sábado, fevereiro 16, 2013

Porque hoje é Sábado...

Aranha2013Blogue

A aranha

Aranha do meu destino
Faz teias de eu não pensar.
Não soube o que era em menino,
Sou adulto sem o achar.
É que a teia, de espalhada
Apanhou-me o querer ir...
Sou uma vida baloiçada
Na consciência de existir.
A aranha da minha sorte
Faz teia de muro a muro...
Sou presa do meu suporte.

Fernando Pessoa

Aranhag2013Blogue

4 comentários:

Carlos José dos Santos disse...

Fotos excelentes como sempre!
Da poesia, as palavras vindas de mim são coisa reles, perante tanto talento para lidar com a escrita. Gostei muito, note-se!

pedro macieira disse...

Caínhas,
Obrigado pela visita e comentário.
Aproveitando o extraordinário legado de Fernando Pessoa, para publicar as fotos de uma aranha minha vizinha.
Um abraço

Graça Sampaio disse...

Ui que lindo o poema - que eu não conhecia! Obrigada. (Claro que as fotografias têm a qualidade a que já nos acostumou!)

Beijinho

pedro macieira disse...

Graça,
Fernando Pessoas e seus heterónimos,não deixam de me surpreender, pelos temas tão diversos da sua obra - o que me permite ir publicando fotos de temática tão variada no blogue.
Abraço e obrigado pelo comentários.