sexta-feira, janeiro 04, 2019

Notícias do Farol do Cabo da Roca

Foto  em 28/12/2018
Com a memória de uma torre metálica de 50 metros, instalada pelo M.A.I em Agosto de 2013, junto ao Farol e que a natureza  (tempestade Ana ), derrubou em 2017. Observámos no mês  de Dezembro, obras no farol, com instalação de andaimes - esperando que não haja qualquer projecto de reinstalação da malfadada torre naquele local, (área protegida do Parque Natural Sintra- Cascais, e  actualmente  gerida pela Parques de Sintra Monte da Lua).

Transcrevemos  pela sua importância um artigo da revista "Turisver" que explica a intenção das obras que estão a acontecer.

«As obras de ‘Recuperação e Adaptação a Instalações de Apoio à Visita’ no Farol do Cabo da Roca, situado na freguesia de Colares, no concelho de Sintra, já se iniciaram e deverão estar concluídas em 2020.
Com um investimento previsto de 1,7 milhões de euros, ao abrigo de um protocolo assinado, o ano passado, entre a Autoridade Marítima e a Parques de Sintra-Monte da Lua (PSML), o objectivo desta remodelação, segundo o jornal online Sintra Notícias, é aproveitar todo o espaço do farol e fazer uma maior divulgação da actividade dos faróis, dos faroleiros, reunindo uma série de potencialidades, para que possa haver mais serviços, que permitam melhorar o acesso dos visitantes. As casas anteriormente ocupadas pelos faroleiros vão ser igualmente transformadas e adaptadas, dando lugar a uma loja de recordações, um museu, três casas de turismo rural e uma cafetaria e esplanada.
Registos históricos apontam para a existência de um forte no Cabo da Roca no séc. XVII que teve um papel importante na vigia da entrada de Lisboa, formando uma linha defensiva ao longo da costa, sobretudo durante as Guerras Peninsulares. Actualmente existem apenas vestígios, para além do farol, o terceiro mais antigo da costa portuguesa, que ainda em funcionamento, continua a ser um ponto importante para a navegação.
O Cabo da Roca está integrado no Parque Natural de Sintra-Cascais e é um dos motivos de interesse dos percursos pedestres que aqui se podem fazer ao longo da costa.»

Sem comentários: