domingo, outubro 16, 2011

Indignações

Photobucket
Milhares de pessoas, jovens, precários, desempregados, pensionistas, manifestaram-se ontem em Lisboa, contra as políticas que não nos deixam ter futuro.
A marcha de protesto iniciada no Marquês de Pombal, terminou em frente à Assembleia da República em S.Bento. Foi aprovado pelos manifestantes uma nova manifestação em 26 de Novembro.

Photobucket



Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

Photobucket

5 comentários:

Fatyly disse...

e o povo deve sair mais vezes à rua...sem incidentes porque tantas as vezes o cântaro vai à fonte que um dia deixará lá a asa.

Carlos José Santos disse...

Isto é música para os ouvidos desta corja!
O governo é mandatário do capital, e do FMI.
Pois se até os fantoches na União Europeia só lá estão a ganhar o ordenado. Já só a França e a Alemanha é que se juntam para ver o que melhor lhes interessa. Já nem levam o Durão Barroso, deviam levá-lo, para o homem, não fazer figuras tristes, assim dá muito nas vistas, não lhe ligam nenhuma, aos outros países membros ainda menos, e já ninguém fala!
Que comunidade é esta que só dois é que mandam?.
Os gregos foram mais democratas, ao menos enquanto houve dinheiro dividiram pela "malta" toda.
Cá só houve dinheiro para os da seita! O resto ficou tudo pobre na mesma!
Lá, ordenado mínimo 750€, um/a empregado/a de balcão 2000€!...
Assim é que é, ou há moral, ou comem todos!
Acabou o dinheiro, acabou para todos, agora logo se vê!
Mas ponham-se a pau com eles, porque eles têm sangue na guelra, não são de raiva mansa como os portugueses!
Vão ver que lhes vai sair o Totoloto, e nós "passarinhos", vamos continuar a contar os tostões, e tratados ababixo de cão, mas, vadio, abandonado, porque eu tenho os meus cães muito bem tratados!...
Soluções não tenho, porque enquanto, uns que nunca fizeram nada, se dedicaram à política, eu fui trabalhar com 13 anos, estudei à noite, e tive sempre que trabalhar em mais que um lado. Não me sobrou tempo para pensar na política. Mas sei que não desperdiçando, não roubando, e com uma gestão cuidada, sem gastos supérfulos, tipo submarinos, que vão ao fundo e nos custaram uma fortuna, nisso agora ninguém fala!...
Sabem que quando fizeram testes de alto-mar, rebentaram as escotilhas, porque não aguentaram a pressão da àgua? Comprámos submarinos para andar só, à tona de àgua!!!

pedro macieira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
pedro macieira disse...

A situação que se vive actualmente é de uma estrondosa injustiça.Este governo, está a fazer o seu trabalho: desmontar todo o sistema social que se construiu desde o 25 de Abril de 74.
É a vingança dos bancos e dos empresários, que tem como testa de ferro um Passos Coelho.
Justificado pela crise económica e financeira que agora agora curiosamente já é de origem exterior -como até Cavaco Silva já reconhece, embora(tardiamente),este liberais de pacotilha, como uma falta de ética e sensibilidade social, estão a provocar um desastre social, a troco de prestar serviço à Alemanha e à França, privatizando a toda a velocidade tudo o que tem valor no sector ainda empresarial público do País - até as águas!!! a preços de saldo.
Um país de desigualdades sociais, ainda se tornará mais desigual. As gorduras de que tanto falavam são afinal os funcionários públicos e os pensionistas!!

E como diz um amigo : É fartar Vilanagem!!!

carol disse...

Gostei de ver porque não estive lá senão em pensamento. Claro que cá em Leiria não houve nada - terra de cavaquistão...

Beijo