domingo, junho 03, 2012

Queda de ultraleve na Azoia provoca duas vítimas mortais

Photobucket
 FotoTVI

O local da queda do ultraleve foi detectado às 07h00 deste domingo, por um avião da Força Aérea que sobrevoou a zona, tendo de imediato seguido para a zona várias viaturas dos bombeiros de Almoçageme, incluindo duas ambulâncias.O ultraleve encontrava-se desaparecido desde a tarde de sábado.

Post relacionado:
 Avioneta despenha-se na Praia da Aguda (Dezembro,15, 2010) -aqui

7 comentários:

Carlos Portugal disse...

O que é estranho é insistirem em chamar «ultraleve» à avioneta... Ultrapassa a simples ignorância habitual jornalística...

pedro macieira disse...

Carlos Portugal,
Eu próprio mantive a denominação em uso, pois a aeronave poderia ter alguma característica (tipo ultraleve,quando intacta - que exigisse essa denominação, que os destroços após o embate no solo não permite observar.
Cumprimentos

Zé-Viajante disse...

Infelizmente cada vez mais frequentes, estes casos.
Abraço.

Anónimo disse...

Bom dia,

Pouco percebo de aviação, mas pelo que sei este equipamento é de facto um ultra-leve, pelas suas características. Refira-se que o mesmo tinha descolado do aeródromo da Tojeira, onde tinha participado no Tojeira Air Meet, eu e mais algumas dezenas de pessoas vimo-los fazerem-se à pista e iniciar aquele que seria o seu último e fatídico voo, acenando a quem ficava em terra.

Carlos José Santos disse...

Fui militar da FAP quase cinco anos. Se havia algo que os nossos pilotos embirravam era quando, alguém chamava avionetas, aos aviões. Avião é avião aqui não há avioas, diziam!
Porque quando se deslocava, um Auster ou um Dornier, cuja configuração, estava dentro da vulgar designação de avioneta, era comum os estranhos à Força Aérea, darem essa designação, que para nós ao tempo era absolutamente errónea. Como em termos de comunicação social, hoje vale tudo, mais asneira menos asneira, não faz mal.
Ultra-leve, no meu tempo não havia, não vejo crime nenhum na designação, até porque está no masculino, e, designa um AVIÃO.

pedro macieira disse...

Caínhas,
Bem-vindo - há algum tempo que não havia contacto.
Um abraço

Carlos José Santos disse...

Pedro,
É com prazer que aqui volto.
Mas como lhe disse por outra via, algo bloqueava o meu acesso. Espero que esteja resolvido.
Abraço