domingo, fevereiro 07, 2010

Petição on-line pela defesa das árvores

Photobucket
Isto aconteceu em Janeiro de 2010, em S.Pedro de Sintra no Largo 1º de Dezembro


Photobucket

Isto aconteceu no Carrascal,Sintra em Janeiro de 2010

Para que coisas como estas não continuem a acontecer, um grupo de cidadãos enviou ao Presidente da Câmara Municipal de Sintra, e colocou on-line uma petição para todos que pretendam a possam assinar, exigindo da parte do responsável da autarquia de Sintra, ainda classificada pela UNESCO ,Património Mundial na categoria de Paisagem Cultural, resposta para as seguintes questões:


As boas práticas arborícolas também parecem ser uma preocupação de vossa excelência uma vez que é do conhecimento público que em 2005 o Presidente da Câmara de Sintra assinou um regulamento para a intervenção em árvores de Sintra que faz parte do Plano de Gestão da Paisagem Cultural de Sintra onde está explícita a forma de proceder nas podas.
Por conseguinte gostaríamos de ver esclarecidas as seguintes questões:
1. As árvores da vila de Sintra são diferentes ou obedecem a regras diversas das árvores existentes noutras localidades do concelho?
2. Qual a competência técnicas das equipas que procedem ao abate e podas das árvores?
3. A que entidade pertencem estas equipas de abate e poda?
4. O que justifica a poda radical das árvores?
5. Que destino tem a madeira resultante de tais podas e abates?
6. Quais são os planos para os espaços ajardinados acima citados onde existiam árvores?
7. Quais são os planos para plantação de árvores nos locais acima descritos?

Pedimos-lhes também que providencie e dê instruções para o fim da destruição do pouco património arborícola que nos resta e que se não for para nós próprios ao menos que seja para continuarmos a merecer a distinção de sermos Património Cultural do Mundo.

Para ler e assinar a petição -Aqui

tapada1 copy
Tapada D.Fernando II (Capuchos) intervenção da Parques de Sintra Monte da Lua em 2007

3 comentários:

Anónimo disse...

É triste ver que afinal poucos se importam com a beleza natural da nossa terra. Tão pouca assinatura para o que se passa ...
sintrense

Anónimo disse...

Pois é, o ditado tão verdadeiro de que "SÓ A UNIÃO FAZ A FORÇA", não costuma ser muito lembrado por aqui. Mesmo num assunto a que tantos sintrenses se mostram sensíveis - o da floresta e das árvores.
Cada um costuma puxar para seu lado, já é costume.
emília reis

pedro macieira disse...

De facto a participação do sintrenses nos assuntos que lhes dizem respeito não é uma prática por estes lados.

Alguns de nós vamos ter que sensibilizar essa maioria indiferente, de forma a que sintam a necessidade de exercer a sua plena cidadania.

Numa sociedade organizada através de partidos politicos, e com instituições/organizações de carácter cultural/ambientalista, e que teriam obrigação de tomar posição na defesa de uma assunto que lhes diz directamente respeito, como o legado paisagístico Sintrense, o silêncio , mais uma vez é a nota dominante.

Abraços