quinta-feira, julho 19, 2018

Arco da Adraga


Arco da Adraga
Aguarela de Alfredo Roque Gameiro


"A Praia da Adraga, com um côncavo dourado de areia entre dois morros formidáveis. De um destaca-se uma pedra enorme caída no mar e o outro parece ser um monstro petrificado. O que aqui é mais interessante é o contraste entre as falésias cortadas a pique e a areia onde o mar banzeiro se espraia. O que aqui é admirável é a onda dum verde translúcido que se despedaça em rolos de espuma sobre as patas do monstro ante-diluviano.Do meio da praia a ilusão é perfeita. Vêem-se-lhe nitidamente a cabeça, os olhos, as ventas, o focinho aguçado, a boca enorme que mergulha na água- como se a fera sedenta tivesse descido há séculos da montanha e houvesse ficado ali a tragar o oceano para toda a eternidade."

Raul Proença -Guia de Portugal -Lisboa e arredores-Ed.1924




 http://riodasmacas.blogspot.pt/2007/04/sintra-nas-aguarelas-de-alfredo-roque.html

terça-feira, julho 17, 2018

IV Edição do Prémio de Fotografia de Sintra 2018

Fonte :Texto e imagem CMS

A Câmara Municipal de Sintra vai realizar a IV Edição do Prémio de Fotografia de Sintra 2018, com o objectivo de promover a arte fotográfica e reconhecer a importância da fotografia na cultura contemporânea como forma de criação plástica, de intervenção na realidade e testemunho, que lhe confere um estatuto único como documento cultural e social. 
As candidaturas deverão ser entregues, juntamente com o formulário, até dia 23 de setembro de 2018, no MU.SA-Museu das Artes de Sintra, na Av. Heliodoro Salgado, Estefânia I 2710-575 Sintra.
As fotografias a concurso serão apreciadas pelo júri, tendo por base os seguintes critérios: contemporaneidade, originalidade, atitude, efeito de surpresa e cultura visual.
O prémio destina-se a fotógrafos nacionais e estrangeiros residentes em Portugal, a partir dos 18 anos, sendo-lhes concedida total liberdade temática, admitindo-se todas as tendências e correntes, podendo concorrer com um único trabalho, inédito e original da sua exclusiva autoria e propriedade. 
Serão atribuídos três prémios monetários: 
1º Prémio - € 2.000,00 (dois mil euros);
2º Prémio - € 1.500,00 (mil e quinhentos euros);
3º Prémio - € 1.000,00 (mil euros)
Consulte aqui o regulamento do concurso e o edital.

segunda-feira, julho 16, 2018

Na foz do rio das Maçãs


"Corre este rio que nasce no termo de Cintra, no logar do Lourel, de nascente a poente, e recebendo as aguas que se despenhão do alto da Serra, e de dois riachos que lhe entrão hum junto á quinta da Bréja, e outro junto ao tanque da varsea da mesma Villa, depois de haver feito moer varias azenhas e fertilizado os pomares que ficão nas suas duas margens com suas aguas (as quaes usavão por distribuição do almoxarife, sem pensão, os povos desta Villa) tomando o nome de Gallamares , desde o sitio de Ponte Redonda á varsea, e desta até o Oceano o de rio das Maçãs, vai alli morrer na praia denominada das Maçãs.”
CINTRA PINTURESCA –Visconde de Juromenha –1838

Um espontâneo banhista que quis participar na foto saindo das águas do Rio das Maçãs


No final do percurso, já na Praia das Maçãs aproximando-se do mar



sábado, julho 14, 2018

Porque hoje é Sábado...

Momentos da Feira Quinhentista de S. Pedro de Sintra


Até ao próximo Domingo a tradicional feira em estilo medieval no largo de S.Pedro de Sintra.

Artesãos e animação permanente recrearam um ambiente de época, que demonstra algum cuidado e preparação neste evento - desde o guarda-roupa, até à intervenção dos actores que  estão presentes nesta encenação. Hoje na visita à Feira, fizemos as fotos que publicamos.

