quinta-feira, novembro 24, 2016

Tapada do Mouco


"O Chalet da Tapada do Mouco, construído em 1870 para instalação ocasional do Infante D.Augusto, filho mais novo do Rei D.Fernando II, serviu também para alojar, no tempo da Condessa, algumas das suas visitas. Mais tarde foi morada do jardineiro Domingos Morgado. Neste momento encontra-se assim, belo ainda, como as fotos documentam, invadido por trepadeiras, sem telhado e esventrado do seu interior."
Texto de Emilia Reis
Fotos em 6 de Julho de 2014
Fotos em 6 de Julho de 2014
Restaurado o Viveiro Florestal da Tapada do Mouco
Foi restaurado o Viveiro Florestal da Tapada do Mouco, situado junto à zona ocidental do Parque da Pena, que permitirá a reprodução de plantas tendo em vista a reflorestação do Parque da Pena e de outras propriedades florestais e jardins sob gestão da Parques de Sintra, que têm vindo a ser afetados por temporais.
O projeto de recuperação incluiu a reparação dos muros em alvenaria de pedra e junta seca, de modo a restabelecer o sistema de terraços que caracteriza a organização do viveiro, num total de 14 talhões. A circulação e articulação entre estes terraços estabelece-se através de caminhos em saibro estabilizado, também reparados. O projeto incluiu ainda a reabilitação dos caminhos de acesso ao viveiro.
Pretendeu-se recuperar o espaço, cuja estrutura foi desenhada no final do século XIX, tendo em conta a sua função original: a produção de plantas florestais. A recuperação da função original de reprodução de plantas servirá essencialmente para replantação, como resposta aos efeitos dos fenómenos climáticos extremos que têm vindo a ocorrer e que provocaram a queda de milhares de árvores nos últimos 3 anos.
O viveiro em causa desenvolve-se paralelamente a uma linha de água natural, tirando partido de uma situação de proteção em relação aos ventos dominantes do quadrante orte, mas também de exposição solar adequada à produção de plantas. A disponibilidade de água para rega é garantida através de um grande reservatório existente a montante do sistema de terraços.
A Carta do Parque da Pena de 1918 (cartografia histórica) serviu de base para este projeto.
Texto da PSML


 Voltámos lá recentemente e o Chalet da Tapada do Mouco,continua  ainda por recuperar.
Foto em 29/10/2016

2 comentários:

Graça Sampaio disse...

Que pena!! Por acaso não conheço.

pedro macieira disse...

A Tapada do Mouco ( que liga através de uma passagem por baixo da estrada o Parque da Pena) e após a intervenção da PSML tem um aspecto cuidado a ruína que apresento na foto é que não teve a recuperação que necessitava.
Bom fi, de semana.Bj!