domingo, dezembro 07, 2014

A propósito dos 19 anos da elevação de Sintra a Paisagem Cultural da Humanidade

CardimRibeiro09012009.jpg
José  Cardim Ribeiro, Director do Museu Arqueológico de São Miguel de Odrinhas

No jornal Público de 22 de Abril de 2007, escrevia José Cardim Ribeiro, um artigo, com o título "Sete breves considerações sobre a Paisagem Cultural de Sintra", de que transcrevemos dois pequenos excertos, pelo seu interesse, na altura em que se celebra 19 anos da classificação da Paisagem Cultural de Sintra, como Património Mundial da UNESCO:

"(...)7.-Um dos princípios-base das classificações da UNESCO tem a ver com o desejável interesse e salutar aproximação entre a população e os bens classificados no seu território, respectivo usufruto e gestão. O profundo esquecimento deste princípio constitui um dos maiores desvios aos princípios da UNESCO na gestão da Paisagem Cultural de Sintra (PCS).
(...)
Actualmente, Paisagem Cultural de Sintra e sintrenses estão de costas viradas uns para outros, podendo mesmo dizer-se que existe por parte da população uma certa antipatia por aquilo que é  hoje, na realidade, a PCS (é óbvio que a gratuitidade das manhãs de domingo, nos monumentos, e parques geridos pela PSML, iniciativa meramente simbólica, em nada altera a lamentável situação subsistente).
 Permanecem, no âmbito da PCS, espaços que os sintrenses sempre consideraram públicos e como seus: o mais importante, neste aspecto, é o Castelo dos Mouros que efectivamente deveria ser de novo - como sempre, ao longo dos séculos - franqueado à população sintrense; e, através de uma iniciativa como esta, iniciar-se da melhor maneira o sempre  tão complexo mas estritamente necessário processo de aproximação entre populações e os bens internacionalmente classificados."

José Cardim Ribeiro/Público 22/05/2007
Coordenador do Dossier de Candidatura de Sintra a Património Mundial. Membro do ICOMOS.
Actualmente, Director do Museu Arqueológico de São Miguel de Odrinhas
CastelodosMouros-1.jpg

1 comentário:

Diamantes Negros disse...

Completamente de acordo com o que diz respeito ao acesso grátis do Castelo dos Mouros.
Antigamente o acesso aos Parques era também gratuito excepção ao Parque de Monserrate.