A presença da animação musical
Cenários cuidados, e acção real dos artesãos.
O teatro presente
Fotos em 13/07/2018

sexta-feira, julho 13, 2018

Sintra nos Lusíadas

«Camões lendo os Lusíadas a D.Sebastião na Penha Verde em Cintra»

«Já a vista, pouco e pouco se desterra
Daquele pátrios montes, que ficavam;
Ficava o caro Tejo e a fresca serra
De Sintra, e nela os olhos se alongavam.
Ficava-nos também na amada terra
O coração, que as mágoas lá deixavam.
E já depois que toda se escondeu
Não vimos mais, enfim, que mar e céu.»

Luis de Camões, Os Lusíadas

*Gravura publicada na revista "Occidente" em 10 de Junho de 1880

quarta-feira, julho 11, 2018

Adega Viúva Gomes em Almoçageme

O edifício da adega e escritório foi construído em 1808, pela família Gomes da Silva, oriunda da Região de Loures, que possuía grande extensão de vinha e mais tarde dedicaram-se também ao comércio de vinhos da Região de Colares. De salientar a importância que esta abastada família teve para Almoçageme com a construção a expensas suas em 1926 do edifício da sede da Sociedade Recreativa e Musical de Almoçageme, actualmente- Cine –Teatro José Gomes da Silva, com 230 lugares sentados, que na altura seria uma das melhores no perímetro lisboeta.

José Gomes da Silva além de garantir trabalho e em alguns casos habitação aos que faziam parte do elenco da filarmónica, custeava as despesas de instrumentos, e mesmo os vencimentos do regente.
Inicialmente os vinhos eram produzidos em Almoçageme saindo de carroça para a Praia das Maçãs, onde existia um entreposto. Eram carregados em vagonetas que seguiam atreladas ao eléctrico até Sintra, prosseguindo depois para Lisboa de comboio. Nos inícios do século XX os principais viticultores da região eram Viúva Gomes & Filhos, tendo sido distinguidos com o Grande Prémio na Exposição Mundial do Panamá-Pacífico, em 1915. Durante a Guerra de 1914-1918, enviaram vinho de Colares para consumo dos soldados que combatiam na frente francesa .

Passando por vários proprietários desde a sua fundação, a Adega e toda a existência foi comprada em 1988 pela família Baeta, estabelecida em Sintra no negócio alimentar desde 1898, proprietária de uma Adega em Sintra, tendo a sociedade comercial Jacinto Lopes Baeta, Filhos Lda. ficado na posse de toda a existência, iniciando uma nova fase de comercialização dos vinhos, criando e engarrafando novas colheitas de vinhos de Colares, de modo a restabelecer o prestígio da marca Viúva Gomes. Iniciando a recuperação das instalações com novos tonéis de madeira ficando com uma capacidade de 105.000 litros.
Fontes :
-1892-1992 Cem anos de Vida e História da Sociedade Recreativa e Musical de Almoçageme
-Colares de Maria Teresa Caetano
-Página da Internet da Adega Víuva Gomes da Silva
Post relacionado:
-Sociedade Recreativa e Musical de Almoçageme-pressionar



segunda-feira, julho 09, 2018

Bandeira nova nas praias

As praias  ganharam mais uma bandeira. Agora além da verde, amarela e vermelha, há a listada com as cores amarelo e vermelho: indica onde é seguro tomar banho.
Fotos na Praia Grande

sábado, julho 07, 2018

Exposição fotográfica sobre a Garça-real da Várzea de Colares


Durante vários anos temos acompanhado a vivência de uma Garça-real, que fez da Várzea de Colares o seu habitat.
O acompanhamento ao longo do tempo permitiu fazer centenas de fotos e conhecer os seus hábitos.

A pedido do “Cantinho da Várzea”, temos agora a possibilidade de mostrar 12 fotos naquele espaço público – exposição que está desde agora  disponível para ser vista.


Criámos mesmo um capítulo no blog, denominado “Diário da Garça da Várzea de Colares”, onde fomos publicando as fotos que testemunhavam, sempre que possível o seu dia a dia nas margens do rio das Maçãs - sendo também uma prova da sua biodiversidade.



