sexta-feira, junho 12, 2015

Muros Altos

De quando em vez,  surgem  notícias  sobre a Quinta dos Muros Altos, de Janas/Sintra - quinta muito desejada por políticos, seus familiares e Offshores.
Desta vez, 20 anos  depois de um conhecido político do PSD e ex-deputado, Duarte Lima, ter feito a compra (através de uma sobrinha) da quinta, facto noticiado na altura pelo  semanário "O Independente", é o  Ministério Público  a deixar transparecer que  o ex-primeiro ministro Sócrates, detido actualmente  em Évora, teria  através de voltas e reviravoltas de várias negociatas, lucrado  também  ele, com  mais uma  venda da quinta de Janas...



A quinta dos Muros Altos de Janas
"A quinta de Janas é conhecida na aldeia como a dos "Muros Altos". E tem razão. A quinta que Duarte Lima tem tratado como a menina dos seus olhos, tem 30.900 metros quadradados. São mais de três hectares rodeados de muros com dois metros e meio de altura e três portões. Dois senhoriais e um de serviço. De acordo com a memóriia descritiva feita pelo arquitecto Thiago Bradell, a principal entrada a norte é em meia-lua com capeamento superior em argamassa. O portão a sul destina-se a «emergências», como bombeiros, e incorpora uma cabina da EDP para entrada do ramal de electricidade. há ainda a porta do poente, que pretende dar um acesso fácil à quinta para apoio aos trabalhos de jardinagem e agricultura.
O arquitecto Bradell disse a O Independente que tinha tido grande preocupação na construção de um muro de tão grande dimensão. Por isso o mandou construir por principiantes e sem fio de prumo para que fique irregular. Só os muros dos portões serão pintados de cor-de-rosa, enquanto o resto da cerca será coberta com terra. O arquitecto pretendeu que  «o conjunto pareça que sempre ali existiu  e que não é um intruso»."

No O Independente de 9 de Dezembro de 1994


O Independente  de 9 de Dezembro de 1994 com Paulo Portas como director


Na revista Sábado, de 11 de Junho de 2015:
"Uma das novas acusações apresentadas pelo Ministério Público a José Sócrates durante o interrogatório de 27 de Maio, a que a SÁBADO teve acesso, relaciona-se com uma quinta em Sintra ligada a Duarte Lima que suscitou um processo judicial, entretanto arquivado.

Depois da compra de vários terrenos pela sobrinha do ex-deputado social-democrata ter criado um escândalo mediático em 1995, a quinta foi vendida a uma offshore representada por um advogado do escritório do próprio Duarte Lima.

A SÁBADO sabe que esta offshore já foi detida por vários donos ao longo do tempo: e um deles foi o primo de Sócrates, José Paulo Bernardo, cujos negócios estão a ser escrutinados pelo Ministério Público. No entanto, a quinta já tem um novo dono, que também foi detido no âmbito da Operação Marquês.

O Ministério Público suspeita que terá sido realizada uma operação financeira para ocultar a ligação a José Sócrates, que reagiu com ironia às acusações do procurador Rosário Teixeira. "

http://www.sabado.pt/portugal/seguranca/detalhe/ministerio_publico_confronta_socrates_com_negocio_da_quinta_de_duarte_lima.html

2 comentários:

Graça Sampaio disse...

Qualquer dia até o irão acusar de receber ouro das minas do Brasil no tempo de D. João V.... Uma trapaça sem tamanho e sem fim...

Anónimo disse...

Que piadinha mais reles Srª. Graça Sampaio