quinta-feira, setembro 06, 2018

A Câmara Municipal de Sintra não gosta de árvores (em actualização)

Foto de M.Clara Gomes de hoje.

Não está a acontecer em nenhuma zona florestal da Serra de Sintra, acreditem é num local nobre de Sintra - Jardim da Correnteza.
Foto de M.Clara Gomes hoje na Correnteza

Em plena área nobre de Sintra, desta vez os lenhadores em actividade no jardim da Correnteza, resolveram abater mais uma parte do património arbóreo de todos nós.

Segundo a explicação oficial (via Sintra Notícias) as árvores abatidas estariam em perigo eminente de queda. avançando que
"A decisão da autarquia sintrense surge depois de várias avaliações, nomeadamente por parte do Instituto Superior de Agronomia (ISA). As árvores, classificadas com de interesse municipal, foram avaliadas com “perigosidade elevada” pelo laboratório do ISA, o máximo da escala."
Foto de M.Clara Gomes de 2017

Foto do ano passado do estado em que ficou uma das árvores depois de uma "poda" camarária.  Sendo este tipo de podas que determinam o  futuro estado fitossanitário das árvores e provocam mais tarde a justificação de abate.

Memórias de outros abates
Post de 2011 sobre abate de plátanos em Colares,  também com parecer do ISA, Instituto Superior de Agronomia, que nós contestámos e provámos com outras análises em outros laboratórios, que havia resultados diferentes:
https://riodasmacas.blogspot.com/2011/11/camara-municipal-de-sintra-comunica.html

Sem comentários: