sexta-feira, março 02, 2018

Folhetim Hotel Netto -novo episódio (ver as estrelas a aumentar)

Novo episódio (2018)
Os trabalhos terão parado devido a um “desentendimento” entre o promotor e o empreiteiro. Com um novo responsável pela recuperação do hotel, a autarquia garante que as obras já recomeçaram - escreve Cristiana Faria Moreira, no jornal Público em 28/02/2018.


https://www.publico.pt/2018/02/27/local/noticia/depois-de-meses-paradas-camara-diz-que-obras-no-hotel-netto-ja-recomecaram-1804553

 Iniciou-se (?) mais um episódio da saga "Hotel Netto" e segundo descreve o PÚBLICO: "apesar da grua e dois andaimes ao que o PÚBLICO apurou, a recuperação do edifício está suspensa desde Junho" e adianta que questionada a CMS a "autarquia garante estarem a ser cumpridos os prazos legais da empreitada. Nos termos da adjudicação, em Julho de 2016, o promotor dispõe de 30 meses para concluir o hotel. Após emissão do alvará de construção ou licenciamento da operação urbanística"

 Agora o actual projecto prevê segundo o PÚBLICO "a instalação de uma unidade hoteleira com 34 quartos".Inicialmente um hostal depois um hotel, que seria de quatro estrelas, "será agora de uma unidade de cinco estrelas," segundo informação da CMS...

*Foto anterior às intervenções 20/10/2015
Resumo dos episódios anteriores
O presidente da autarquia, Basílio Horta, revelou à Lusa  (2015) que a proposta relativa ao degradado Hotel Netto, a submeter ao executivo e à assembleia municipal, "passa pela venda do imóvel, com projecto aprovado, para que quem comprar, se quiser, comece a construir no dia seguinte"

A proposta com facilidades...
O montante base da proposta será de um milhão de euros, que se for pago a pronto terá um desconto de 10% do valor, ou seja, ficará por 900.000 euros, explicou o autarca.

"Se não for a pronto, [o comprador] tem três momentos para pagar: 20% com a adjudicação, 30% com a abertura das portas, e depois duas fases de 25%, aos seis meses e após um ano, com a assinatura da escritura no fim", adiantou  ainda Basílio Horta,  que a escritura "pode ser feita antes se houver garantia bancária do valor em dívida".
A aquisição foi aprovada pelo PS, PSD e CDU, com a oposição dos vereadores da lista de Marco Almeida, mas o presidente da autarquia justificou a aquisição por ser "um bom negócio" e dar um sinal do empenho na câmara na reabilitação do centro histórico.
"A proposta acaba por preencher requisitos essenciais, nomeadamente a sua integração arquitectónica na malha histórica de Sintra", afirmou hoje à Lusa o vereador Pedro Ventura (CDU).
Fonte:


O estado do interior  do Hotel Netto  em 20/02/2015- local  eleito por Ferreira de Castro

Foto em 20/02/2015

Um pequeno apontamento em 3 episódios, sobre um antigo hotel de Sintra.

Episódio 1(A ultrapassagem)
No início de  2013, constou que a Parque de Sintra Monte da Lua (PSML), teria intenção de comprar o antigo Hotel Netto em Sintra. Abordando o assunto mais tarde, com um responsável da PSML – foi-me respondido que a proposta tinha sido feita, mas os acionistas não teriam aceitado.
*A CMS é acionista da PSML
No mês de Novembro de 2013, surgiu a notícia que a PSML, teria comprado o Hotel Netto, para instalar um Hostel.


No mesmo mês e após a   Assembleia Municipal  da CMS, foi deliberado utilizar o direito de preferência e comprar o Hotel Netto para  a instalação de um Hostal!!!

http://riodasmacas.blogspot.pt/2013/11/o-estranho-caso-do-hotel-netto.html


Episódio 2 (A conformidade)
Notícia no "Diário de Notícias"
20 Dezembro 2013

"O Tribunal de Contas (TC) declarou a conformidade da aquisição das ruínas do Hotel Netto por parte do município de Sintra, disse hoje à agência Lusa o presidente da Câmara, Basílio Horta.

"A aquisição do Hotel Netto revela que a Câmara Municipal vai assumir as suas responsabilidades na requalificação do centro histórico da vila de Sintra e em todo o concelho", disse o autarca à agência Lusa.
Basílio Horta acrescentou que o município pretende instalar um hostel naquele edifício.
A Câmara e a Assembleia Municipal aprovaram a aquisição do imóvel.
A declaração de conformidade é o ato em que se consubstancia juridicamente a fiscalização prévia do Tribunal de Contas, inserida nos seus poderes de controlo financeiro."
Episódio 3 (a fachada?)
No Jornal da Região
"Basílio Horta reconhece que a recuperação do edifício está num impasse pelos seus elevados custos"

No Blog Sintra Deambulada, escreve João Rodil:
Outubro 28 de Outubro 2014

 "A Câmara adquiriu o Hotel Netto e agora diz-se que o problema é o dinheiro que custa manter a sua fachada! Mas poderia ser de modo diferente? Não se sabia, de um saber obrigatório, que a fachada era para manter? É a Câmara que deve obrigar a manter todas as fachadas e, obviamente, obrigar-se a si própria. (...)"

Sem comentários: