Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2016

A propósito de Falcoaria

Imagem
A UNESCO vai decidir hoje se a falcoaria em Portugal é Património da Humanidade Foto na BA1 Granja do Marquês/Sintra A classificação da arte da falcoaria em Portugal como Património Cultural Imaterial da Humanidade candidatou-se em 2015 pela Câmara de Salvaterra de Magos, vai ser decidida, esta quarta -feira numa reunião da UNESCO na Etiópia Foto na BA1 Granja do Marquês/Sintra Foto na BA1 Granja do Marquês Foto na BA1 Granja do Marquês Foto na BA1 Granja do Marquês *Nota Nas bases aéreas a utilização de falcões é de grande utilidade de forma a fastar das pistas outras aves, para que a aterragem dos aviões se faça sem qualquer risco de acidente (evitar que os reactores "chupem" as aves  provocando acidentes graves)

Resgate na Praia da Ursa

Imagem
Resgate por meio aéreo no dia 27 de Novembro na Praia da Ursa, Sintra.  O meio aéreo envolvido no resgate foi o helicóptero EH-101 MERLIN, operado pela Esquadra 751 – “Pumas”. Na Praia a presença de António Miguel Carvalho, possibilitou a tomada de fotos durante o resgate a partir de terra. https://www.facebook.com/antonio.miguelcarvalho.1?fref=nf Foto de António Miguel Carvalho em 27/11/2016 Foto de António Miguel Carvalho em 27/11/2016 Foto de António Miguel Carvalho em 27/11/2016 Imagens do resgate de dentro do Heli-101 Merlin Fotogramas  da Força Aérea Portuguesa a partir de Vídeo  Ver aqui: http://www.emfa.pt/www/noticia-1234-forca-aerea-realiza-salvamento-na-praia-da-ursa-sintra "A Força Aérea resgatou, no dia 27 de novembro, uma mulher de nacionalidade portuguesa, que precisava de assistência médica, na sequência de uma queda numa ravin a na Praia da Ursa, Sintra. O meio aéreo envolvido no resgate foi o helicóptero EH-101 MERLIN, operado pela E

Barão Von Bruemmer o Senhor d'Adraga

Imagem
Faz exactamente 1 ano, em 28 de Novembro de 2015 , publicámos um post sobre o Barão, hoje via blog :" Sintra Notícia s" tivemos conhecimento do seu falecimento no dia de ontem. Por esse motivo publicamos  de novo, hoje em forma de homenagem, o post  de 28 de Novembro de 2015.  As vinhas do Barão Barão Von Bruemmer "O barão Bodo von Bruemmer viveu quatro vidas. Nasceu num lugar chamado Curlândia, sobreviveu a duas guerras mundiais, mudou quinze vezes de escola, teve um cancro. Nunca se sentiu de nenhum país, até encontrar casa em Portugal, aos 60 anos. Aos 96 tornou-se viticultor. Da sua vinha, em Sintra, saem lotes premiados.Mas esta não é uma história sobre vinhos nem a descoberta do segredo da longevidade. Esta é a história de um homem que, prestes a fazer 104 anos, ainda quer continuar a desafiar o tempo." http://www.noticiasmagazine.pt/2015/barao-bodo-von-bruemmer/ in Magazine Notícias (D.N.) de 8 de Novembro de 2015 Em 1960 conseguiu comprar o Ca

Apresentação da monografia "Colares" de Maria Teresa Caetano

Imagem
No último sábado integrado na programação das celebrações dos 500 anos do Foral de Colares, foi lançada uma reedição da Monografia Municipal -Colares, da autoria de Maria Teresa Caetano por Isabel Carvalho Homem, o evento decorreu na  (EPAV),Escola Profissional  Alda Brandão de Vasconcelos em Colares. Lançamento da edição limitada Colares DOC 2007 e Branco 2013, que assinala também as comemorações dos 500 anos do Foral de Colares Posts relacionados: http://riodasmacas.blogspot.pt/2016/11/comemoracoes-dos-500-anos-da-autorga-do.html http://riodasmacas.blogspot.pt/2016/11/celebracao-dos-500-anos-da-outorga-do_53.html http://riodasmacas.blogspot.pt/2016/11/celebracao-dos-500-anos-da-outorga-do.html

