sábado, abril 23, 2016

Porque hoje é Sábado...


Poema de Outono
 
Quero apenas cinco coisas...
Primeiro é o amor sem fim
A segunda é ver o outono
A terceira é o grave inverno
Em quarto lugar o verão
A quinta coisa são teus olhos
Não quero dormir sem teus olhos.
Não quero ser... sem que me olhes.
Abro mão da primavera para que continues me olhando.
Pablo Neruda

2 comentários:

Graça Sampaio disse...

Muito significativo, Pedro.

Beijos

João Brás disse...

Lindo mesmo.

O sublinhado de Neruda deixa-nos sem palavras mas enche-nos o coração.

Um abraço