domingo, agosto 05, 2012

Notas hidrográficas sobre o Rio das Maçãs

RiodasMacasblogue2012Garça

"(...) Descendo a costa, encontramos o Rio das Maçãs, cujos afluentes da margem direita drenam a vertente Sul do citado planalto.(planalto de S.João das Lampas)

O Rio das Maçãs é o mais importante curso de água desta vertente.Nasce no Castanheiro, a cerca de 200 m. de altitude, passa em S.Romão, depois em Lourel, tomando o nome desse povoado até à ponte Redonda, para depois ser conhecido com o nome de Ribeira de Galamares, até à várzea de Colares.
.Nesta secção descreve um largo meandro envolvendo o Vinagre e, retomando a direcção dominante SE-NW. passa a denominar-se Rio das Maçãs, embocando no oceano na praia assim chamada.
(...)
O Rio das Maçãs, com cerca de 13,5 Km. de extensão, recebe pela margem direita alguns afluentes vindos dos contrafortes  do planalto de S.João das Lampas, como as ribeiras de Janas,Mucifal, Morelinho, Carrascal e Cabriz.
Pela margem esquerda, muito abrupta recebe as ribeiras do Covão, Colares,Monserrate e a do Duche, ou Rio do Porto, que corre num apertado vale de fractura onde se nota  uma interessante inversão estratigráfica.(...)"
em "Sintra e o seu Termo" de José de Oliveira Boléo,1940

*Foto de Junho de 2012-Garça Nocturna no Rio das Maçãs, na Várzea de Colares

2 comentários:

Carlos José Santos disse...

Para quem nos seus tempos de estudante, tinha que saber os rios e afluentes de Portugal e Colónias, convém já agora ficar a saber tudo sobre um dos Rios mais emblemaáticos do nosso concelho, o que este post faz na perfeição, embora hoje já se tenha passado uma borracha, sobre a toponímia deste tempo(1940), vai tudo resumido em RIO de COLARES, ou das MAÇÃS.

pedro macieira disse...

Caínhas,
É mais uma curiosidade sobre o que nos envolve, que por vários motivos nem sempre reparamos e também uma informação datada de 1940.
Um abraço