Sobre as podas radicais nas árvores


De um artigo do jornal Público de 17 de Agosto de 2020,  o "Montado está a a ser invadido por oliveiras, amendoeiras e vinhas"

O risco das Podas radicais

“Francisco  Lopes, engenheiro silvicultor que desempenhou funções de chefia dos serviços florestais no Ministério da Agricultura, lembrou ao Público que as árvores, ao serem sujeitas a cortes intensos, são-lhes retiradas “as folhas que são fundamentais  para a sua sobrevivência”. Se associamos a esta situação anómala as cicatrizes que são deixadas na árvore, ela fica sujeita à entrada de insectos que transportam doenças. “ A árvore não morre num ano, mas está condenada”, sentencia o engenheiro florestal. “A floresta do Sul não arde como no Centro do país, mas vai ‘ardendo’ sem se ver”, afirma, imputando as causas á redução progressiva da densidade do montado."


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Visita à Casa Branca nas Azenhas do Mar

Frutas da Região - Pêra " Lambe-os-dedos" II

Os cedros também se abatem na Serra de Sintra