*Agradecimentos ao "Cantinho da Várzea" pela disponibilidade do espaço.


.

sexta-feira, julho 06, 2018

Allianz Sintra Pro 1º dia na Praia Grande

Chegou ao fim o primeiro dia de Allianz Sintra Pro  na Praia grande que decorre até ao próximo Domingo.


Fotos da prova durante amanhã de hoje

fotos de hoje 6/07/2018
A Praia Grande recebe no fim de semana, o Allianz Sintra Pro, quarta e penúltima etapa da Liga Meo Surf 2018, o circuito que define os títulos de campeões nacionais de surf.

O Allianz Sintra Pro é também a última de três etapas da Allianz Triple Crown  e será aqui que vão ser coroados os vencedores.

quinta-feira, julho 05, 2018

Tempo de Verão

Início do dia  de hoje na Praia Grande
Fim do dia  de hoje no Mucifal

"No dia 6 de julho de 2018 pelas 18 horas, a terra passará no ponto mais afastado do sol, o afélio, a uma distância de 1,016696059 unidades astronómicas (UA). Ver-se-á o sol mais pequeno do ano porque o seu diâmetro aparente (angular) atingiu o valor mínimo: 31,46’ (minutos de arco). Apesar do diâmetro verdadeiro do sol manter-se fixo (1,393 milhões de km), o ângulo observado entre o extremos esquerdo e direito do disco solar (diâmetro aparente) diminui ou aumenta, consoante a distância ao sol se altera."
Retirado daqui:
http://oal.ul.pt/terra-no-afelio-06-julho-2018/

Memórias Paroquiais

Aproveitando o excelente retrato da sociedade portuguesa de 1758, que as Memórias Paroquiais possibilitam, divulgamos hoje mais uns excertos das respostas aos “interrogatórios” que o Marquês de Pombal colocou aos párocos de então, uma forma de obter informações sobre a população o seu modo de vida e as consequências que o grande terramoto de Lisboa de 1755 teria provocado na região.


Memórias Paroquiais da Região de Colares

Resposta da Freguezia de Sancta Maria de Cintra âos interrogatórios incluzos:
Esta Freguezia de Santa Maria Situada junto â Villa de Cintra, no Arrebalde da mesma Villa ; pertence ao Patriachado de Lisboa, cuja Villa hê da Comarqua de Alenquer, terra da Raynha Nossa Senhora, da Provincia da Extrema/dura.
Tem esta freguezia cento, e quatro vezinhos, que são fogos, ou familias em que se comprehendem trezentas e oitenta pessoas dentro em huá legoa de distancia pª a parte Nascente.
(...)
A esta Serra, chamada vulgarmente Serra de Cintra, os Mareantes lhes chamam Cabo da Roca; e os antiguos, Promontorio, ou Monte da Lua; corre desde o pé da Villa de Cascaes, athe á Rocha, que fica por sima da Villa de Collares, aôn/de vai fenecer em o Mar Occeano, â que os moradores destas terras chamam Rio das Maçans; terá de comprido a dita Serra tres Legoas, e de largo Legoa, e meya ; ficaó nas suas faldas situadas tres Villas Cascaes, Cintra, e Collares.
Tem varios regatos de agoa, e muitas hervas medicinaes, cuja virtude sô hê conhecida de quem o professa.

Rio das Maçãs/Ribeira de Colares
(...)
Hâ porem huma fonte chamada fonte da Sardinha, aonde junto de huma grande pedra, sahe hum grande olho de agoa , de que se servem os moleiros desta terra para moerem os trigos do povo; naó hâ memoria de que jâ mais secasse esta fonte. E de veram he esta agoa repartida, para benefeciar as fazendas, ou pumares de Caroço e espinho, que estam junto de sua Corrente pella Rybeira de Cintra, e pello uzo desta agoa pagaó os moleiros quarto a fedelissima Raynha Nossa Senhora.
Cintra 18 de Abril de 1758
O Prior Fran./co Antunes Monteiro

