sábado, novembro 15, 2014

Teleféricos & Funiculares



"Câmara desiste do silo da Portela e retoma a ideia do teleférico para a Pena"
Jornal de Sintra, 14/11/2014


A propósito, algumas notas sobre Teleféricos e Funiculares para Sintra                              Postal antigo com a legenda: Palácio da Pena visto do ar


Projectos para a construção de um teleférico, ou funiculares, para o Palácio da Pena, foram vários e começaram a surgir desde o início do séc.XX, o primeiro terá sido em 1910 para a construção de ascensores, felizmente já nesse tempo houve o bom senso das autoridades da época de não dar andamento a essas propostas, com o argumentos como de que “ colocar carris e cremalheira e cabos aéreos exigindo o corte de árvores e arbustos seria uma grande barbaridade.(...) Uma vez que o Parque da Pena, constitui (...)um dos arboretos mais valiosos do Mundo.” Ou se fosse aprovado a instalação de um funicular , existiria a “ depreciação do Parque, pois sendo um jardim botânico florestal de colecções e exemplares raros e valiosos, exige uma fiscalização muito rigorosa e para o que possui um regulamento de policia...”, estes extractos foram retirados de uma exposição enviada ao Ministro da Agricultura e Obras Públicas, em 1949, pelo então Director Geral dos Serviços Florestais e Aquícolas, José Almeida de Mendia.



Noticia do Diário de Lisboa de 27/9/1949

O mesmo Director Geral, avançava com uma ideia, também mais tarde  proposta pela UNESCO, que era a criação de uma” Task Force “para a gestão do Parque Natural Sintra-Cascais, semelhante ao que era sugerido já em 1949 na exposição enviada ao Ministro “só uma comissão oficial, com representantes dos organismos locais, para elaborarem esse plano (plano sobre o turismo de Sintra) a que o Poder central dê pronta solução....” é que permitiria resolver os problemas causados pelos “interesses de ocasiões e de efeitos desordenados” a Sintra e ao seu turismo.


Fonte: "O Palácio da Pena -Turismo Cultural num Palácio Nacional" de Alexandre Garcia da Fonseca

- Imagem da Noticia do Diário de Lisboa retirada da mesma obra.






Notícia do "Jornal da Região Sintra" de 13/11/2007



Proposta da CDU


O "Jornal da Região" de 13 de Julho de 2007, noticiava a existência de  uma nova proposta sobre este tipo de acesso ao Palácio da Pena, avançada pela CDU. A proposta tinha o objectivo de revitalizar o centro histórico de Sintra, além de adopção de medidas ao nível dos transportes, circulação e estacionamento, com destaque para uma proposta de implantação de um teleférico entre S.Pedro (Ramalhão) e o Palácio da Pena. O acesso proposto não seria a partir do Vale do Rio do Porto (Vila Velha) como foi equacionado no passado, adiantando que “aquela encosta está cheia de eucaliptos e de acácias, além de uma série de antenas, e o teleférico permitiria interligar vários transportes e aliviar a pressão automóvel no centro histórico”.


2 comentários:

Carlos José dos Santos disse...

Pedro, só esta é que me fazia rir logo pela manhã de domingo dia 16 de novembro de 2014.
Tenho uns longos 67 anos, já morreram todos aqueles que ao tempo, lideravam Sintra a sua Câmara Municipal e eram pessoas de influência não só em Sintra como no país, e tentaram levar avante essa idéia, ao longo de uma vida sempre ouvi falar nisso, voltar a remexer nesse assunto, que nunca deu em nada, foi sempre algo que os sintrenses já gozavam anualmente pelo carnaval, em cegadas e outro tipo de gozações.
Agora novamente com essa panaceia, é atirar areia para os olhos dos municipes, já chateia. A Câmara que não tem dinheiro para comprar esferográficas para os empregados, vem com conversas de obras faraónicas, como o Hotel Netto, e agora o teleférico?
Tenham dó!
A antiga Sintra Garagem, que foi feita de raíz (antigamente) para albergar automóveis, está fechada na Estefânia até cair tudo de novo, quando pooderia haver um acordo (não sei com quem, não conheço os donos), e ali poder-se-iam, arrumar veículos, aumentar a sua capacidade, fazer algo. Não, deixam de avsnçar no que é fundamental, e, como não têm dinheiro, vêm com o ilusório. Já morreram muitos desse tempo, mas ainda há muita gente viva que não "chupa essas balelas".

pedro macieira disse...

Caínhas,
Quase todas as semanas nos últimos tempos, temos sabido de ideias/rumores sobre futuras obras em Sintra: Abertura de uma nova estrada na Praia Grande,uma rotunda no cruzamento da Praia Grande, uma esplanada num MUSA na Estefânia, a compra do Hotel Netto, de forma que não fosse mais uma "conquista" da PSML (não havendo segundo parece dinheiro nem conhecimento dos regulamentos da própria autarquia sobre obras no centro histórico)- agora o teleférico, obra falada pelo menos desde 1910!
Vamos aguardar pelos próximos episódios.
Abraço