sexta-feira, junho 30, 2006

HOTEL NETTO

A tabela de preços é de 1907. O edificio no total estado de abandono é uma imagem de ontem, da 29 de Junho de 2006! (foto de Pedro Macieira)


Algumas referências históricas sobre o Hotel Netto.

Em um artigo publicado há largos anos no Anglo-Portuguese News, referia-se ao Hotel Neto nos seguintes termos:
“O percurso entre Cascais e Sintra constitui a beautiful walk with fine panorama. The Park of Pena has many fountains, lakes, gardens and splendid collection of original vegetation. Cintra tem inúmeros atractivos para o visitante, o qual não deverá de forma nenhuma deixar de conhecer por dentro o velho Palácio Real, onde King Edward VIIth and William the second had breakfast on the hall.Tal como Lisboa, também Cintra dispõe de uma excelente gama de alojamentos. O Hotel Nunes provides hot and cold water canalised in all rooms and, the Hotel Netto, para além de ter electricidade, serves breakfast and dinners of host and caution.”

O escritor Ferreira de Castro , foi um dos hóspedes do Hotel Neto, tendo aí escrito parte da sua extensa obra, o escritor sentia-se particularmente bem neste cenário da Vila de Sintra, a sua ligação a este ambiente verdejante e tão natural que tanto inspirara a sua escrita , que em 1970, fez o pedido de ficar sepultado” à beira de uma dessas poéticas veredas que dão acesso ao Castelo dos Mouros sob as velhas árvores românticas que ali residem e tantas vezes contemplei com esta ideia no meu espírito. Ficar perto dos homens, meus irmãos, e mais próximo da Lua e das estrelas, minhas amigas, tendo em frente a terra verde e o mar a perder de vista – o mar e a terra que tanto amei”.

Falecido em 20 de Junho de 1974, Ferreira de Castro repousa na Serra de Sintra, sob um banco talhado na rocha ,numa vereda que conduz ao Castelo dos Mouros. Em plena Vila Velha de Sintra, no Casal de Santo António, situa-se o Museu Ferreira de Castro,em consequência da doação feita pelo escritor do seu espólio ao Povo de Sintra.

3 comentários:

Mancholas disse...

Mas que tristeza ver um edificio como este neste estado de degradação.Vou algumas vezes a sintra, mas nunca tinha reparado neste edificio.

catgcoelho disse...

Boa tarde:
Inadvertidamente cheguei a este blog e ao ver o interesse demonstrado relativamente ao Hotel Netto, gostaria de lhe enviar uma referência bibliográfica onde poderá aceder a um artigo publicado sonbre os trabalhos arqueológicos por nós ali realizados em 2005:

Arqueologia & História, vol nº 56/57. Lisboa: Associação dos Arqueólogos Portugueses, 2004/2005

Acima de tudo, aproveito para agradecer a sua valiosa divulgação do património histórico e imaterial de Sintra.

pedro macieira disse...

catgcoelho,
Muito agradeço a valiosa informação que me enviou, sobre o v/ estudo arqueológico do subsolo do Hotel Netto- texto que já obtive.Irei publicar um pequeno apontamento sobre o v/ trabalho.

Um abraço