A Rampa da Pena

Itinerário da Rampa da Pena 1973 "Revista Motor de Nov1973

A par com o Rali das Camélias que tornava as noites de Sintra numa autêntica agitação com a chegada de milhares de adeptos dos desportos motorizados , para assistirem à passagem dos bólides pelos locais mais espectaculares, a Rampa da Pena outra prova mítica Sintrense dos anos setenta, movimentava também multidões. Aqui ficam algumas imagens , também elas retiradas do fundo do baú das recordações:

Fotos dos anos setenta da Rampa da Pena

1ªFoto Manuel Gomes Pereira -Rampa da Pena-Opel Manta (Fotos:PedroMacieira)

De uma reportagem do "Automundo" nº13 de 9/111975 com texto de José Pinto
" Pontuando para os campeonatos Nacional de Velocidade e Regional de Promoção (Velocidade), esta 17a. edição da Rampa da Pena - como curiosidade, refira-se, a propósito, que a "Pena"- que teve o seu início em 1936 - registou a presença de elevado número de participantes, o mesmo se podendo afirmar relativamente ao público assistente, que calculamos em alguns milhares postados ao longo dos dois quilómetros da estrada da Pena (uma "enchente", a relembrar os gloriosos tempos desta prova), bem como a reacção dos proprietários e empregados da maioria dos restaurantes e estabelecimentos congéneres, que foram unânimes referiam "fizemos hoje o negócio de uma semana" ou, como outro indivíduo afirmava "porque não fazem mais "Camélias" e Rampas da Pena para a nossa casa se safar da situação em que está?"

A aglomeração à porta da "Piriquita", no dia da Rampa da Pena nos anos setenta (Foto:PedroMacieira)
Porsche Carrera 6 de Américo Nunes - Rampa da Pena(Foto:Carlos Manuel Macieira)
Rampa da Pena -Américo Nunes (Foto:Carlos Manuel Macieira)
Rampa da Pena -Bento Calixto -Cooper S(Foto:PedroMacieira)

Posts relacionados:

-Rali das Camélias I-pressionar

-Rali das Camélias II-pressionar

Comentários

Zé-Viajante disse…
Valeu a pena rever estas fotos.
Gostava de um dia fazer algo com as fotos muito antigas desta Vila. Obrigado por estas.
pedro macieira disse…
Estas fotos tem cerca de 30 anos, e registam uma época de Sintra.Època em que Portugal também era um País diferente, mas que transportam alguma nostalgia, pois estávamos todos mais novos...mas o prazer de ir à Piriquita comer travesseiros, felizmente ainda se mantém.
Caínhas disse…
O Pedro tem memórias dos anos setenta, nesta altura já eu tinha feito o serviço militar, tenho memórias da Rampa da Pena, ainda dos anos 50, bólides pilotados por Filipe Nogueira em Porsche, Horácio Macedo em Ferrari, D. Fernando de Mascarenhas, Conde Monte Real, depois todos dos anos 60, e os já por si referidos, mas entretanto já levo uma vantagem, de uns 15 anos, porque não perdíamos um dia de corridas na Pena, íamos para o Largo do Vitor logo de manhã, era ir a casa almoçar e voltar. Ainda vi FIAT's Ballila a correr, Renault Joaninha, havia um cinzento metalizado todo artilhado, uma graça. Depois vieram os Formula V, que também davam muita animação à corrida, havia um piloto cá de Sintra, mais propriamente daí do Banzão, Honorato Filipe, o pai era o representante das tintas Robialac (José Duarte Filipe). Carros como os DKW/Auto Union, hoje Audi, NSU, e outras relíquias que já não andam por aí.
É sempre um gosto recordar estes tempos de menino em que eu conhecia os carros só pelo barulho dos motores, e pelas buzinas. Hoje são quase todos iguais, naquele tempo cada um tinha o seu barulho característico.
Unknown disse…
Estes breves apontamentos do Pedro são de boa memória. Congratulo-o também por isso.

Sintra é uma referência muito forte, desde sempre nos costumes, na cultura, nas artes, no desporto, na ciência, na realidade Sintra é uma presença marcante aquém e além-fronteiras.

O desporto motorizado sempre encontrou na zona de Sintra excelentes condições para o exercício da sua prática, tanto na velocidade, Rampa da Pena, Rampa da Lagoa Azul e circuitos, Granja do Marquês (Base Aérea nº1) e Autódromo do Estoril, algumas provas administrativamente fora do município, mas que se relacionam na perfeição, como em provas de estrada, designadamente Rali das Camélias e Rali de Portugal, este último conhecido no passado por outros nomes, de acordo com o principal patrocinador que dava o nome à prova. Isto para falar nas provas com maior projecção.

De alguma forma Sintra, também se tornou mítica pelo desporto automóvel.

Os tempos mudam, assim como as vontades e as influências. Hoje em dia a preocupação ambiental sobrepõe-se a outros interesses, se bem que é possível conciliar tudo, tendo como objectivo o interesse comum. Basta um pouco de vontade e organização.

Mensagens populares deste blogue

Visita à Casa Branca nas Azenhas do Mar

Frutas da Região - Pêra " Lambe-os-dedos" II

Os cedros também se abatem na Serra de Sintra