sábado, março 31, 2012

Carlos Vizeu 1925 - 2012

CarlosVizeu
O artista plástico Carlos Vizeu faleceu no dia de ontem, sendo o seu funeral amanhã domingo.


Carlos Vizeu, nasceu em Lisboa em 1925, onde terminou o curso da Escola António Arroio e o Curso de Escultura da Escola Superior de Belas Artes.
Enquanto aluno de escultura foi discípulo, entre outros, dos Mestres Costa Mota (sobrinho) e Leopoldo de Almeida. Foi aluno dos Mestres Trindade Chagas, Lino António e Paula Campos, em aguarela, e aprendeu medalhística com o Mestre João da Silva.
A sua primeira exposição teve lugar em 1947, tendo sido muito bem recebido pela crítica e pelo público.
Em 1950 instala o seu atelier na serra de Sintra onde, dando largas à sua imaginação, cria milhares de peças que se encontram espalhadas um pouco por todo o mundo. Torna-se então ponto de visita obrigatória de turistas e estudantes das mais diversas escolas e idades. As exposições sucedem-se, tanto em Portugal como no estrangeiro.
Foi professor de cerâmica durante 28 anos na Escola do Centro de Reabilitação de Alcoitão, no curso de Terapêutica Ocupacional e tem dado, com alguma frequência, cursos de cerâmica e escultura no seu atelier de Casas Novas, em Almoçageme.
Em Portugal são às centenas os painéis de cerâmica em lugares públicos, as esculturas e ainda as medalhas de bronze.
De todos os seus trabalhos, revestem-se de especial importância para o Concelho de Sintra os painéis cerâmicos que foram elaborados para o Palácio Valenças, em 1959 e em 2003.
Em 2002 a Autarquia Sintrense agraciou-o com a Medalha de Ouro de Mérito Municipal.

CarlosVizeu2Link
Créditos:
-Biografia retirada do site do atelier Carlos Vizeu
-Agradecimento ao Restaurante Adega das Azenhas, pela disponibilização da foto de Carlos Vizeu e da peça do autor.

2 comentários:

Graça Sampaio disse...

Não sabia nada disto. ignorância minha, claro! Obrigada pelas informações.

Boa semana.

pedro macieira disse...

Graça,
De facto Carlos Vizeu tem uma enorme obra artística.E tinha em agenda há muito tempo publicar no blogue um post sobre ele, indo até ao seu atelier em Almoçageme, o que agora é impossivel.
Um abraço