quinta-feira, agosto 16, 2018

Postal do Parque da Pena

m197501114616
 Foto do início do SécXX, do Parque da Pena

ca. 1900-1919
negative, gelatin on glass
11 x 15 cm.
Gift of Kodak Pathe
75:0111:4616
NON-GEH NUMBER: 004 E
INSCRIPTION: Cintra chateau et parc de la Pena
NOTES: CATALOGUED 12/88, JBM.
SUBJECT: landscape, park / Pena Park

******************XXXX*****************************

 CINTRA

Oh! Cintra! Oh saudosíssimo retiro!
Onde se esquecem mágoas, onde se folga
De se olvidar no seio á natureza
Pensamentos que embala adormecido
O sussurro das folhas, c’o o murmúrio
Das despenhadas lymphas misturado!
Quem, descansado á fresca sombra tua,
Sonhou senão venturas? Quem, sentado
No musgo das tuas rocas escarpadas,
Espairecendo os olhos satisfeitos
Por céus, por mares, por montanhas, prados,
Por quanto há aí mais belo no universo,
Não sentiu arrobar-se-lhe a existência.
Poisar-lhe o coração suavemente
Sobre esquecidas penas, amarguras,
Ânsias, lavor da vida? – Oh grutas frias,
Oh gemedoras fontes, oh suspiros
De namoradas selvas, brandas veigas,
Verdes outeiros, gigantesca serras!
Não vos verei eu mais, delícias d’alma?

Almeida Garrett/1912

terça-feira, agosto 14, 2018

Almoçageme e as Festas de Nossa Senhora da Graça

Largo comendadorGomes da Silva em Almoçageme com

"Os naturais e forasteiros de Almoçageme começaram em 1758 a erguer uma nova capela em terrenos de semeadura de trigo. A capela é aberta ao culto com a celebração das primeiras missas em 15 de Agosto de 1768 e em Outubro deste mesmo ano realizaram-se os primeiros festejos em honra de Nossa Senhora da Graça e julgamos de interesse a decisão então tomada 'devesse solenizar a Srª da Graça no primeiro Domº de Outubro.Domingo do S.mo Rosário'."
in "Cem anos de vida e história da S.R.M de Almoçageme 1892 -1992"

*Foto: Largo Comendador Gomes da Silva em Almoçageme,1951-Arquivo Municipal de Sintra

*Post relacionado - O Largo de Almoçageme:
http://riodasmacas.blogspot.pt/2008/07/o-largo-de-almoageme.html

Rumo aos 250
Cartaz de 1925

FESTA DE NOSSA SENHORA DA GRAÇA

Em 2018 irá comemorar 250 anos a Festa da Nossa Senhora da Graça em Almoçageme.

"A tradição remonta a 1768 quando os habitantes de Almoçageme, na freguesia de Colares, empenhados na construção de uma igreja, meteram mãos à obra e começaram a juntar o dinheiro das esmolas. Paralelamente, as Festas em Honra da Nossa Senhora da Graça encerram o ano agrícola e o fim da época estival, juntando-se assim na mesma data as tradições milenares e as comemorações religiosas.
Com a presença de toda a população e de muitos forasteiros, junta à comemoração religiosa com a tradicional procissão a Festa Popular, com a presença da Banda Filarmónica de Almoçageme, conjuntos de baile, a banda das arruadas, o restaurante da Adega, quermesses e divertimentos para as crianças, o espectáculo de fogo de artifício e, para não variar, as cavalhadas, um jogo normalmente realizado por crianças e adultos dos sexo masculino, que consiste em retirar, sempre em circulação, com uma seta de madeira uma argola de uma gaiola, sem a deixar cair no chão até o jogo acabar. E a entrega da vitela ganha no sorteio das rifas. Nunca faltaram festeiros, para dar continuidade à tradição desta Festa secular."


Texto retirado daqui




domingo, agosto 12, 2018

Cortejo de oferendas em Almoçageme

Decorre ainda neste momento o leilão para angariação de fundos para a organização das Festas de Nossa Senhora da Graça. Festas que este ano em Outubro, comemoram os 250 anos, sem qualquer interrupção.

Fotos do Cortejo de oferendas hoje em Almoçageme
fotos em 12/08/2018
Várias gerações de almoçagemenses garantem a continuidade da Festa
Momento durante o leilão
As Festas de Nossa Senhora da Graça irão acontecer  de 4 a 9 de Outubro

sábado, agosto 11, 2018

Porque hoje é Sábado...

Praia Grande ao natural Praia Grande, Sintra, Portugal Paisagem marítima. Fotografia da Praia Grande  (sem a Piscina e  Hotel) reproduzida na obra "Lisboa e seus arredores", por Frédéric Marjay, de 1956. Fotografia sem data. Produzida durante a actividade do Estúdio Mário Novais: 1933-1983.

