terça-feira, fevereiro 16, 2010

Uma Casa Portuguesa

Photobucket

"Demolição de casa de ex-autarca encalhou no tribunal há dois anos

Impugnação do despacho que manda demolir mansão do ex-presidente da Câmara de Sintra não tem qualquer andamento desde Setembro de 2007
."

No Jornal Público de hoje, 16 de Fevereiro de 2010, um artigo de António José Cerejo
Photobucket
"O imóvel de João Justino tem três pisos e 1515 metros quadrados a mais em relação ao projecto licenciado"
No "Público"
Mansao6
"Ministério diz que não podia demolir após o acordão do STA"
No "Público"

5 comentários:

Fatyly disse...

Esse Justino ironicamente do PSD (maravilha das maravilhas) foi afastado e condenado e este casebre continua direitinho o que mostra bem como funciona a justiça neste país. É mais fácil deitar abaixo "casebres" de gente pobre do que gente rica.

Uma vergonha e eu que a vejo de longe nem sequer sabia que pertencia a esse caramelo.

Um abraço

pedro macieira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
pedro macieira disse...

Fatyly

Acompanho este caso desde os primeiros embargos, estávamos ainda nos tempos do reinado de Edite Estrela, e o PNSC muito distraído. Continuaram os embargos no primeiro mandato de Fernando Seara, já sairam três ministros do ambiente,e mais algumas distracções depois,Fernando Seara voltou a ganhar o segundo mandato....e a mansão de Colares cresceu embargada. Os recursos e os despachos continuaram.O seu proprietário, comendador, que se encontra frequentemente em cerimónias oficiais com o actual presidente da autarquia Fernando Seara,até na sua empresa privada, dá agora os últimos retoques na sua bela mansão embargada, deverá preparar a festa de inauguração,em breve, quem serão os convidados???

Um abraço

Anónimo disse...

Este caramelo tem propriedades no centro de Sintra ... a cair aos bocados ...
É tudo muito engraçado nesta terra !!!

pedro macieira disse...

Intocável...porque será????
Abraços