sábado, maio 21, 2011

Condessa d'Edla

Photobucket

Hoje, 21 de Maio passam 82 anos da morte de Helise Hensler, Condessa d'Edla. Para evocar a efeméride publicamos um poema de Gomes de Amorim de 1878, a ela dedicado.

Á ILLUSTRISSIMA E EXCELLENTISSIMA SENHORA

CONDESSA D’EDLA

Senhora: Se os colossos da floresta
Aos céus enviam divinaes perfumes,
Tambem o agreste cheiro da giesta
Ousa humilde subir aos pés dos Numes.

Se o sol, que é vida e alma do universo,
Não desdenha aquecer o infimo insecto,
A vós do rude bardo implora o verso
Calor e luz de generoso affecto.
Gota d’agua levada pelo vento;

Modesto aroma d’uma flor caída;
Nem tanto valerá meu pensamento...
Mas inspira-o uma alma agradecida.


Francisco Gomes de Amorim,1878

Photobucket
Foto:Varanda do Chalet da Condessa d'Edla no Parque da Pena

Sem comentários: