quinta-feira, maio 30, 2013

Museu do Brinquedo de Sintra pode fechar

museubrinquedo2


O Museu do Brinquedo de Sintra, está em risco de fechar, devido à nova lei das fundações, a CMS terá que deixar de atribuir o subsídio mensal de cinco mil euros, e deixa de poder ceder gratuitamente o edifício onde está instalado desde 1997.

O Museu recebe em média mais de 50 mil visitantes por ano. O espólio tem mais de 60 mil brinquedos todos da colecção  de João Arbués Moreira.

Ana Arbués Moreira, afirmou à agência Lusa que "a legislação  para as fundações foi feita de forma transversal. Nem viram, nem sabem, nem fazem ideia nenhuma, nem sequer visitaram o Museu."
 


MuseuBrinquedo24092011

Não deixemos fechar o Museu do Brinquedo- um texto de Fernando  Morais Gomes:
http://reinodeklingsor.blogspot.pt/2013/05/nao-deixemos-fechar-o-museu-do-brinquedo.html

6 comentários:

pedro macieira disse...

Uma Fundação que não foi extinta pelo governo PSD/CDS:
http://www.publico.pt/politica/noticia/a-longa-e-polemica-historia-da-fundacao-do-psdmadeira-que-o-governo-nao-extinguiu-1564712

Anónimo disse...

o museu que trabalhe para pagar o aluguer e restantes. eu também trabalho para comer e não tenho visitantes em minha casa. farto de subsidiodependentes.

pedro macieira disse...

Caro anónimo,
Respeito a sua opinião sobre a subsidiodependência.Neste caso o Museu tem uma utilidade pública inquestionável: é um factor de desenvolvimento económico da Vila de Sintra -tem um espólio de origem particular, que deste modo tem visualidade pública.O Museu ocupa o antigo espaço do quartel dos bombeiros, local que a Câmara diz que para ele não tem qualquer projecto -o encargo com o Museu que vem do orçamento da CMS, é o talvez menos que outros encargos, que não têm tanto interesse cultural, sendo um polo de grande interesse educacional para a população escolar do Concelho.
Tem ainda o Museu um número de visitantes anuais que deverá ter-se em conta.A lei de extinção de Fundações, corta às cegas e essa é a causa deste problema em Sintra (Em Cascais a "Casa das Histórias", de Paula Rego, outro caso semelhante) -reparo que a Fundação do PSD da Madeira que vive à custa do orçamento do estado português, dona de grande parte do património madeirense, continua intocável...
Cumprimentos

Anónimo disse...

Caro pedro macieira, ainda bem que eu fiz este comentário. sempre dá para apontar outros casos de subsidiodependencia...
Esta vila, que já conheço há alguns anos, nunca, repito, nunca soube aproveitar o seu potencial. face à quantidade de pessoas que diariamente chegam aqui e vão em fila indiana aos locais já pré-definidos há anos por lobys aqui instalados, continuo a dizer que estou farto de subsidio dependentes. há aldeiazinhas por essa europa fora, que fazem mais dinheiro que esta vila...

Anónimo disse...

O sr anónimo "9:39" tem toda a razão. Sintra é uma terra repleta de lobys. Eu cá, chamo-lhes "donos de Sintra".
Até na rua onde resido, há um "dono da rua"...

Anónimo disse...

Como alguns sintrenses bem o dizem "O pior inimigo de Sintra é o sintrense". Em relação ao Museu do Brinquedo... simplesmente não faz sentido acabar com o apoio da CMS a este espaço. É riquissimo não só a nível cultural mas também histórico. É um museu unico no mundo, tem uma das coleções mais importantes do mundo no género (se não a mais importante), e face à conjuntura atual, não tem muita margem de manobra para se reformulare manter-se de portas abertas, é daqueles casos em que os dinheiros publicos são bem aplicados, não se trata de "subsidiodependencia". Se fechar, o mais provavel é vermos abrir numa outra localidade ou país com pompa e circunstancia.