sábado, fevereiro 13, 2016

Porque hoje é Sábado...

Nova Sintra de Cabo Verde Nova Sintra, foto encontrada aqui


Nova Sintra é uma vila no sul da ilha Brava do arquipélago de Cabo Verde, e um município geminado com Sintra, desde 5 de Maio de 1995.

A ilha Brava é uma das ilhas mais pequenas habitadas(1873 habitantes) do arquipélago caboverdiano ,mas uma das mais verdejantes.

Nova Sintra, nome que foi dado pelo Dr. José da Vera Cruz, pai adoptivo de Eugénio Tavares, uma das figuras mais respeitadas da vida cultural de Cabo Verde, à antiga povoação da ilha Brava, pelas suas semelhanças com Sintra,culturalmente e também pela sua história.

Nova Sintra e Sintra também ligadas pela Fundação Eugénio Tavares , cuja sede quando da sua instalação ficou em Sintra, na Quinta Verde.

Eugénio Tavares foi uma figura cimeira da vida cultural, política e social de Cabo Verde entre 1890 e 1930. Durante essas 3 décadas, ele dominou em todas as áreas a cultura do seu povo tendo sido o seu maior interprete até aos nosso dias. A sua vastíssima obra vai da poesia à música, da retórica à ficção, passando pelos ensaios.

Fajã da água, foto encontrada aqui

sexta-feira, fevereiro 12, 2016

O Hospital de Cascais e os utentes do Concelho de Sintra

Foto www.jornalmedico.PT

Pelo seu interesse para os utentes do Hospital Amadora-Sintra, transcrevemos notícia do Correio da Manhã :
http://www.cmjornal.xl.pt/nacional/cidades/detalhe/utentes_de_sintra_vao_passar_a_ser_atendidos_em_cascais.html
Por Teresa Oliveira
04/02/2016
Para já são só grávidas, mas o ministro da Saúde admitiu esta quarta-feira que a renegociação do contrato de parceria público-privada do hospital de Cascais pode "eventualmente" vir a contemplar um alargamento das especialidades para os utentes do concelho de Sintra. Ao Correio da Manhã, o gabinete de Adalberto Campos Fernandes esclareceu que Cascais já atende utentes de seis freguesias do concelho de Sintra na área materno-infantil – de Colares, Sintra, Pero Pinheiro, Algueirão, São João das Lampas e Terrugem. Quanto a prazos, o alargamento a outras especialidades e freguesias não é para implementar a curto prazo.

O ministro esteve esta quarta-feira reunido com o presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta, para avaliar a falta da Viatura Médica de Emergência e Reanimação no Hospital Fernando da Fonseca (ver caixa) e a construção de quatro novos centros de saúde no município. O titular da pasta da Saúde admitiu que o hospital que serve os concelhos de Amadora e Sintra "foi dimensionado para 300 mil habitantes e está a servir 600 mil".

 

quarta-feira, fevereiro 10, 2016

Climas Sintrenses

EstradadeColares10022016blog copy.jpg
Dia chuvoso e com nevoeiros na serra esta quarta-feira em Sintra
 
 
Previsão para 5ªfeira. 11 de fevereiro de 2016


INSTITUTO PORTUGUES DO MAR E DA ATMOSFERA.


Céu geralmente muito nublado, diminuindo temporariamente a
nebulosidade durante a tarde.
Períodos de chuva, sendo fraca a sul do sistema montanhoso
Montejunto- Estrela, passando a aguaceiros fracos e pouco frequentes
a partir da tarde.
Períodos de chuva para o fim do dia no Minho e Douro Litoral.
Vento moderado (15 a 35 km/h) do quadrante oeste, soprando
moderado a forte (30 a 45 km/h) nas terras altas.
Neblina ou nevoeiro em alguns locais.
Pequena subida da temperatura mínima nas regiões do interior

Norte e Centro.

GRANDE LISBOA:
Céu geralmente muito nublado, temporariamente pouco nublado
durante a tarde.
Períodos de chuva em geral fraca, passando a aguaceiros fracos
e pouco frequentes a partir do inicio da tarde.

Vento moderado (25 a 35 km/h) do quadrante oeste.


ESTADO DO MAR
Costa Ocidental: Ondas de noroeste com 2,5 a 3,5 metros.
Temperatura da água do mar: 15/16ºC
Costa Sul: Ondas sudoeste com 1 metro.
Temperatura da água do mar: 17ºC

METEOROLOGISTA: Paula Leitão.
INFORMAÇÃO DO INSTITUTO PORTUGUÊS DO MAR E DA ATMOSFERA


Atualizado a 10 de fevereiro de 2016 às 6:43 UT


estradadaserra10092016Bblog.jpg
O nevoeiro da estrada da serra, Sintra-Cascais (Fotos em 10/02/2016)
estradadaserra10092016blog.jpg

terça-feira, fevereiro 09, 2016

Terça-Feira Gorda e chuvosa no Carnaval do Magoito

Magoito09022016Fblog.jpg
Foto no Magoito corso do carnaval MTBA em 9/2/2016

O desfile do corso carnavalesco do MTBA, ( As quatro aldeias:Magoito, Tojeira, Bolembre e Arneiro dos Marinheiros), decorreu hoje, Terça-Feira de Carnaval, agora de novo com tolerância de ponto para os funcionários públicos - debaixo de chuva num dia muito cinzento. O mau tempo e o guarda-roupa utilizado neste mês de Fevereiro em Portugal nestes desfiles, do mesmo tipo que é utilizado  no sambódromo no Rio de Janeiro em pleno Verão - torna estes foliões  da freguesia de S. João das Lampas, elementos destemidos ao enfrentar com sorrisos, as intempéries naturais da época, cá por estes lados.

Magoito09022016DBblogjpg.jpg
Foto no Magoito corso do Carnaval MTBA em 9/2/2016
Sob chuva, o desfile do corso MTBA, percorreu o habitual percurso do campo de futebol ao Pavilhão do MTBA.

Magoito09022016Gblog.jpg
Foto no Magoito  Corso do Carnaval MTBA em 9/2/2016
Magoito09022016Cblog.jpg
Foto do Carnaval MTBA em 9/2/2016
A participação activa de elementos das quatro aldeias de qualquer idade, torna este evento com características únicas em Sintra.
Magoito09022016Lblog.jpg
Carnaval MTBA em 9/2/2016
Magoito09022016blog.jpg
Carnaval MTBA em 9/2/2016

Posts relacionados: Outros carnavais MTBA (Magoito, Tojeira, Bolembre, Arneiro dos Marinheiros)
http://riodasmacas.blogspot.pt/search?q=Magoito+carnaval

Palácio de Monserrate


"Em 1949 o monumento foi adquirido pelo Estado Português, que procedeu ao leilão do vasto espólio coleccionado por Cook, perdendo-se por isso  uma parte importantíssima da história. Em Setembro de 2000 a Empresa Parque de Sintra Monte da Lua, tornou-se gestora do Palácio e do seu Parque."
Fonte "Sintra -A história se fez jardim"/Luciano Reis/Maria Helena

Post relacionado:
http://riodasmacas.blogspot.pt/2011/03/visita-monserrate.html

domingo, fevereiro 07, 2016

A recuperação da cozinha do Palácio da Vila de Sintra


As duas chaminés cónicas que marcam o perfil da vila de Sintra.

Via PSML
 "A cozinha do Palácio Nacional de Sintra está a ser recuperada. O espaço é um dos mais emblemáticos do Palácio, sendo nele que se encontram as duas chaminés cónicas que marcam o perfil da vila de Sintra. A obra tem como principal objectivo minimizar as anomalias específicas do revestimento de azulejo que cobre paredes, vãos, fogões e fornos, rebocos e outros elementos e conta com um investimento de cerca de 35.000 Euros.
A intervenção pretende garantir a estabilidade do revestimento azulejar, assim como a sua integridade física e aspecto visual, assegurando a boa conservação do espaço. Os trabalhos abrangem também o tratamento de outros materiais (cerâmicos não vidrados, pedra e elementos metálicos, e rebocos caiados) que se encontram em contacto directo com os azulejos e que podem ser causadores de efeitos nefastos sobre os mesmos.
A necessidade de intervenção surgiu com a verificação de fortes instabilidades no estado de conservação geral dos painéis de azulejo, que apresentavam também uma débil aderência parcial ao suporte de alvenaria. Irá manter-se, o mais possível, a essência histórica, limitando-se a substituição de elementos a casos pontuais de degradação extrema, evitando assim a perda de elementos originais.
A obra será dividida em duas fases, para reduzir ao máximo o impacto no percurso dos visitantes, respeitando o conceito “Aberto para obras”, que permite aos visitantes presenciarem de perto os trabalhos de salvaguarda e valorização em curso nos diversos monumentos e parques."
 Prevê-se que a obra esteja terminada durante o primeiro semestre de 2016.
 
Foto PSML

Contextualização histórica

A cozinha, que se ergue do lado nascente do Palácio Nacional de Sintra, foi edificada no âmbito das grandes transformações e alargamentos do Palácio que datam do período de reinado de D. João I (1385-1433), realizadas no primeiro quartel do século XV, e atribuídas ao mestre de pedraria João Garcia de Toledo.

Célebre pelas suas duplas chaminés monumentais, de 33 metros de altura cada, a cozinha foi dimensionada para grandes banquetes de caça. No interior, destacam-se as diversas fornalhas e dois grandes fornos, para além de uma estufa e um trem de cozinha em cobre estanhado, constituído por marmitas, peixeiras, panelas, tachos, caçarolas e frigideiras.

O revestimento das paredes em azulejo branco (finais do século XIX), que cobre praticamente todas as superfícies das cozinhas até aproximadamente 4,30 metros de altura, será contemporâneo da composição com as armas reais de Portugal e de Saboia aqui colocada nos finais do séc. XIX, pertencente à rainha Dona Maria Pia, a última soberana a habitar o Palácio.

