quarta-feira, junho 12, 2019

Visita guiada ao ao Santuário Romano da Praia das Maçãs

Jornadas Europeias de Arqueologia 2019
 16 de Junho, domingo, 16h30 Visita guiada ao Santuário Romano consagrado ao Sol, à Lua e ao Oceano no Alto da Vigia – Praia das Maçãs

 Esta visita tem como objectivo proporcionar ao público presente o contacto directo com a escavação em curso. Será ainda facultada a interpretação deste local no que concerne às suas diferentes ocupações ao longo dos séculos. Acesso: Gratuito, mediante marcação (nº de participantes limitado).

 Local de Encontro: Parque de Estacionamento da Praia Pequena, junto ao Hotel Quinta da Vigia.

 Informações e reservas: +351 21 960 95 20
| dbmu.masmo.divulgacao@cm-sintra.pt
Foto de 23 de Setembro de 2016
 Visita ao Santuário Romano consagrado ao Sol,`a Lua  e ao Oceano,  em Setembro de 2016, também no âmbito das jornadas Europeias do Património - guiada por Alexandre Gonçalves arqueólogo do Museu.
Foto de 23 de Setembro de 2016

Foto de 23 de Setembro de 2016


Sobre o Santuário Romano da Praia das Maçãs

Descoberto templo romano ao Sol, à Lua e ao Oceano, que estava perdido
Via Diário de Notícias:
"Ali,  (junto à falésia, perto da Praia das Maçãs), descobriu o arqueólogo Cardim Ribeiro, ergueu-se em tempos um dos mais importantes santuários do Império Romano, consagrado ao Sol à Lua e ao Oceano, cuja localização estava há muito perdida, e que muitos julgavam até que fosse apenas lenda. Não era. Com a descoberta do templo, em 2008, vieram outros achados, alguns surpreendentes, que "tornam este local único e de grande alcance histórico", assegura Cardim Ribeiro ao DN.
A descoberta logo no primeiro ano de escavações de um ribat, uma mesquita feita de uma série de celas e, numa delas, de um mirhab, um nicho para as orações, orientado para Meca, "foi uma surpresa", conta o arqueólogo. Com toda a probabilidade, não será a única. Há muito mais História debaixo daquelas areias e do mar de chorões que cobre as dunas.
Para já, as escavações incidem "na periferia do santuário". Uma prospeção geofísica feita em agosto de 2011 indica que o edifício principal do templo romano, retangular e de grande dimensão, está ali enterrado, um pouco atrás do local onde agora decorrem os trabalhos. "Este sítio é um ovo de História, que atravessa diferentes eras civilizacionais e cultos, ao longo de mais de um milénio", resume Cardim Ribeiro."

http://www.dn.pt/inicio/ciencia/interior.aspx?content_id=4241547

http://riodasmacas.blogspot.pt/2014/11/o-templo-romano-da-praia-das-macas.html

Sem comentários: