terça-feira, maio 07, 2013

Pintar nas Azenhas do Mar III

Acompanhamos  desde o início, através do blogue, o interessante percurso do amigo Zé Pintor , da Adega das Azenhas, na sua  recente  incursão  à arte de pintar - alguém que tinha descoberto um novo caminho para registo dos seus sonhos e das suas realidades.

A nosso pedido o amigo Zé Pintor, escreveu um texto que pretende ser a justificação para a sua actual dedicação à pintura, que hoje publicamos - e uma recente pintura sobre madeira, exposta  actualmente no restaurante das Azenhas.


Pintura2013ZePintorBlogue

Fui trabalhar apenas com 13 anos, e como se costuma dizer, nunca tive muito jeito para o desenho nem para a pintura.

Comecei a pintar porque um amigo “Carlos Vizeu”, fazia uns desenhos nas toalhas do restaurante e eu disse na brincadeira, que um dia também ia pintar um quadro.

Já fiz mais do que um e todos eles têm uma história  – vou contar algumas:

Muitos dos quadros que comecei nunca terminei, acabando sempre no final por pintar nessas telas um ramo de flores....

Um amigo pediu-me um dia uma pintura e disse-me que tinha que ser muito boa, e que iria demorar muito a pintá-la. Num instante fiz a pintura, o que me provocou uma satisfação e um grande contentamento.

Pintar requer muita sensibilidade e muito trabalho mas  também provoca uma agradável sensação de relax. Dou muito valor ao trabalho do pintor. Uma pintura tanto pode demorar séculos como minutos ou anos. É preciso coragem para mostrar uma pintura ou um desenho. Os quadros têm vida, beleza, hipnotizam-nos e provocam sentimentos de tristeza ou alegria, são registos inteligentes.

Zé Pintor

Post relacionados:
Inspirações na orla da Praia-Aqui
Pintar nas Azenhas do Mar-Aqui
Pintar nas Azenhas do Mar II -Aqui
Mar das Azenhas -Aqui

Sem comentários: