quinta-feira, abril 11, 2013

Arquitecto Gonçalo Ribeiro Telles distinguido com o 'Nobel' da Arquitectura Paisagista

 photo GonccedilaloRibeiroTelles2012Blogue_zps248b734a.jpg O arquitecto paisagista Gonçalo Ribeiro Telles foi  distinguido com o 'Nobel' da Arquitectura Paisagista, o Prémio Sir Geoffrey Jellicoe, atribuído em Auckland, na Nova Zelândia, pela federação internacional do sector. Em 28 de Abril de 2012, o Arquitecto Gonçalo Ribeiro Telles, participou num Colóquio/Debate sobre as Árvores de Sintra, organizado pela Alagamares, na Sociedade União Sintrense.


  Criador do corredor verde de Monsanto
Nascido em Lisboa, a 25 de Maio de 1922, Gonçalo Pereira Ribeiro Telles licenciou-se em Engenharia Agrónoma e formou-se em Arquitetura Paisagista, no Instituto Superior de Agronomia, na capital portuguesa, onde iniciou a vida profissional como assistente e discípulo de Francisco Caldeira Cabral, pioneiro da disciplina em Portugal, no século XX. São da autoria de Ribeiro Telles, entre outros projetos, o Corredor Verde de Monsanto e a integração da zona ribeirinha oriental e ocidental, na Estrutura Verde Principal de Lisboa. Gonçalo Ribeiro Telles também é autor dos jardins da sede da Fundação Calouste Gulbenkian, que assinou com António Viana Barreto (Prémio Valmor de 1975), e dos projetos do Vale de Alcântara e da Radial de Benfica, do Vale de Chelas, e do Parque Periférico, entre outros.

1 comentário:

Anónimo disse...

Aqui está um Senhor, que tem lutado para que se respeite a qualidade de vida, quase sempre a ver os seus projectos adiados.
Agora, foi preciso esperar que "do outro lado do Mundo", fosse reconhecido o seu real valor.