enquanto que o mar se enrola na areia e a praia se esvazia, que Marçal Grilo gosta de reencontrar o que define como o mais belo pôr de Sol do mundo.Vezes sem conta por ali se perdeu do mundo na esperança de observar o “raio verde”, o fenómeno popularizado pelo romance de Julio Verne, que não é fácil de observar e lhe escapou até hoje.” (...) Raio verde “Quando o Sol se põe e a linha do horizonte está completamente limpa, há um instante quando o Sol desaparece, instante imediatamente a seguir, em que sobre a água, os raios vermelhos, alaranjados e amarelos desaparecem antes do verde, azul e violeta.É num momento fugaz, numa pequena fracção de tempo. É quando o limbo superior toca no horizonte que se dá o raio verde. ” Excertos do texto “O mar na Praia Grande parece maior que nas outras praias”de Marçal Grilo em PARQUE PARATE QUERO –ed.Pedra da Lua

Silêncios de Colares

Imagem
SILÊNCIOS Dois meses depois do início da intervenção da Estradas de Portugal, nos plátanos de Colares – intervenção que alterou o aspecto paisagístico, transformando um lugar frondoso e admirado num cenário de filme de terror. Dois meses de grandes silêncios por parte da população de Colares, sobre o que se passa e passou nos seus plátanos – surgem agora algumas vozes, preocupadas com o resultado dos desbastes, não propriamente com o aspecto de Colares, nem do que resta dos plátanos, mas com as ramagens e ramos cortados nas “podas” que se amontoam pelos passeios. Também foi divulgado que alguns moradores , terão pago à empresa que está em Colares,(contratada pela Estradas de Portugal), para fazer desbastes de ramos por cima dos seus telhados – porque o que estava orçamentado com a EP não o permitia... INTERVENÇÃO CAMARÁRIA A CMS iniciou uma intervenção por vários locais de Sintra, que inclui abates de 25 árvores – tudo apoiado por mais um estudo do ISA, o calendário da

Postais do Tempo -Tédio

Imagem
(Texto e fotos de M.João ) Dizem que há mais tédio no Inverno, a partir do solstício. Discordo. Se é neste tempo que se espreitam, pela transparência das ramadas, os mais longínquos lugares e os mais recônditos ninhos de humanos, haverá tédio nisto? Aceito que seja diferente de vogar deleitadamente ao Sol, no pino do Verão. Mas não sei se trocaria isso pelo tédio do Inverno. Tão íntimo e privado, tão intransmissível. Gosto dele, desta distensão fresca e moderada. Desta hibernação. Vivaldi decerto concordaria. Maria João blog http://portocroft.cultarte.com/?m=200912

Desperdícios

Imagem
(Texto e fotos de Carlos Santos (Caínhas) Quase diariamente, faço o meu passeio a pé para manter a forma, e partindo daqui de São Pedro, vou para a Serra, sempre no sentido Sudoeste, e confrange ver tanto desperdício de água, tirei estas fotos em Dezembro passado, sempre com a intenção de lhe as enviar, para verificar quanta água se desperdiça. Estes autarcas da treta, acompanhados destes des(governantes), andam a apregoar a poupança de água e deixam-na a correr aí por estradas, e valetas desmedidamente, e, nós a pagar a dita tão cara, capturada por métodos caríssimos em locais onde a mesma está pouco menos que inquinada, quando a água que vai para o lixo é de boa proveniência e ninguém quer saber dela. Há aqui na zona vários sítios, onde a água corre sem destino, nem aproveitamento, na vila nem se fala, por essa serra fora, o que será?

Recantos de Sintra II

Imagem
Vinagre Quinta de Stº António Monserrate "Monte e valles, hortas risonhas e nos regattinhos a água d'uma nora chilreando beijos em tardes quentes, charnecas vastas onde as cobras se arrastam sinuosas pelos mattos, penedias onde as cabras vão trepando e de cujos altos os pastores atiram os olhos longos e scismadores pelas ondas floridas dos mattagaes(...)" Alfredo Keil - Tôjos e Rosmaninhos , 1908

