Arco da Adraga


Arco da Adraga
Aguarela de Alfredo Roque Gameiro


"A Praia da Adraga, com um côncavo dourado de areia entre dois morros formidáveis. De um destaca-se uma pedra enorme caída no mar e o outro parece ser um monstro petrificado. O que aqui é mais interessante é o contraste entre as falésias cortadas a pique e a areia onde o mar banzeiro se espraia. O que aqui é admirável é a onda dum verde translúcido que se despedaça em rolos de espuma sobre as patas do monstro ante-diluviano.Do meio da praia a ilusão é perfeita. Vêem-se-lhe nitidamente a cabeça, os olhos, as ventas, o focinho aguçado, a boca enorme que mergulha na água- como se a fera sedenta tivesse descido há séculos da montanha e houvesse ficado ali a tragar o oceano para toda a eternidade."

Raul Proença -Guia de Portugal -Lisboa e arredores-Ed.1924




 http://riodasmacas.blogspot.pt/2007/04/sintra-nas-aguarelas-de-alfredo-roque.html

Comentários

Graça Sampaio disse…
Lindo o texto. Lindíssima a aguarela... Muito bom gosto, Pedro! Parabéns!

Mensagens populares deste blogue

Visita à Casa Branca nas Azenhas do Mar

Irmãos Mayer

Os cedros também se abatem na Serra de Sintra