quarta-feira, julho 27, 2016

Memórias Sintrenses (Reedição)

Com a prestimosa colaboração de Carlos Santos (Caínhas), publicamos hoje mais um interessante retrato de uma Sintra antiga.

Photobucket

Este Semanário "O DESPERTAR", do Partido Republicano da Esquerda Democrática do Concelho de Sintra, tinha a Sua Administração, e sede de Partido na Rua das Padarias nº 1 Sintra- Vila. É uma casa grande, que fica situada no primeiro andar em frente da Piriquita, tem frente para o Largo Rainha D.Amélia, por baixo, era um forno de padeiro do Sr. António Melo, mais tarde convertido numa casa de nome A TIBORNA, hoje tem outro nome e dedica-se à venda de produtos de artesanato.
Nesta casa onde era a sede do Partido Republicano, veio a ser mais tarde a residência do Sr. José Alfredo da Costa Azevedo, onde veio a falecer.

Photobucket
Aqui foi a Sede do Centro Republicano de Sintra,(no primeiro andar), e a última residência do Sr.José Alfredo Azevedo.Onde hoje é a Loja do largo (por baixo) era o forno do padeiro (a lenha), e o posto de venda era onde se situa hoje a cafetaria das Padarias Reunidas de Sintra, no Largo da Vila -Foto de Carlos Santos

Sobre o Dr. Carlos França posso acrescentar que conforme O DESPERTAR de 2-10-1926 indica, em reunião efectuada nos Paços do Concelho desta Vila de Sintra, ficou acordado que fosse mandado erigir um monumento em Sintra em homenagem ao ilustre médico.
Photobucket

Monumento esse que está edificado no Largo Dr. Carlos França aos Pizões, na Vila Velha, a Rua de ligação ao largo do Victor também foi chamada de Rua Dr. Carlos França, tendo nos anos 70 sido alterada para Maria Eugénia Reis Ferreira Navarro.
Esse monumento foi inaugurado nos anos 34 ou 35, (não fui lá ver) do século passado, tendo sido uma menina da escola feminina de São Pedro de Sintra, de seu nome Maria Vitória da Silva Mata, indicada para fazer o descerramento do dito monumento.

Photobucket
Créditos:
Texto de Carlos Santos (Caínhas) e foto do Centro Republicano de Sintra
Reproduções do Jornal "O Despertar" (colecção Carlos Santos)
Foto do monumento ao Dr.Carlos França -Obras de José Alfredo da Costa Azevedo -VI

6 comentários:

Diamantes Negros disse...

Onde se lê que o Sr. José Alfredo da Costa Azevedo, morou e veio a falecer mais tarde nesta casa, está errado. Porque segundo fontes de pessoas da Vila, o Sr. José Alfredo faleceu numa sua casa no Largo do Vítor.
As minhas desculpas pela informação errada.
Caínhas

Graça Sampaio disse...

Era isso que eu vinha aqui dizer: o Sr José Alfredo morou e faleceu na sua casa no Largo do Vítor. Nessa casa, onde foi a Tiborna, foi uma mercearia nos anos 60/70, mas não sou capaz de me lembrar do nome do merceeiro, que era bem conhecido.

pedro macieira disse...

Graça,
Com leitores/colaboradores assim, não há lapsos que mantenham.
Abraço

António Pedro Macieira disse...

Queria dizer "que de mantenham "

António Pedro Macieira disse...

Que de mantenham

pedro macieira disse...

Errata. "Que se mantenham"