 *Foto da colecção da Biblioteca de Arte da Fundação Gulbenkian

Foto  sem data, em que já existe o hotel mas ainda sem piscina
Ano de construção das piscinas  da  Praia Grande :  Maio de 1966; • Ano da última renovação: 1996.
3ª Foto retirada do FB de:
Maria Do Carmo Vicente Legenda da foto:" Inicio da construção da piscina. Apesar do mau estado desta foto quem conheceu consegue identificar Alfredo Coelho e muitos outros."
Créditos da 2ª foto:
https://www.facebook.com/Sintra-Património-MundialWorld-Heritage-474575925938311/?pnref=story


*1961-Em Junho,  abre o Hotel das Arribas na Praia Grande (ainda sem piscinas)

*1966 -Em Maio, Alfredo Coelho, inaugura as piscinas da Praia Grande.



sexta-feira, agosto 10, 2018

Feira de S.Mamede de Janas

"As fitas coloridas com que enfeitam o gado e o ex-voto que vão colocar junto da imagem de S. Mamede." 
(foto 08/2017)
Saber mais sobre a Festa de S.Mamede de Janas:
http://riodasmacas.blogspot.pt/2011/08/festa-de-smamede-janas.html


"Uma das mais curiosas dessas festividades e que melhor evidencia a sobrevivência do culto da deusa é a de S. Mamede de Janas. Trata-se duma romaria que se realiza na ermida de S. Mamede, na povoação de Janas, a cerca de 3,5 k. ao norte de Colares, nos dias 15 e 16 de Agosto de cada ano. Os lavradores da região, e mesmo das zonas mais afastadas, como por exemplo de Torres Vedras, aparecem aí nesses dias, acompanhados do seu gado – bois, burros e cavalos – e até de animais domésticos. Chegam em geral pela manhã, dão três voltas à igreja no sentido inverso ao dos ponteiros do relógio e vão depois descansar. Antigamente entravam mesmo dentro da igreja com o gado.
À tarde fazem o pagamento das promessas e recebem então as fitas coloridas com que enfeitam o gado e o ex-voto que vão colocar junto da imagem de S. Mamede. 
Estes pormenores coincidem extraordinariamente com as características do culto de Diana. Esta deusa, filha de Júpiter, recebeu de seu pai, juntamente com Febo, o domínio das florestas e dos bosques.(...


IN “VESTÍGIOS DO CULTO DE DIANA EM PORTUGAL” da autoria do Dr. Fernando Castelo-Branco 

quinta-feira, agosto 09, 2018

Postal de Colares

Foto de ontem em Colares, quando numa das suas viagens o eléctrico nº1, apanhava passageiros com destino a Sintra.

Alteração de endereço de e-mail para contactos do blogue


macieira.pedro43@gmail.com

(A caixa de comentários do blogue continua activa como anteriormente)

quarta-feira, agosto 08, 2018

Olhar de Miguel Esteves Cardoso sobre o Eléctrico Amarelo da Praia das Maçãs

Sempre atento às coisas de Colares, Miguel Esteves Cardoso, na sua crónica diária do jornal Público deixou na última Sexta-feira 3 de Agosto, um relato sobre o regresso ao serviço do Eléctrico Amarelo - descrevendo uma viagem  entre Sintra e a Praia das Maçãs,naquele  histórico transporte.
Fotos de ontem em Colares (07/08/2018)
Sobre o regresso do Eléctrico Amarelo

Ainda ontem (Miguel Esteves Cardoso/Jornal Público 03/08/2018)
"O velho eléctrico amarelo foi restaurado e voltou a circular. O Eléctrico de Sintra é o nome oficial, mas do lado da Praia das Maçãs é conhecido como o Eléctrico da Praia. A viagem não podia ser mais calma ou mais bonita, passando pela Ribeira de Sintra, por Galamares e Colares, pelo Banzão e pelo Pinhal, sempre com prioridade sobre os automóveis.
São 12 quilómetros em 45 minutos. Como custa três euros, sai a quatro quilómetros por euro, uma pechincha para um passeio ao ar livre sobre uma linha que dá muito trabalho a manter."

segunda-feira, agosto 06, 2018

Noites de Verão no Palácio da Pena


Este verão pode visitar o Parque e Palácio Nacional da Pena à noite. Todas as quintas-feiras entre os dias 2 de agosto e 13 de setembro as portas deste monumento abrem das 20h às 00h .



