segunda-feira, junho 18, 2012

A refeição da Garça Nocturna/Goraz no Rio das Maçãs

GarçaNocturnaGorazriodasmacas1 No sábado, o destino permitiu-me fotografar a refeição de uma Garça Nocturna ou Goraz, no Rio das Maçãs em Colares.Este tipo de Garça não parece ser normal existir na região, ao contrário da Garça- Real, que já tive a sorte de fotografar, neste mesmo local e também no Parque da Pena.GarçaNocturnaGorazriodasmacas2 GarçaNocturnaGorazriodasmacas3 GarçaNocturnaGorazriodasmacas4 GarçaNocturnaGorazriodasmacas5 GraçaNocturnaGorazriodasmacas5

Notas sobre a Garça Nocturna ou Goraz:
Identificação
É uma garça de dimensão intermédia. O seu pescoço curto confere-lhe um ar atarracado. As asas e o
barrete preto contrastam com o dorso cinzento e com o ventre esbranquiçado. As patas são amarelas e os
olhos são vermelhos. Os juvenis são malhados de castanho e também têm as patas amarelas.

Abundância e calendário
Actualmente o goraz é uma espécie muito escassa em Portugal, com uma distribuição muito fragmentada.
O litoral centro e o vale do Tejo, onde se conhecem algumas colónias, constituem as suas principais áreas
de ocorrência. Nidifica colonialmente em árvores, nas imediações de zonas húmidas, em associação com
outras espécies de garças.
É uma espécie estival, que está presente no país sobretudo de Abril a Setembro. Ocasionalmente
observa-se durante o Inverno.
Informação das Aves de Portugal

8 comentários:

Fatyly disse...

Olha que sorte e fizeste uma bela reportagem sobre uma ave tão linda.

Já agora foi mais perto da praia das Maçãs ou na zona dos patos onde os peixes são enormes? Há dias estive a apreciar a quantidade de peixes na ponte do Rodízio (julgo ser esse o nome) e duas gaivotas na pescaria:)

Adorei este teu post!

pedro macieira disse...

Fatyly,
Foi realmente um momento de sorte, estar por ali naquela altura -e fotografar uma garça nocturna/Goraz - que tive alguns problemas em identificar, aqui em Colares (pois conheço bem a Garça Real que já tenho encontrado por aqui, mas Goraz nunca tinha encontrado).
A foto foi feita mesmo ao lado do Cantinho da Várzea - sendo uma ave que normalmente é vista ao fim do dia, desta vez foi às 14h00, no momento de maior calor.
Tenho uma grande sequência de fotos do momento, com a garça rodeada de patos reais (habitantes tradicionais daquele espaço) e até alguns conflitos com eles no momento da pescaria -fotos que irei publicat em breve.
Um abraço

Anónimo disse...

É linda essa Garça e a água até parece limpinha, embora agora a tenha visto bem suja, mas com 4 patinhos minúsculos a começarem a passear.
Tenho foto duma Garça-Real tirada no meio de uma Quinta no centro de Sintra em 2009.

Fatyly disse...

Pedro
Obrigado e já sei onde foi e aguardarei pelas fotos:)

Um dia gostaria de fazer a pé o percurso total do rio. Já fiz vários metros mas há zonas que não me atrevo porque sozinha ainda dou um espalha e depois? hehehehehe :):):)

Graça Sampaio disse...

Que maravilha ter apanhado a Garça e caçar o seu almoço e a saboreá-lo! Muito lindo!

Que paciência a sua, Pedro!!

Beijinho.

pedro macieira disse...

Graça,
Foi realmente muita sorte ser testemunha e registar este momento de uma ave que não é habitual por estes lados.
Um abraço

Fernando Castelo disse...

Parabéns, não só pela beleza das fotos como pela paciência.
Fernando Castelo

pedro macieira disse...

Caro Fernando Castelo,
Obrigado pelo seu comentário.De facto foi uma oportunidade, talvez única de fazer esta sequência de fotos.Por outro lado é a confirmação da biodiversidade ainda existente no rio das Maçãs, ainda um habitat importante de um bando de patos reais, que observo há vários anos.
Um abraço