sábado, fevereiro 27, 2021

Porque hoje é Sábado...



Maldades modernas

 Na minha terra, os velhos têm apanhado choques violentos. A libra valeu toda a vida vinte xelins e o xelim doze dinheiros, De um dia de para  o outro,  o xelim desapareceu e a libra passou a ser dividida em fracções que ainda se chamam dinheiros, mas , um centavo de libra e não um duzentos-e-quarentavo.

Com as medidas de peso e capacidade aconteceu coisa parecida: havia libras e pintos divididos em onças. Agora há quilos e litros com as sua fracções decimais. Algumas lojas passaram a vender ovos e flores às dezenas e não às dúzias. Há planos para acabar com a milha, a jarda o pé e a polegada. E já esteve mais longe a condução pela direita.

Contava eu eu estas coisas aos meus amigos de Almoçageme, velhos como eu, sentados no murete do largo uma tarde destas. Todos se queixam das mudanças em Portugal nos últimos anos, desde a diminuição do tamanho das queijadas ao uso do rimmel pelas netas, e atribuem-nas de uma maneira geral aos comunistas. Nisto da culpa dos comunistas a experiência ensinou-me o exemplo a seguir é «se não foste tu, foi o teu pai» e respectivas consequências.

Para conspiração, conspiração e meia: uma teoria que me pede contas dos males do mundo, a mim A.B.Kotter da Beldroega, respeitador das leis e incapaz de fazer mal a uma mosca, porque convencionou que eu sou «burguês» e aos «burgueses» se pedem essas contas, convida-me a pagar na mesma moeda aos seus protagonistas. Por isso desligo os outros velhos, embora evidentemente, não os acicate, pois tal seria uma ingerência inadmissível na politica deste encantador país.

 "Bilhetes de Colares de A.B.Kotter"-heterónimo do Embaixador José Cutileiro:


Post relacionado:

https://riodasmacas.blogspot.com/2020/05/bilhetes-de-colares-de-jose-cutileiro.html

Sem comentários: