domingo, maio 08, 2011

Arribas & Falésias do Litoral Sintrense

Sintra eleita como um dos melhores destinos à beira-mar

A EUCC- The Coastal & Marine Union já elegeu os melhores destinos à beira-mar na Europa para 2011-2012. Em Portugal, Sintra vai hastear a bandeira "QualityCoast" em sinal da boa qualidade das praias. O prémio será entregue a 13 de Maio numa cerimónia que terá lugar em Chipre.
O prémio europeu é atribuído de dois em dois anos pela EUCC- The Coastal & Marine Union, sediada na Holanda. Em Portugal a organização promotora atribuiu o galardão para 2011-2012 a Torres Vedras, Açores, Madeira, Pico, Sintra, São Miguel, Terceira, Porto Santo, Lagos e Tavira.(...)

De uma notícia no jornal Correio.com-aqui

Entretanto, aqui ficam algumas imagens do estado actual do litoral Sintrense:



7 comentários:

Anónimo disse...

Ó pá ... também ... eles dizem "à beira-mar" não é à beira-falésia :)

r.martins disse...

Amigo Pedro , a noticia está tão gira que,palavra,eu fui ao calendário para confirmar que não estavamos no dia 1 de abril.
abraço !

Caínhas disse...

Sei que o amigo não brinca com coisas sérias!
Mas não quererá antes dizer:
- Local preferido de queda de pedregulhos?

carol disse...

UAU!!! Que bem! E merecem!
Obrigada pela notícia. Fico deveras contente.

Fatyly disse...

O que mostras é bem real, mas já em tempos falei e deste-me uma explicação sobre até que ponto o homem pode "conter" a erosão das falésias. Sinceramente não acredito que consigam, excepto em pequeninas extensões como foi toda a zona à beira da estrada onde seguraram as pedras com cimento armado. Mesmo assim e passado este inverno...não foi eficaz em alguns locais.

Fizeram o mesmo concerto (fui assistindo às manobras daquelas pedras encaixadas que nem peças de um puzzle) no que tu um dia chamaste "A Crel da Praia Grande"!

Dou o meu acordo, o prémio é à beira-mar porque de facto todas as praias são extensas e só quem é parvo é que se aventura a ir, por exemplo...para a Aguda, para os fundos (maré vazia) da do Magoito e da Praia Grande e andar pelos arcos:) da Adraga.

pedro macieira disse...

A situação entre o "prémio" atribuído a Sintra pela suas belas Praias é contraditório com o estado geral de vários acessos e o estado em que se encontram as suas arribas.

Se não é possível evitar os efeitos da erosão ( caso Praia da Ursa)e do natural movimento das dunas e falésias (Praia da Aguda)- é possivel encontrar soluções para novos acessos (Praia do Magoito),e intervir para consolidar algumas das falésias (caso do miradouro das Azenhas do Mar que há anos está a aguardar uma intervenção do Parque Natural Sintra Cascais e demais uma dezena de organismos oficiais que gue tem a responsabilidade da costa portuguesa...).
A intervenção (?) que tem ocorrido é plantar tabuletas, a avisar dos perigos de derrocada...e pelo ritmo que estão a surgir ano após anos, ainda vamos entrar para o Guiness, como a costa com mais tabuletas do Mundo...

Abraços

Anónimo disse...

No dia em que o sr. Domingos (antigo "dono" da tasca do miradoiro) teve de abrir um buraco para fazer as fossas, utilizou dinamite, já que os calcários do Jurássico, muito compactos, teimavam em não quebrar.
O erro e a ignorância do dito cujo, acelerou a erosão diferencial (ao colocar as saídas de aguas correntes da tasca a escorrer pela arriba abaixo) já que, no local, passam 2 falhas de desligamento lateral.
Assim esse processo erosivo teve um aceleramento substancial; o melhor mesmo seria fazer desabar aquela parte do miradouro com recurso a um braço extensível e não TNT. Ou querem que o nosso litoral fique no Guiness, como o litoral da Europa mais betumizado/cimentado?
As vistas até melhoravam dado que aquele testemunho geológico tapa a vista de qualquer visitante que por lá passe.