Post Relacionado:
-Memórias Paroquiais da Igreja Matriz de S.Martinho da Vila de Sintra-pressionar

-Fotos:PedroMacieira
-Memórias Paroquiais /Torre do Tombo

-

quarta-feira, julho 04, 2018

Liga MEO Surf realiza provas na Praia Grande dias 6, 7 e 8 de Julho


SURF10072015Pblog.jpg
Foto  de 10/07/2015 na Praia Grande

A Praia Grande recebe nos dias 6,7 e 8 de julho, o Allianz Sintra Pro, quarta e penúltima etapa da Liga Meo Surf 2018, o circuito que define os títulos de campeões nacionais de surf.
O Allianz Sintra Pro é também a última de três etapas da Allianz Triple Crown  e será aqui que vão ser coroados os vencedores.
SURFP10072015Mblog.jpg
Fotos de 10/07/2015 na Praia Grande

Este é o quarto ano consecutivo em que a Liga MEO Surf realiza provas na Praia Grande, um palco histórico do surf nacional, onde, em 1997, decorreu uma etapa do Circuito Mundial de Surf que sagrou campeão Ruben Gonzalez após vencer o Campeão do Mundo Kelly Slater. A Praia Grande já foi, inclusive, palco de outras provas internacionais, como o Eurosurf de 1995 e 1999.

terça-feira, julho 03, 2018

Postal de Sintra

"Sintra foi o primeiro sítio Europeu inscrito pela UNESCO como Paisagem Cultural, em 1995.
Em 2014, os valores naturais e culturais que a Parques de Sintra gere receberam aproximadamente 2.234.000 visitas, cerca de 87% das quais por parte de estranjeiros"



"Em vez de intervir em discussões políticas, D.Fernando assumiu a tarefa importante de restaurar os edifícios nacionais, alguns como a Torre de Belém, símbolos importantes da nacionalidade. Na altura em que começou a planear a construção do Palácio da Pena na sua amada Sintra, começava a nascer uma nova consciência em relação à herança nacional. D.Fernando foi muito influenciado por um grupas de amigos liberais - incluindo o escritor e crítico Alexandre Herculano e Francisco Adolfo Varnhagen (um luso-brasileiro interessado em todos os aspectos da vida cultural).Juntos, convenceram-no de que o estilo arquitectónico  da época de D.Manuel I, no século XVI, era o verdadeiro estilo nacional. O «manuelino» (termo inventado por Varnhagen) era uma evolução do Gótico com toques orientais e marítimos floreados, como  o que se podem ver em Tomar e na Torre de Belém.Quando D.Fernando instruiu o arquitecto alemão Ludwig Wilhelm, barão de Eschwege, decidira criar um edifício exótico e espectacular que iria coroar o cume de Sintra, e ser visível a quilómetros."

*Malcom Jack/Breve história de Lisboa cidade do mar



domingo, julho 01, 2018

Porque hoje é Domingo...

Desde Novembro de 2017 temos acompanhado a  a duríssima regata à volta do mundo "Volvo  Ocean Race", que terminou agora. Regata em que perdeu a vida um experiente velejador.
Destacámos  a presença  de portugueses na tripulação da equipa da " Turn the Tide on Plastic"especialmente pela  mensagem que utilizou "Clean seas, it´s time to turn the tide", a necessidade de manter os Oceanos limpos especialmente de plásticos


Sobre a regata "Volvo Ocean Race 2017 - 2018"

 Foto em 01/11/2017 em Lisboa
 Os sete veleiros que participaram na regata "Volvo Ocean Race",(VOR) 2017-2018, numa volta ao Mundo, em 11 etapas - partem Domingo, de Lisboa para a África do Sul.
A equipa da " Turn the Tide on Plastic" (nas fotos), patrocinada pela Fundação Mirpuri, tem na sua tripulação dois velejadores portugueses :Bernardo Freitas e Frederico Pinheiro de Melo,
Esta é a segunda vez que Portugal tem velejadores na maior prova de vela oceânica, que teve início a 22 de Outubro em Alicante, sendo lisboa a 1ª Etapa,

