sexta-feira, agosto 03, 2012

O Eléctrico da Praia da Maçãs só três dias por semana

electrico2012Agosto03blogue O eléctrico de Sintra foi inaugurado a 31 de Março de 1904, com o material circulante encomendado à J.G.Brill Company (Estados Unidos): O percurso, com uma extensão de 8.900 metros, foi prolongado a 10 de Junho desse ano até à Praia das Maçãs, totalizando uma extensão de 12.685 metros. Mais tarde, (31 de Janeiro de 1930) o eléctrico chegou às Azenhas do Mar.

Na sua longa vida, este meio de transporte tão acarinhado pelas populações que o vêem passar às suas portas há 108 anos, teve na sua exploração algumas paragens, felizmente sempre retomadas.

A última interrupção (10 meses), terminou hoje, com a chegada de novo do eléctrico à Praia das Maçãs, (na foto). Este reinício com um horário semanal muito reduzido (de sexta-feira a domingo), algo incompreensível, pois o mês de Agosto tem tradicionalmente muitos visitantes de Sintra e uma grande afluência às Praias - e seria uma forma de rentabilizar os investimentos feitos na linha recentemente, como a utilização de várias unidades circulantes, cuidadosamente reconstruídas  e que se encontram sem utilização na Ribeira de Sintra.

*Foto: Chegada do eléctrico hoje à Praia das Maçãs

6 comentários:

Flor disse...

E sabes qual a razão porque não funciona todos os dias?

Um abraço
Flor

Flor disse...

Já vi que de terça a quinta são alugueres.

Será que até Setembro esses dias estão ocupados por alugueres? ou simplesmente não querem que o eléctrico se canse muito ???

pedro macieira disse...

Flor,
Não se compreende esta forma de gerir um transporte público, mesmo tendo um carácter histórico/turístico- sendo por isso mesmo que é muito procurado por visitantes de Sintra. Também a população das localidades por onde o eléctrico passa. utilizam-no há muitos anos como um transporte público como outro qualquer. No momento em que o fluxo de turistas e frequentadores das Praias é maior, e após um atraso da circulação do eléctrico este ano não encontro uma explicação para que o eléctrico pare quatro dias por semana, deixando por esse motivo de ter uma receita com alguma importância, após os investimentos financeiros que se tem feito na linha.
Um abraço

Flor disse...

Eu penso que a receita, se eles alugam o electrico a Camara tê-la-à. De facto eu entendo que o eléctrico é mais para turistas, mas deviam por um autocarro dos pequenos para a população.

Bom fim de semana!
Um abraço.

João A. disse...

Posso afirmar com conhecimento de causa que o número de circulações é insuficiente para a procura.

No sábado fiz o passeio e tive de esperar mais uma hora à ida para a Praia das Maçãs porque não houve lugar no eléctrico, e o seguinte só sai após uma hora.

À volta foi pior, porque as pessoas atropelam-se, não respeitam a ordem da fila, passam à frente umas das outras, etc. Entre ter de ficar mais uma hora à espera a torrar ao sol, acabei por voltar de camioneta, experiência que não recomendo a ninguém.

Como o eléctrico demora 50 minutos a fazer o persurso, o mesmo eléctrico só sai de hora a hora.

O problema de fazer um maior número de circulações é que isso implica também um maior número de guarda-freios + cobradores ao serviço, aumentando os custos fixos de exploração.

A solução seria os eléctricos circularem ao fim de semana com atrelado. Duplicava-se assim a capacidade de transporte (e a facturação) nos períodos de maior procura. Só não sei se isso é tecnicamente possível com aquele material.

pedro macieira disse...

João A.,
Tem toda a razão sobre a procura ( aos fins de semana) para utilização do eléctrico é superior à oferta - tem sido assim nos outros anos. Sei que antes da última interrupção (Outubro 2011) houve uma formação para guarda-freios - também relativamente à ausência de atrelados actualmente, não sei se haverá algum condicionalismo técnico (estabilidade dos carris, ou outra)-mas haveria concerteza condições para aumentar a frequência das ligações e colocar durante a semana, pelo menos em Agosto todos os dias o eléctrico a circular.
Cumprimentos