Notas para a história da "Caravela da Praia das Maçãs" IV

Imagem
Foto da Caravela Praia das Maçãs, do Arq.F.Valsassina Em Setembro de 2010, publicámos uma série de apontamentos sobre as "Caravelas da Praia das Maçãs" - motociclos que durante os ano 50, foram construídos numa pequena oficina na Praia das Maçãs. Para a publicação desse trabalho muito contribuiu a prestimosa colaboração de Nuno Gaspar, proprietário da Caravela que fotografámos na altura – agora graças à disponibilidade do Arq.Frederico Valsassina, proprietário de uma das "Caravelas da Praia das Maçãs", recuperadas por José Domingos, na sua oficina no Mucifal, foi possível fazer as fotos que publicamos hoje. Uma interessante foto de época , com o mesmo modelo da Caravela, das fotos de hoje(foto da colecção Nuno Gaspar) As Caravelas da Praia das Maçãs, motociclos com motor de 50 cc, eram fabricados na oficina de António Jacinto Canastro , na Praia das Maçãs, dessa oficina resta uma barracão destelhado, e hoje o local é um parque de estacionamento do Talho do M

Recantos de Sintra

Imagem
Monserrate Vinagre Galamares Azenhas do Mar "Vem o Inverno: encheram-se as ribeira que trôam lá em baixo, branqueando com os seus flocos de espuma os rochedos das curvas; lufadas logubres vergam os pinheiros chorosos; mal aconchegados no leito, tremem de frio os pobresinhos, de fome às vezes, com tantos dias sem trabalho(...)" Alfredo Keil - Tôjos e Rosmaninhos 1908

A inauguração do Museu de Odrinhas

Imagem
Diário Popular de 13 de Maio de 1955 foto encontrada - aqui Saber mais sobre o Museu Arqueológico de Oderinhas- Aqui Morada: Av. Prof. Dr. D. Fernando d´Almeida, Odrinhas, 2710 Sintra Acesso: E.N.247 (Sintra - Ericeira), cruzamento para São Miguel de Odrinhas

Porque hoje é Sábado...

Imagem
Fotos do dia seguinte ao temporal na Praia das Maçãs Fotos de 17/02/2911

O estado fitossanitário dos Plátanos de Colares

Imagem
Foto de 11 de Dezembro de 2010, da Alameda Cor.Linhares de Lima, 2 dias antes da intervenção da EP, nos plátanos de Colares -o plátano com X, foi um dos abatidos. Estando a Estrada de Portugal em Colares desde 13 de Dezembro de 2010, e tendo iniciado a sua intervenção com o abate (desnecessário), de dois plátanos centenários, em frente à Adega Regional de Colares, e posteriormente o abates de mais 2 plátanos na zona da Igreja de S.Sebastião - todos eles já replantados, nas bases dos troncos dos plátanos abatidos (4) – solução curiosa, considerando que a razão adiantada pela E.P. para os abater é que estariam doentes. As fotos de ontem, ( 17-02-2011) demonstram algumas particularidades do cuidado da EP no tratamento do estado fitossanitário dos Plátanos da Alameda Cor. Linhares de Lima, agora que os abates já foram feitos e que as “podas” drásticas parecem ter terminado. Uma garrafa de vidro enfiado no tronco, Foto de ontem 17/02/2011. Fetos num plátano.Fotos de ontem

Temporal na Costa

Imagem
Um dia com ventos ciclónicos e com tempestade na costa, não deixa de ser um espectáculo da natureza que tem uma beleza especial. Esta foto do Mindelo/Praia das Maçãs de hoje de manhã, com vagas alterosas é muito semelhante a outra que publiquei em Fevereiro de 2010 , no mesmo sítio. As fotos obtidas hoje de manhã apresentam aspectos curiosos. Mindelo/Praia das Maçãs Mindelo/Praia das Maçãs Se cá nevasse... Fotos das Azenhas do Mar em que uma espuma abundante e densa, tornava o local como se tivesse nevado à beira-mar... A piscina oceânica...

Casa do Cipreste de Raul Lino

Imagem
Um post publicado no "Arrumário ",sobre a Casa do Cipreste de Raul Lino, referindo um programa da RTP2, "A Casa e a Cidade ",motivou o post de hoje: Estudo geral de 1912 -in Raul Lino 1879-1974 "A própria casa de campo de Raul Lino, a Casa Do Cipreste, foi construída entre 1912 e 1914, mas os primeiros projectos desta casa já datam do seu tempo de estudante na Alemanha. Esta casa situa-se em S. Pedro de Sintra e servia como ponto de partida para as caminhadas que Raul Lino tanto apreciava. O único edifício capaz de se ver a partir da casa, é o Palácio Real de Sintra, no qual Raul Lino viria a fazer mais tarde algumas obras de reconstrução. A Casa do Cipreste forma um todo com o terreno contíguo à casa. Também no seu interior existe uma harmonia evidente que respeita as regras psicológicas, funcionais e estéticas. Este edifício é hoje visto como o projecto mais bem sucedido do arquitecto. A Casa dos Penedos, construída em Sintra em 1912, expressa de uma