The Mirpuri Foundation


Clean seas, it´s time to turn the tide (Foto em 01/11/2017 em Lisboa)

Texto da "Volvo Ocean Race"
 "Turn the Tide on Plastic
Parabéns ao António Fontes, ao Bernardo Freitas e ao Frederico Melo!
O Turn the Tide on Plastic garante o sexto lugar da classificação geral da Volvo Ocean Race!
Demorou até à última In-Port Race, mas o Turn the Tide on Plastic, de Dee Caffari, deixou o último lugar da classificação, e termina a volta ao mundo no sexto lugar.
(...)


Classificação final das In-Port Series da Volvo Ocean Race
1. MAPFRE - 64 pontos
2. Dongfeng Race Team - 56 pontos
3. Team Brunel - 50 pontos
4. team AkzoNobel - 50 pontos
5. Vestas 11th Hour Racing- 35 pontos
6. Turn the Tide on Plastic - 25 pontos
7. Sun Hung Kai / Scallywag - 25 pontos

Classificação final da Volvo Ocean Race
1. Dongfeng Race Team - 73 pontos
2. MAPFRE - 70 pontos
3. Team Brunel - 69 pontos
4. team AkzoNobel - 59 pontos
5. Vestas 11th Hour Racing - 39 pontos
6. Turn the Tide on Plastic - 32 pontos *
7. SHK / Scallywag - 32 pontos *"
Notícias sobre a próxima edição podem ser esperados em breve.
Foto em Lisboa em 1/11/2017

sábado, junho 30, 2018

O S.Pedro no Mucifal

Pelo segundo ano o desfile de marchas no Mucifal, no largo da Capela
Marcha AIPRM
Este ano  o desfile abrilhantado por fogo de artificio
Marcha que envolveu muitos Mucifalenses de várias gerações

quarta-feira, junho 27, 2018

Limpezas II

«Os municípios e a GNR podem dar às pessoas informação mais detalhada, através do 808 200 520, mas – na dúvida – mais vale cortar a mais do que a menos, pois é de reduzir o risco de incêndio que se trata».
 António Costa, Primeiro Ministro



Em Janas/Sintra ouviram com atenção as palavras de António Costa... e resolveram cortar a mais.
 Fotos em 26/06/2018


https://www.portugal.gov.pt/pt/gc21/comunicacao/noticia?i=e-fundamental-passar-a-mensagem-que-e-no-inverno-que-se-previne-a-tragedia-dos-incendios

terça-feira, junho 26, 2018

Lua cheia de Junho

Foto de hoje (com andorinha)

Distância da Lua à Terra: 400199.17 km
Idade da Lua: 13.17 dias
Fase da Lua: Crescente
Próxima fase da Lua: Lua Cheia
Visibilidade da Lua: 97.16%

Hoje o Monte da Lua (com copa de pinheiro) visto de Colares
Noite de Lua cheia hoje.

No tempo de Festas e Festivais

Depois da primeira parte do Rock in Rio concluída, outros festejos vão acontecer
Foto de um dos palcos do " Rock in Rio" durante o dia de ontem



Também no Mucifal no dia 29 de Junho, desfile da Marcha da AIPR do Mucifal, no Largo da Capela.



A Capela do Mucifal, começou a ser construída há 78 anos.

segunda-feira, junho 25, 2018

D.Pedro I e as vinhas de Colares

Pergaminho de 1362

D. Pedro I quita a Afonso Domingues, seu almoxarife na vila de Sintra, o pagamento do quarto relativo a uma vinha que este tinha no reguengo de Colares.(D.Pedro I,Rei de Portugal, 1357-1367 )
Documento retirado do Arquivo Histórico da CML

Foto :Alagamares
Fonte:AML-AH, Chancelaria Régia, Livro II de D. Dinis, D. Afonso IV e D. Pedro I, doc. 32.
Arquivo Histórico da Câmara Municipal de Lisboa