domingo, novembro 12, 2017

Patos Mandarim no rio das Maçãs

O "boom" turístico  também chegou ao rio das Maçãs - os últimos turistas a chegar.
Casal de patos Mandarim na Várzea de Colares

"O Pato-mandarim (Aix galericulata), marreco-mandarim ou de 65 a 75 cm.apenas mandarim, é um pato de médio porte, parente próximo do pato-carolino. Mede de 41 a 49cm de comprimento com uma envergadura 
O macho adulto é uma ave marcante e inconfundível. Possui um bico vermelho, faixas brancas crescentes acima dos olhos, uma face avermelhada e "bigodes". O peito é roxo com duas faixas verticais, os flancos rosados, com duas faixas laranjas que deslizam pelas costas. A fêmea é similar à fêmea do Pato-carolino, com um anel branco em volta do olho e desenhado para a parte de trás do olho, esbranquiçada na parte debaixo, com uma pequena faixa branca na lateral e esbranquiçada também na ponta do bico.[1]
Os Patos Mandarins são referenciados pelos chineses como Yuan-yang (chinês tradicional: 鴛鴦, chinês simplificado: 鸳鸯, pinyinyuān yāng), são frequentemente destacados na arte Oriental e são considerados como símbolos de carinho e fidelidade conjugal. Uma vez que, após acasalarem se mantêm aos pares para o resto da vida."
Na Wikipédia

No rio das Maçãs, na Várzea de Colares

Sem comentários: