Memórias do antigo regime













A LEGIÃO PORTUGUESA
Criada em 1936, a Legião Portuguesa era uma milícia que estava sob a alçada dos Ministérios do Interior e da Guerra. O seu objectivo era "defender o património espiritual da Nação" e a ameaça comunista. É de realçar que durante a II Guerra Mundial a Legião Portuguesa foi o único organismo português que se colocou ao lado das intenções de Hitler.
Nas décadas de 50 e 60, a sua acção caracterizou-se pela perseguição e repressão às forças oposicionistas, para a qual contribuiu o seu Serviço de Informações e a sua vasta rede de informadores.
Fonte (CITI)
A delegação da Legião Portuguesa na Praia da Maçãs, estava instalada neste edifício, actualmente sem qualquer utilização e talvez um bom lugar para um pequeno museu sobre a nossa história recente, tão desconhecida das camadas mais jovens.

Publicava o Jornal de Sintra nº337 de 25 de Agosto de 1940:

O Bivaque das Mercês
Como noticiámos, o Terço nº34 de Sintra, sob comando hábil e competentíssimo do sr. Comandante Américo dos Santos, nosso estimado amigo, no passado sábado em força máxima, bivacou na Tapada das Mercês, a-fim-de proceder a exercícios de guerra.
Pelas 19 horas, em formatura completa, todos os legionários saíram do seu quartel, atravessando a Vila e Estefânia com aprumo e garbo, levando à frente o térno e corneteiros, com tambores.(...)

*
Foi extinta em 1974, na sequência da Revolução de 25 de Abril .

Comentários

flaviagmail disse…
Olá!! Tudo bem?
Estou fazendo uma pesquisa na net sobre Sintra, para o meu trabalho da faculdade e eoncontrei seu blog... riquissimo de informações!
Adorei!
deixo meu msn, gostaria de conversar com vc. flaviaelen@hotmail.com
baraoadalapa disse…
O Edificio em questão é o mesmo onde funcionou, nos anos 60 e 70 uma oficina de motos e bicicletas?
Um abraço
pedro macieira disse…
Flavia,
Agradeço a visita e as suas simpáticas palavras.
Quanto ao contacto pode utilizar esta caixa de comentários ou endereço de e-mail neste blogue.
Um abraço
pedro macieira disse…
baraodalapa,
Este edifício comparativamente com uma série de outros nesta estrada, parece estar em relativas boas condições.E talvez dar-lhe um uso útil para um melhor conhecimento das camadas mais jovens da nossa história recente, seja uma ideia, que bem poderia ser "agarrada" pela Fundação Oriente,como mecenas, actual produtora do Vinho de Colares.
Um abraço

Mensagens populares deste blogue

Visita à Casa Branca nas Azenhas do Mar

Frutas da Região - Pêra " Lambe-os-dedos" II

Os cedros também se abatem na Serra de Sintra