Mensagens

A mostrar mensagens de Abril, 2021

25 de Abril sempre!

Imagem
  Esta é a madrugada que eu esperava O dia inicial inteiro e limpo Onde emergimos da noite e do silêncio E livres habitamos a substância do tempo *Sophia  de Mello Breyner Andresen   *Foto / Mural na Avenida de Berna, em Lisboa, evoca os principais símbolos da Revolução dos Cravos, numa abordagem contemporânea feita por quatro artistas da plataforma Underdogs

A partir de hoje levantamento gradual das medidas de confinamento

Imagem
   A partir de 19 de abril, prossegue a estratégia gradual de levantamento de medidas de confinamento,a abertura do interior dos estabelecimentos de restauração até 4 pessoas e das esplanadas com mesas até 6 pessoas. Assim, nas esplanadas devem ser cumpridos as seguintes orientações: • Na esplanada, a distância no corredor entre mesas, passa a ser, no mínimo, 1,5 metros e entre pessoas 2 metros. No interior do estabelecimento, mantêm-se os 2 metros; • Os coabitantes podem sentar-se frente a frente ou lado a lado a uma distância inferior a 2 metros; • As mãos devem ser desinfectadas à entrada e saída da zona do estabelecimento comercial; • Distância de 2 metros entre os colaboradores e, de um modo geral, entre as pessoas; • Uso adequado e obrigatório de máscara, na esplanada a máscara deve manter-se colocada enquanto se aguarda o serviço.

Porque hoje é Sábado...

Imagem
 "Esteiros. Minúsculos canais, como dedos de mão espalmada, abertos na margem do Tejo. Dedos das mãos avaras dos telhais, que roubam nateiro às águas e vigoras à malta. Mãos de lama que só o rio afaga." In "Esteiros" de Soeiro Pereira Gomes

Exposição "Onde o Sol se apaga no Oceano. O santuário mais ocidental do Império Romano" no M.A.S.M.O

Imagem
No  Dia dos Monumentos e dos Sítios, a Câmara Municipal de Sintra inaugura, a 16 de abril, no   MASMO – Museu Arqueológico de São Miguel de Odrinhas , uma exposição sobre o Santuário Romano do Alto da Vigia. "A exposição intitulada “Onde o Sol se apaga no Oceano. O santuário mais ocidental do Império Romano” dá a conhecer a história da primeira descoberta arqueológica ocorrida em território nacional, que aconteceu no Alto da Vigia no séc. XVI. A mostra é composta pelos objetos mais significativos que foram encontrados no Alto da Vigia, entre os quais se encontram os altares dedicados ao Sol, à Lua e ao Oceano. E também os resultados das recentes campanhas de escavação realizadas pela equipa de arqueologia da Câmara Municipal de Sintra. A temática da exposição constituí uma importante ferramenta para o ensino da História da presença romana em Portugal, enquadrando-se nos programas curriculares dos vários graus do Ensino Básico ao Superior." Inf.CMS Museu Arqueológico de S. Mig

Eléctrico da Praia das Maçãs retoma a circulação

Imagem
"O Eléctrico de Sintra retomou a circulação, tendo em conta todas as medidas de segurança decretadas e diretivas das autoridades sanitárias para prevenção e combate ao surto de Covid-19. As medidas passam pelo cumprimento do distanciamento físico de 2 metros entre passageiros enquanto aguardam o acesso às carruagens nas paragens. A admissão dos passageiros em cada carruagem será condicionada a 50% da capacidade máxima e continuará a ser feita através da porta traseira, de modo a reduzir o contato com os tripulantes. No interior do Eléctrico é obrigatório o uso de máscara, a higienização das mãos e o cumprimento da sinalização existente. A Câmara Municipal de Sintra garante a higienização necessária para reduzir o risco de contágio e a aplicação dos procedimentos para o funcionamento seguro das atividades turísticas, com repercussões tanto ao nível de visitantes, como de colaboradores, seguindo as recomendações da Direção-Geral da Saúde." Info CMS

Segunda fase do desconfinamento

Imagem
  O desconfinamento que hoje começou é muito limitado e exclui a tarde de Sábado e Domingo. As lojas até 200 metros quadrados com porta para a rua podem funcionar até às 21horas nos dias úteis. Esplanadas obrigadas a fechar às 13h00 aos fins-de-semana e feriados.

Postal de Sintra

Imagem
  Postal sem data-Editor: Alberto Malva No “ Guia do Viajante em Portugal e suas colónias em Africa". Ed.Empresa Nacional de Navegação-1907: “O Castello da Pena foi primitivamente um convento, da ordem de S.Jeronymo, fundado em 1503, por El-Rei D.Manuel, em memória do tempo em que alli passou esperando a frota de Vasco da Gama, no regresso da India.Era esse convento uma espécie de prisão, para onde eram mandados os frades d’aquella Ordem, quando comettiam faltas.De architectura godo-arabica, está construído em um dos mais elevados cabeços da serra. Foi em 1841, que D.Fernando,avô do actual monarcha, mandou transformar o convento em palácio, reedificando uma parte do edificio que tinha sido attingida pelo terramoto de 1755.” Nota para visitantes: "Edificio da Pena-visita-se todos os dias e a toda a hora sem bilhete , só o parque e a egreja.Para vêr o palacio, é necessário um bilhete da Administração da Caza Real. Estando S.S.M.M. reinantes, que alli perm