sábado, abril 17, 2021

Porque hoje é Sábado...


 "Esteiros. Minúsculos canais, como dedos de mão espalmada, abertos na margem do Tejo. Dedos das mãos avaras dos telhais, que roubam nateiro às águas e vigoras à malta. Mãos de lama que só o rio afaga."

In "Esteiros" de Soeiro Pereira Gomes

Sem comentários: