O Vale de Colares

Em primeiro plano o Convento de Santa Ana do Carmo,com uma vista do vale até ao Oceano


«O vale de Colares é para mim uma fonte de perene divertimento e descobri novas e umbrosas veredas que, através de soutos e pomares, nos levam até aos sítios mais verdejantes que pode imaginar-se, onde laranjeiras e loureiros bravos pendem sobre os riachos e deixam cair frutos e flores sobre a corrente das águas (...). Mas o verde-vivo dos limões, as douradas laranjas, a murta em botão e a rica fragância da relva coberta de aromáticas flores de tal modo me excitam a imaginação que chego a julgar-me nos jardins de Hespérides, com o dragão a espiar-me por detrás das árvores. Oh, como eu desejaria ter uma quinta em Colares!»

19 de Outubro de 1787
William Beckford

Comentários

Zé Maria disse…
Olá,
Andas com umas fotos muito boas. Há por aí equipamento novo? Ou é a luz do Outono que te anda a inspirar?
Se me permites a critica, na primeira podias ter endireitado o horizonte.
Um abraço.
ZM
pedro macieira disse…
Zm,
Novo novo nem tanto, já tem mais de um ano, uma Sony DSLR A-100K com lente 18-70mm, mas de vez em quando ainda uso a velhinha Canon F1, companheira de muitos anos...
A luz dá uma boa ajuda e a lente também.
Quanto à critica vinda de ti terei de aceitar e agradeço. A idéia era dar mais profundidade à linha do Horizonte.
Um abraço

Mensagens populares deste blogue

Visita à Casa Branca nas Azenhas do Mar

Frutas da Região - Pêra " Lambe-os-dedos" II

Os cedros também se abatem na Serra de Sintra