Fonte PSML

sábado, fevereiro 06, 2016

Homenagem a Maria Almira Medina

Homenagem a Maria Almira Medina 
Leitura de poemas da homenageada, por Rui Mário e Carla Dias 

Amanhã, Domingo, 07/02/16, das 15h às 17h
Casa de Teatro de Sintra
MariaAlmira MedinafotoMarço2008Bblog.jpg

Porque hoje é Sábado...

Biodiversidade na polinização em Colares
Abelha04022016ablog.jpg
Foto de 4 de Fevereiro de 2016 em Colares/Mucifal
Borboleta04022016Cblog.jpg
Foto de 4 de Fevereiro de 2016 em Colares/Mucifal
Vespa04022016blog.jpg
Foto de 4 de Fevereiro de 2016 em Colares/Mucifal
Zangao04022016qblog.jpg
Foto de 4 de Fevereiro de 2016 em Colares/Mucifal
Posts relacionados:http://riodasmacas.blogspot.pt/2015/04/polinizacao-da-primavera.html
Avisos sintrenses:
http://riodasmacas.blogspot.pt/2016/01/avisos-sintrenses.html

http://riodasmacas.blogspot.pt/2016/02/os-pesticidas-e-as-abelhas.html

quinta-feira, fevereiro 04, 2016

Hotéis Tivoli com donos tailandeses

Hotéis Tivoli já têm donos tailandeses  em  02.02.2016  foi selada a compra dos hotéis do ex-grupo Espírito Santo pelo grupo tailandês Minor. A aquisição totalizou 294,2 milhões de euros e a Minor pretende investir mais 50 milhões de euros em Portugal.


"Grupo tailandês Minor Hotels acabou de se tornar proprietário da cadeia Tivoli, os hotéis que eram do ex-grupo Espírito Santo. O contrato de aquisição foi selado segunda-feira e a apresentação oficial do negócio decorreu esta terça-feira de no Hotel Tivoli Lisboa, na Avenida da Liberdade, contando com a presença do ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, e da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.
(...)
 A venda dos hotéis Tivoli já tinha sido decidida em finais de 2013, antes do colapso do GES, e em janeiro de 2014 o grupo Minor foi escolhido como tendo a melhor proposta para a compra dos 14 hotéis em Portugal e no Brasil. Quando o GES colapsou, em julho de 2014, apanhou o processo de negociação com a Minor em pleno curso e a venda foi inviabilizada pelo Tribunal do Luxemburgo, país onde estava a sede da Rioforte, holding não financeira do grupo Espírito Santo. Trabalhadores mobilizaram-se para desatar o último nó judicial Para salvar a empresa da insolvência e pô-la a salvo do complexo processo judicial em torno da Rioforte, a administração da Tivoli decide avançar ao tribunal pedidos de PER (Processo Especial de Revitalização), apresentando aos credores um plano de recuperação que consistia na venda dos hotéis à Minor. O grupo Minor foi comprando tudo o que podia da Tivoli e estava fora de processo judicial, designadamente a operação integral dos dois hotéis"
in jornal Expresso

Notícia completa aqui:
 http://expresso.sapo.pt/economia/2016-02-02-Hoteis-Tivoli-ja-tem-donos-tailandeses
Nota:
A Espírito Santo Hotéis, holding que através da Rioforte controlava os hotéis Tivoli, foi declarada insolvente pelo Tribunal do Comércio de Lisboa.
In "Público"
http://www.publico.pt/economia/noticia/tribunal-declara-insolvencia-da-espirito-santo-hoteis-1699898 SeteaisRLino6022015blogjpg.jpg
O Palácio de Seteais  património histórico de Sintra tem uma concessão até 2023 aos Hotéis Tivoli
A concessão até 2023 
 "O Turismo de Portugal autorizou a Sociedade Hotéis Tivoli a realizar obras de recuperação no Palácio de Seteais, que resultarão de um investimento de 6,5 milhões de euros. O contrato de concessão está em vigor até 2023.O Turismo de Portugal e a Sociedade Hotéis Tivoli assinaram uma adenda ao contrato de concessão do Hotel Palácio de Seteais, celebrado em 1983, que permite a realização de obras de recuperação, que vão implicar o encerramento da unidade durante um ano. O investimento na remodelação vai custar à concessionária 6,5 milhões de euros. Deste modo, o contrato de concessão é prolongado até 2023.
“Durante esse período será feita a amortização de cerca de 60 por cento do investimento, sendo o remanescente da responsabilidade do Estado ou do futuro concessionário, em contrapartida dos melhoramentos e benfeitorias introduzidos no imóvel”, informa o Turismo de Portugal em comunicado.


http://www.publituris.pt/2008/04/09/hoteis-tivoli-mantem-concessao-do-palacio-de-seteais-ate-2023/


http://www.tivolihotels.com/pt/hoteis/sintra/tivoli-palacio-de-seteais/o-hotel.aspx
  

Posts relacionados:
http://riodasmacas.blogspot.pt/2008/05/assembleia-municipal-de-sintra-contra-o.html

Palácio/Hotel de Seteais - Interiores
http://riodasmacas.blogspot.pt/2011/12/palaciohotel-de-seteais-interiores.html
Seteais Património de Sintra
http://riodasmacas.blogspot.pt/2014/11/seteaispatrimonio-e-concessao-aos.html