As grandes cheias de 26 de Novembro de 1967

Imagem
Ver mais aqui: http://www.cm-lisboa.pt/municipio/historia/historial-das-catastrofes-de-lisboa/1967-cheias Cheias na região de Lisboa em 26 de Novembro de 1967 Post relacionado: Cheias. Aprender a lição de uma vez por todas http://riodasmacas.blogspot.pt/2008/02/cheias-aprender-lio-de-uma-vez-por.html

Histórias dramáticas na Praia das Maçãs (reedição)

Imagem
Legenda: Mae de uma das victimas gritando contra o banheiro. Em quinta-feira 28 de Setembro duas meninas do logar do Mucifal, uma de 14 annos chamada Marcellina Rosa e outra de 15 annos chamada Umbellina d’Assumpção, primas carnaes, foram como de costume pelas 7 horas da manhã tomar o seu banho despindo-se na barraca do João Claudio, um dos quatro banheiros que teem installações na praia que, quando as reconduzia, lhes recommendou não tornassem a metter-se no mar. Dentro em pouco quando o banheiro estava com outra cliente n’agua alguem lhe disse atrapalhadamente: “Olhe as pequenas do Mucifal andam além embrulhadas”. Com effeito as pequenas tinham saído da barraca e entrado de novo no mar, sendo logo levadas pela ressaca. João Claudio atirou-se em seu socorro, começou a nadar com rapidez, chegando a agarrar uma d’elas pelo fato, mas tendo que a largar em virtude da violência das ondas; o pobre banheiro ainda mergulhou e ainda veio ao lume d’agua estava exhausto, conseguindo chegar a

Tapada do Mouco

Imagem
"O Chalet da Tapada do Mouco, construído em 1870 para instalação ocasional do Infante D.Augusto, filho mais novo do Rei D.Fernando II, serviu também para alojar, no tempo da Condessa, algumas das suas visitas. Mais tarde foi morada do jardineiro Domingos Morgado. Neste momento encontra-se assim, belo ainda, como as fotos documentam, invadido por trepadeiras, sem telhado e esventrado do seu interior." Texto de  Emilia Reis Fotos em 6 de Julho de 2014 Fotos em 6 de Julho de 2014 Restaurado o Viveiro Florestal da Tapada do Mouco Foi restaurado o Viveiro Florestal da Tapada do Mouco, situado junto à zona ocidental do Parque da Pena, que permitirá a reprodução de plantas tendo em vista a reflorestação do Parque da Pena e de outras propriedades florestais e jardins sob gestão da Parques de Sintra, que têm vindo a ser afetados por temporais. O projeto de recuperação incluiu a reparação dos muros em alvenaria de pedra e junta seca, de modo a restabelecer o sistema d

Céu de Colares

Imagem
 Colares em22 de Novembro de 2016  Colares 22 de Novembro de 2016 Praia Grande 23 de Novembro de 2016

Sintra antiga (reedição)

Imagem
Foto  sem data do Arquivo Municipal de Sintra - Produção, Rocchini,F Crónica da semana ( 1927 ) por Norberto Lopes Queijadas de Sintra Há a água de Sintra, o Paço de Sintra , o Palácio de Sintra, a Serra de Sintra – e as Queijadas de Sintra. Nem todas as pessoas que vão á vila nobre bebem água da Sabuga ou da Passarinhos , nem todos sobem à Pena , entram no Paço de D.JoãoI e dão a volta ao Parque. Mas ninguém deixa de comer as queijadas. As queijadas são o símbolo de Sintra mais transparente de verdade. A única cousa mesmo, a única, que se traz para Lisboa, a única que irradia nas cidades e é copiada, plagiada, limitada, especulada. Acresce que as queijadas são também apesar da doçura contemplativa da linda vila real – a única cousa autenticamente doce. E quasi dizemos a única realmente humana, porque também elas, como nós, veem numa condessinha. Em verdade, nós gostamos tanto das queijadas, somos filhos da Matilde. A Matilde é que noz faz gulosos; a Matilde é que no