sábado, agosto 04, 2018

Sintra e o calor extremo

Foto, Sapadores  florestais na Serra de Sintra

A mudança da situação meteorológica, acompanhada de tempo quente e seco, coloca hoje Sintra em alerta vermelho até às 23h59 deste domingo.
A Serra de Sintra vai ter um aumento da vigilância com várias forças autoridade e militares a garantir, cada uma delas, uma vigilância reforçada durante 24 horas por dia. Para além de duas equipas de sapadores, duas corporações de bombeiros e mais duas viaturas de combate e respectivas equipas em permanência na Serra de Sintra, a zona vai ser vigiada pela Guarda Nacional República (GNR), Polícia Municipal e militares. Este dispositivo será também alargado a algumas zona estratégica no perímetro da Serra.
A partir desta sexta-feira a serra será patrulhada pela GNR, Polícia Municipal e militares, para além das Protecção Civil de Sintra e equipas e meios de bombeiros afetos à zona. 
A câmara municipal de Sintra apela à população que redobre os cuidados e a vigilância e informa que está proibido o acesso e a permanência na área do perímetro florestal de Sintra por despacho do Gabinete do Ministro da Administração Interna. Todas as actividades e eventos estão assim proibidos, sem a devida articulação com as autoridades competentes.
A câmara municipal de Sintra apela também à população para evitar a circulação na zona da Serra de Sintra e informa que, caso se entenda necessário, essa circulação será proibida durante este fim de semana.
Texto CMS 



sexta-feira, agosto 03, 2018

Aura Festival 4ªedição em Sintra numa noite de Verão

"A 4ª edição do AURA FESTIVAL – Light Atmospheres regressa à vila de Sintra entre 2 e 5 de Agosto (quinta a domingo) para provocar os sentidos de residentes e visitantes através de acontecimentos artísticos únicos que têm a Luz como matéria e principal meio de criação.
Em 2018 o AURA celebra o Ano Europeu do Património Cultural e apresenta um programa internacional com intervenções artísticas entre o MU.SA - Museu das Artes de Sintra e a Quinta da Regaleira.
Ao longo de um percurso pedestre pela vila de Sintra, apresentam-se esculturas em cenários não convencionais, projeções interativas, urban mapping interventions, documentários, divulgação científica, projetos colaborativos e passeios guiados."
Texto do Aura Festival
Durante a projecção ontem na curva do Duche.

"E os primeiros dias do mês abrem com um Festival na Vila! Este ano fui convidado para estar presente na 4.ª edição do AURA Festival e nas noites de 3 e 4 de Agosto aí estarei a fazer a ponte com as histórias do passado mais recôndito da Serra de Sintra! 
(...)
Durante o AURA passará em contínuo nas quatro noites o documentário Fascínio, para o qual dei um pequeno contributo e que tem na sua essência o sentimento que Sintra evoca nas pessoas (e o impacto dessas em Serra e Vila). "
Texto de Miguel Boim

Visita de ontem:
Noite com muito calor, com instalações muito afastadas umas das  outras, destacando-se este ano o  vídeo mapping no Palácio da Vila, substancialmente melhorado relativamente às edições anteriores e a projecção do filme "Fascínio" na volta do Duche.
Fotos de ontem 2 de Agosto de 2018

quarta-feira, agosto 01, 2018

No 1º dia de Agosto voltou o calor e a Garça da Várzea de Colares

Várias informações indicavam a existência de visitas nos últimos dias da garça, à Várzea de Colares. Ave,que acompanhamos, mas que últimamente não tem sido possivel fotografar.

Hoje ela deu-nos a oportunidade de registar o seu voo, neste dia de canícula no seu local predileto.

Fotos em 1/08/2018 na Várzea de Colares
No seu local de observação, agora um pouco afastada do rio das Maçãs - talvez porque o caudal não lhe permite qualquer pescaria.

Exposição Fotográfica da Garça-real da Várzea de Colares
Por gentileza do "Cantinho", é possivel testemunhar algumas fotos desta Garça-real por mais algum tempo.


Durante vários anos temos acompanhado a vivência de uma Garça-real, que fez da Várzea de Colares o seu habitat.
O acompanhamento ao longo do tempo permitiu fazer centenas de fotos e conhecer os seus hábitos.



.

Aura Sintra 2018

"Na quinta-feira, 2 de Agosto, tem início a 4.ª edição do AURA Sintra, que espera este ano a visita de mais de 20 mil pessoas e, até 5 de Agosto, instala intervenções artísticas - criadas a partir da luz e de tecnologias interactivas - num percurso pedestre que atravessa o centro histórico da vila. 

O AURA Sintra desenrola-se entre as 21h e as 24h e, ao longo de 3,5 km, entre o MU.SA - Museu das Artes de Sintra e a Quinta da Regaleira, estão mais de 10 obras de artistas nacionais e estrangeiros, desde projecções interactiva, instalações de luz com as quais podem interagir directamente, ou através do telemóvel, videomaping e esculturas em cenários não convencionais."
Texto Aura