Exposição de Edmundo Cruz

Imagem
Via  página de Facebook de Nuno Moreira: E é já esta semana! Galinhas do Márinho. Estas também vêm comigo. Conto com vocês!  =) http://www.edmundocruz.pt/ 2016/11/10/ nova-exposicao-ja-este-mes/ Foto retirada daqui

Olhares para Sintra

Imagem
Imagens gémeas O Parque de Monserrate e o Convento dos Capuchos, foram  propriedade de Francis Cook, durante o Séc. XIX, curiosamente nos nossos dia, nos dois locais distintos encontrámos duas imagens "gémeas",  em que a natureza fez o seu trabalho e que terão sido testemunhas durante mais de dois séculos da passagem da História de Sintra. Foto em 9 de Novembro de 2016, Convento dos Capuchos "A s paredes e no chão, as sondagens arqueológicas encavam por entre a história que se sobrepôs à história mais antiga. Com a extinção das ordens religiosas em 1834 e a expropriação dos frades que o habitavam, o convento passou para as mãos de Francis Cook, visconde de Monserrate. Em pleno século XIX, os terrenos à volta do convento foram usados como jardins de lazer e passeio – ao estilo romântico - contíguos ao Parque e Palácio de Monserrate. Às intervenções românticas, seguiu-se o abandono: sob tutela do Estado desde 1949, o monumento esteve entregue à degradação e fec

Externato Santa Maria -Memórias

Imagem
"Já agora e a talho de foice: aquele edifício ao lado da casa do Lino, que tinha o court de ténis (ou seria badmington?) sabem quem terá sido o autor? e quem é que o comprou e está a espatifar todo por dentro??" Paulo Ferrero em comentário no Facebook em 18/11/2016 Post publicado no Rio das Maçãs em 6 Julho  de 2014 Foto de 27/06/2014 O   Externato de Santa Maria, imóvel integrante do espaço  da casa projectada por Raul Lino em 1922 - a Casa dos Penedos , encontra-se com um nível de degradação inaceitável, porque aqueles imóveis são elementos importantes do património edificado da Vila de Sintra. A necessidade de se encontrar uma solução de recuperação  para o edificío da escola, deverá ser uma prioridade para a autarquia sintrense. Fotos de 27 /06/2014 "O edifício em que a escola funcionava é um casarão contíguo à Casa dos Penedos também pertencente ao pai das Senhoras D. Maria Eugénia e Maria Emília, parte do qual, a ala esquerda, era reservado à casa

X Encontro de Bandas Filarmónicas do Concelho de Sintra

Imagem
TERMINA ESTE FIM DE SEMANA, NA S.R.M. ALMOÇAGEME, O X ENCONTRO DE BANDAS FILARMÓNICAS DO CONCELHO DE SINTRA Sábado dia 19 21h00 – Banda da Sociedade Filarmónica e Recreio de Pêro Pinheiro 22h00 – Banda da União Mucifalense 23h00 – Banda da Sociedade Filarmónica Instrução e Recreio Familiar de Lameiras  Domingo dia 20 16h00 – Banda da Sociedade Filarmónica de Nª Sª da Fé do Monte Abraão  17h00 – Banda da Sociedade Filarmónica União Assaforense 18h00 – Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares  Via   Blog Noticias de Colares

Efeméride do dia

Imagem
"Partimos para a semana, declarou Baltazar, e afinal ainda se passaram dois meses porque entretanto começou a constar em Mafra, e foi confirmado pelo vigário no sermão que vinha  el-rei a inaugurar a obra da raiz dos caboucos para cima, colocando com as suas reais mãos a primeiro pedra" In Memorial do Convento/ José Saramago Sobre os 300 anos do Convento de Mafra Mandado construir por D. João V (1689-1750), em cumprimento de um voto para obter sucessão do seu casamento com D.Maria Ana de Áustria, ou a cura para uma grave enfermidade de que padecia, o Real Convento de Mafra é o mais importante monumento barroco português. (...) Construído em pedra lioz da região de Pêro Pinheiro e Sintra, o edifício ocupa uma área de 37.790m2, compreendendo 1200 divisões, mais de 4700 portas e janelas, 156 escadarias e 29 pátios e saguões.Sendo a maior "fábrica" do tempo, aqui trabalharam operários vindos de todo o reino, chegando a atingir cerca de 50.000  Sala do tron